Oscar 2022: Confira os livros que inspiraram filmes indicados na premiação

(5 Estrelas - 1 Votos)

Um deles é “A filha perdida”, baseado em obra homônima de Elena Ferrante

Chegou um dos momentos mais aguardados pelos amantes do cinema: a temporada de maratonar os filmes indicados ao Oscar. Entre as principais categorias da premiação está a de “Melhor Roteiro Adaptado”, que reúne, inclusive, longas baseados em histórias de livros. No entanto, outras categorias também têm filmes inspirados em histórias literárias.

Na seleção há títulos como A filha perdida, inspirado em livro homônimo da escritora italiana Elena Ferrante, que estreou em janeiro na Netflix, e Duna, baseado em uma das principais séries literárias de ficção científica. Incluímos também A tragédia de Macbeth, que não foi indicado em Melhor Roteiro Adaptado, mas está presente nas categorias de Melhor Ator, Melhor Fotografia e Melhor Direção de Arte. Veja a lista completa e escolha a sua próxima leitura!


A filha perdida, de Elena Ferrante

Conhecemos a história de Leda (Olivia Colman), uma mulher de meia-idade que, após o divórcio, passa a dividir a sua vida entre as aulas de Inglês na universidade onde leciona e os cuidados com as filhas. Ao receber a notícia de que as meninas irão para o Canadá passar as férias com o pai, Leda se sente mais leve e aproveita para fazer uma viagem sozinha a um balneário na Grécia. Os seus dias de paz no paraíso, no entanto, são impactados pela aproximação com uma família nova-iorquina e, sobretudo, com uma outra mulher, Nina (Dakota Johnson). Ao se aproximar da jovem, que acabara de ser mãe, Leda parece olhar-se através de um espelho partido pelo tempo. 

Para ir além do filme


Duna, de Frank Herbert

A vida do jovem Paul Atreides está prestes a mudar radicalmente. Após a visita de uma mulher misteriosa, ele é obrigado a deixar seu planeta natal para sobreviver ao ambiente árido e severo de Arrakis, o Planeta Deserto. Envolvido numa intrincada teia política e religiosa, Paul divide-se entre as obrigações de herdeiro e seu treinamento nas doutrinas secretas de uma antiga irmandade, que vê nele a esperança de realização de um plano urdido há séculos. Este filme foi lançado nos cinemas em 2021.

Para ir além do filme


Drive my car

Este filme conta a história do ator Yusuke Kafuku, que é convidado a encenar O Tio Vânia de Tchécov num festival de teatro em Hiroshima. No carro em que se desloca, conduzido pela discreta jovem Misaki, Kafuku confronta-se com o passado e o mistério sobre a sua mulher, Oto, que morrera subitamente levando um segredo com ela. Este filme será lançado nos cinemas ainda em março.

Para ir além do filme

Homens sem mulheres, de Haruki Murakami

Murakami é um autor capaz de criar universos próprios, que se desdobram em romances de fôlego e personagens cativantes. Mas ele é também um excelente contista, e sua produção mais recente está reunida neste volume: sete histórias que tratam de relações amorosas e trazem o estilo único do autor. São contos sobre o isolamento e a solidão que permeiam as relações amorosas: homens que perderam uma mulher depois de um relacionamento marcado por mal-entendidos.


A tragédia de Macbeth, de William Shakespeare

Um dos principais livros de William Shakespeare ganhou uma adaptação na Apple TV. Três bruxas convencem Lord Macbeth de que ele se tornará o próximo rei da Escócia e sua ambiciosa esposa está disposta a tudo para ajudá-lo em seu plano de conquistar o poder.

Para ir além do filme


O beco do pesadelo

Este filme foi indicado nas categorias de Melhor Filme, Melhor Fotografia, Melhor Direção de Arte e Melhor Figurino. O beco do pesadelo conta a história do ambicioso vigarista Stanton Carlisle, que tem um talento para manipular pessoas. Ele se une a uma clarividente e seu marido mentalista para enganar um perigoso magnata. Este filme estreou nos cinemas em janeiro.

Para ir além do filme

O beco das ilusões perdidas, de William Gresham

Neste clássico, conhecemos o jovem Stan Carlisle, carroceiro de um circo de variedades, que assiste, em um misto de repulsa e curiosidade, a uma das principais atrações do lugar: um alcoólatra, decadente e entregue à própria imundice, é apresentado como um selvagem, sendo objeto de espanto, nojo e escárnio da multidão voyeurística.


O que você achou da lista?


Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista, editora do Estante Blog e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea e jornalismo literário.

Livros para mergulhar nas editoras independentes Histórias que combinam com café Livros sobre diversidade que você precisa conhecer 9 livros que você leria pelo título Livros para gerenciar a carreira