9 livros para entender a democracia

(0 Estrelas - 0 Votos)

No caso do Brasil, o Estado democrático de direito foi garantido a partir da Constituição da República, em 1988. Conheça alguns livros!

Assim como define o dicionário, democracia é uma “forma de governo que a soberania é exercida pelo povo”. Ao contrário da ditadura, esse sistema de governo tem como premissa assegurar os direitos básicos dos cidadãos, como direito ao voto e liberdade de expressão, religiosa e de imprensa. No Brasil, o Estado democrático de direito foi garantido a partir da Constituição da República, em 1988, após 20 anos de ditadura militar no país.

Quando a democracia foi criada?

Estudos mostram que esse sistema surgiu no ano de 1.000 a.C., na Grécia. Baseada na participação dos cidadãos para a tomada de decisões governamentais, a clássica democracia das cidades gregas espalhou-se depois pela Europa. Já na era contemporânea, houve o crescimento de instituições políticas e, com isso, aumentou a complexidade do funcionamento das sociedades.

Por isso, começou a ideia de que a única forma de democracia era a de um governo representativo do povo. Desde então, os cidadãos elegem, por meio do voto, seus representantes para a gestão do país, tanto no Poder Executivo, quanto no Judiciário e no Legislativo.

LEIA MAIS: Livros retratam diferentes perspectivas sobre o país

Nunca é demais estudarmos sobre o Estado democrático. Que tal conhecer alguns livros sobre o assunto? Selecionamos nove das principais obras do tema, sendo a maioria recém-lançada no Brasil. Veja a lista completa!


Democracia em risco? 22 ensaios sobre o Brasil de hoje, de vários autores

A pergunta que dá título a esta coletânea de artigos, lançada em janeiro de 2019, procura reagir a uma constatação: as eleições de 2018 são um marco no curso da história de nosso atual regime democrático, iniciado com a promulgação da Constituição de 1988. Fato novo, um candidato de extrema-direita tornou-se contendor imbatível, deixando para trás velhas figuras e partidos que haviam dominado a cena desde a conformação da Nova República. 


Como a democracia chega ao fim, de David Runciman

Com leveza e profundidade, David Runciman analisa as ameaças sofridas pela democracia ao redor do mundo. Para ele, é preciso levar a sério a ideia de que a democracia chegará ao fim. Não será como nos anos 1930 ou 1970, em que foi atacada por irrupções de violência política: somos mais ricos, mais pacíficos e lidamos com dilemas mais complexos.


Como as democracias morrem, de Steven Levitsky e Daniel Ziblatt

Democracias tradicionais entram em colapso? Essa é a questão que Steven Levitsky e Daniel Ziblatt respondem ao discutir o modo como a eleição de Donald Trump se tornou possível. Para isso comparam o caso de Trump com exemplos históricos de rompimento da democracia nos últimos cem anos: da ascensão de Hitler e Mussolini nos anos 1930 à atual onda populista de extrema-direita na Europa, passando pelas ditaduras militares da América Latina dos anos 1970.


O futuro da democracia, de Norberto Bobbio

A lista também inclui livros mais clássicos sobre o assunto. Lançado em 1984, O futuro da democracia reúne ensaios que se constituem em importantes instrumentos de combate, pela preocupação em desfazer equívocos e em recuperar debates sobre ideais do melhor pensamento político. Norbeto Bobbio discute liberdade e justiça social.


O ódio à democracia, de Jacques Rancière

Neste livro, o autor Jacques Rancière diz que há uma deturpação do ideal democrático e que o atual sistema é guiado, em muitos casos, por uma classe dominante na sociedade. Em uma análise atemporal, ele mostra que, na sociedade capitalista, algumas justificativas a favor da democracia são utilizadas contra o próprio sistema.


Verdades e mentiras: Ética e democracia no Brasil, de vários autores

É senso comum dizer que todo político mente. Mas não seria a verdade uma ilusão, uma impossibilidade que tornaria a mentira ética? Nesse livro, quatro respeitados pensadores de nosso tempo – Gilberto Dimenstein, Leandro Karnal, Luiz Felipe Pondé e Mario Sergio Cortella – debatem as fricções que envolvem a tensa relação entre ética e democracia, colocando em xeque as verdades e as mentiras que compõem o universo político.


O que é democracia?, de Denis L. Rosenfield

Este livro também é um dos clássicos sobre o tema. A obra aborda conceitos e fatos relevantes de nosso cotidiano, políticos, sociais, econômicos, éticos, jurídicos e institucionais, entre outros, que desafiam o Brasil e o mundo contemporâneo. Por exemplo, a questão da vinculação conceitual entre as diferentes acepções da liberdade, da democracia e da justiça, entre outros, termina remetendo a uma questão que não é apenas descritiva, mas também de valor.


Ruptura: Uma crise na democracia liberal, de Manuel Castells

A crise econômica que se prolonga em precariedade de trabalho e desigualdade social; o terrorismo fanático que impossibilita a convivência e alimenta o medo; a permanente ameaça de guerras atrozes como forma de lidar com conflitos; as inúmeras violações aos direitos humanos e à vida. Existe uma crise ainda mais profunda: a ruptura da relação entre governantes e governados, refletida no sentimento geral de que as instituições políticas “não nos representam”. Para o autor, trata-se do gradual colapso da democracia liberal.


A vítima tem sempre razão?, de Francisco Bosco

A luta política no Brasil se radicalizou, ganhou novas vozes e tomou as ruas e as redes sociais. O livro de Bosco é uma análise sóbria e ponderada desse novo ambiente marcado por estridência e intolerância. Nos últimos anos, o debate público no Brasil viu o fortalecimento de vozes novas e combativas. Feministas, movimentos negros e LGBTs tornaram-se protagonistas de batalhas por reconhecimento e contra o preconceito. A nova arena democratizou a discussão, mas também elevou a voltagem dos radicalismos, à esquerda e à direita do espectro político.


Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista, editora do Estante Blog e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea e jornalismo literário.

Conheça os livros de Jô Soares Se você gostou dessas séries, vai gostar desses livros! Clássicos do Horror para conhecer Os melhores romances para ler nos próximos meses Os melhores livros espíritas