Prontos para mais uma maratona? Veja 9 livros que viraram séries

(2.7 Estrelas - 59 Votos)

Selecionamos algumas das principais adaptações literárias publicadas nos últimos anos. Embarque nas histórias e boa leitura!

As séries ficaram cada vez mais populares no Brasil e no mundo nos últimos anos. Para os viciados, nada como uma boa maratona para assistir a todos os episódios, né? Mas você sabia que muitas dessas séries de sucesso foram baseadas em livros. Em alguns casos, um título de volume único foi suficiente para inspirar um programa de várias temporadas. Já em outros, uma série literária inteira ganhou vida nas telinhas.

Entre as principais está a The Handmaid’s Tale, adaptada do livro O conto da Aia, de Margaret Atwood. Criada por Bruce Miller, a série americana tem duas temporadas e conquistou diversos prêmios, como no Television Critics Association. No gênero juvenil, o destaque é a série Pretty Little Liars, que foi inspirada nos livros de Sara Shepard.

LEIA TAMBÉM: Livros que viraram filmes em 2018

Os clássicos também estão presentes na lista, como a série Guerra e paz, adaptada do livro de Leon Tolstói. Com seis episódios, o programa estreou na emissora BBC, em 3 de janeiro, e registrou seis milhões de espectadores. Quer ver mais dicas de livros que inspiraram séries? Então, veja a nossa lista completa e prepare-se para mais uma maratona!


O conto da Aia, de Margaret Atwood

Neste romance distópico de 1985, da autora canadense Margaret Atwood retrata o cotidiano de um futuro apocalíptico, no qual a Nova Inglaterra é parte de um movimento totalitário e fundamentalista cristão. O grupo derrubou o governo dos Estados Unidos e assumiu o controle do país. A série The Handmaid’s Tale, que possui o  mesmo título original do livro e também é baseada na obra de Atwood, recebeu na temporada de premiações de 2018 o Globo de Ouro e o Emmy de melhor série de drama.Margaret Atwood, O conto da aia


Objetos cortantes, de Gillian Flynn

Objetos cortantes é o primeiro romance de Gillian Flynn, que também é autora do livro Garota exemplar. Nesta obra, a escritora dá um novo significado à expressão “família disfuncional”. Na história, a repórter Camille Preaker, que saiu recentemente de um hospital psiquiátrico, tem um desafio: retornar à cidade natal para investir o assassinato de uma menina e o desaparecimento de outra. Hospedada na casa da família, a jornalista precisa lidar com as memórias difíceis de sua infância e adolescência. Objetos cortantes, de Gillian Flynn


Sob a redoma, de Stephen King

No livro Sob a redoma, um campo de força materializa-se subitamente em uma cidade do Maine, isolando do resto do mundo as pessoas sob a redoma. Nesta obra, o escritor Stephen King narra os conflitos, ações e reações dos presos, que em meio ao caos também se perguntam quem ou o que está por trás do acontecimento. A série baseada no livro foi lançada em 2009. Sob a redoma, de Stephen King


O alienista, de Caleb Carr

O alienista, de Caleb Carr, se passa na cidade de Nova York, nos Estados Unidos, em 1896. O livro conta a história do repórter John Schuyler Moore. Ele é convocado por seu amigo, o psicólogo Laszlo Kreizler, para ver o corpo mutilado de um adolescente abandonado na Ponte de Williamsburg. A partir disso, os dois embarcam em uma tentativa de criar o perfil psicológico do assassino com base nos detalhes de seus crimes. O alienista, de Caleb Carr


Guerra e paz, de Leon Tolstói

A lista também não poderia deixar de fora um clássico dos clássicos. Em Guerra e paz, Tolstói acompanha o percurso de cinco famílias aristocráticas russas, entre 1805 e 1820. O autor narra a marcha das tropas napoleônicas e seu impacto brutal sobre a vida dos personagens. Em meio às batalhas, intrigas e bailes, destacam-se figuras inesquecíveis, como os irmãos Nikolai e Natacha Rostóv, do príncipe Andrei Bolkónski e de Pierre Bezúkhov, filho ilegítimo de um conde. Tolstói retrata uma Rússia magistral, imponente e, principalmente, humana.Guerra e paz, de Liev Tolstói


Deuses americanos, de Neil Gaiman

A saga de Deuses americanos, de Neil Gaiman, é contada ao longo da jornada de Shadow Moon, um ex-presidiário que acabou de ser libertado e cujo único objetivo é voltar para casa e para a esposa, Laura. No entanto, ele descobre que Laura morreu em um acidente de carro. Sem lar, sem emprego e sem rumo, ele conhece Wednesday, um homem de olhar enigmático que está sempre com um sorriso no rosto, embora pareça nunca achar graça de nada. Deuses americanos, de Neil Gaiman


Maldosas (Pretty Little Liars), de Sara Shepard

Este é o primeiro livro da série Pretty Little Liars, que conquistou o público juvenil. Em Maldosas, Emily, Aria, Spencer, Hanna e Alison vivem no sofisticado subúrbio de Rosewood, na Pensilvânia. Inseparáveis, as cinco amigas mantêm-se ligadas especialmente em função de Alison, a garota mais popular da escola, que exerce um certo poder sobre cada uma das meninas e é a confidente de todas elas. No entanto, um dia Alison desaparece sem deixar rastro. Maldosas, de Sara Shepard


Mau começo (Desventuras em série), de Lemony Snicket

Esta também é uma das queridinhas do público juvenil. Mau começo, primeiro livro da saga Desventuras em série, conta a história dos irmãos Baudelaire. Eles descansavam na Praia de Sal quando foram avisados que seus pais morreram em um incêndio que destruiu toda a sua casa. O banqueiro Sr. Poe consegue um novo tutor para eles, chamado conde Olaf. No entanto, ele trata mal as crianças e só tem interesse na herança. Mau começo, de Lemony Snicket


Orange is the new black, de Piper Kerman

Um dos sucessos da Netflix, Orange is the new black conta a história da personagem Piper Kerman, que é presa acusada de ligação com o tráfico de drogas. Recém-formada na universidade, ela chegou a se envolver com uma traficante que a convenceu a levar uma maleta de dinheiro para a Europa. O livro apresenta casos curiosos, comoventes, perturbadores e comoventes do dia a dia em um presídio. Orange is the new black, de Piper Kerman


 

Veja todas as dicas em nossa campanha!


Qual livro você incluiria na lista? Comente e participe!

[mailpoet_form id=”4″]
Comentários

Gabriela Mattos

Gabriela Mattos

Redatora em Estante Virtual
Gabriela é jornalista e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea brasileira e jornalismo literário.
Gabriela Mattos

Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea brasileira e jornalismo literário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares