Conheça 7 livros que viraram filmes em 2018

(2.9 Estrelas - 20 Votos)

Para alegria dos fãs, grandes obras literárias estão ganhando adaptações cinematográficas. Confira a nossa seleção completa!

Grandes histórias literárias são tão marcantes que merecem ser imortalizadas em filmes. No entanto, as adaptações de livros para o cinema costuma gerar a mesma dicotomia: há fãs que aprovam o resultado do filme, mas há também aqueles que discordam das decisões do diretor e afirmam que a história original não foi bem retratada.

Polêmicas à parte, o lançamento de uma adaptação cinematográfica sempre gera um burburinho entre os amantes de literatura e os da sétima arte. Até a estreia, eles tentam adivinhar qual será o elenco e como será o roteiro. Chegamos na metade do ano e, até aqui, diversas adaptações já estrearam, como Me chame pelo seu nomeJogador nº1, e outras ainda estão na lista de lançamentos de 2018. Por isso, selecionamos sete livros que vão conquistar os espectadores tanto no cinema quanto na Netflix. Ficou curioso? Veja as nossas indicações!


Mentes sombrias, de Alexandra Bracken

Em Mentes sombrias, Alexandra Bracken narra a história da personagem Ruby, uma menina que vê sua vida mudar completamente: ela é abandonada pelos pais, que a entregam para a polícia especial, e tem medo de ser vítima de um vírus fatal que ataca apenas crianças. A menina é levada para um campo de reabilitação criado pelo governo dos Estados Unidos para cuidar dessa geração que possui habilidades especiais. Essas pessoas são capazes de controlar pessoas e objetos com o poder da mente. Filmada pelos mesmos produtores da série da Netflix Stranger Things, a adaptação da obra vai estrear nos cinemas brasileiros no dia 17 de agosto.

Mentes sombrias, Alexandra Bracken


Tungstênio, de Marcello Quintanilha

A história em quadrinhos de Marcello Quintanilha se passa em Salvador, na Bahia, e acompanha quatro personagens: um sargento aposentado, um traficante, um policial e sua esposa em crise no casamento. O livro foi premiado na categoria policial do 43º Festival Internacional de Quadrinhos de Angoulême, o mais importante da Europa. Em junho, o filme inspirado na obra estreou no cinema sob direção de Heitor Dhalia.

Tungstênio, de Marcello Quintanilha


Para todos os garotos que já amei, de Jenny Han

Esse filme é para os viciados em Netflix. Com estreia prevista para o dia 17 de agosto, Para todos os garotos que já amei é baseado em um livro homônimo de Jenny Han. A obra conta a história de Lara Jean, que guarda cinco cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Nas mensagens, escritas para cada garoto que amou, Lara diz coisas que nunca havia falado para alguém, confissões de seus sentimentos mais profundos. Até que um dia essas cartas são misteriosamente enviadas aos destinatários. O livro foi adaptado para um filme na Netflix e promete arrebatar os fãs.

 

Para todos os garotos que já amei, de Jenny Han


O mistério do relógio na parede, de John Bellairs

O mistério do relógio na parede marca o início da série de aventuras de Lewis Barnavelt, um esperto garoto de dez anos. O livro retrata a história de um mistério no incessante tique-taque das paredes da mansão do assustador bruxo Izard. Ao lado de seu tio, expert em magia, e de uma vizinha enxerida, Lewis tenta desvendar o enigma. Com direção de Jennifer Yuh Nelson, o filme será lançado no dia 16 de agosto.

O mistério do relógio na parede, de John Bellairs


Como o Grinch roubou o Natal, de Dr. Seuss

Como o Grinch roubou o Natal é um dos maiores clássicos infantis. O livro, que receberá adaptação nos cinemas em novembro, conta a história de Grinch, uma criatura verde que tem o coração duas vezes menor do que o das outras pessoas. O personagem odeia o Natal da cidade Quemlândia e resolve pôr fim na festa. No entanto, os planos dele não dão certo e a comemoração acontece mesmo assim.

 

Como o Grinch roubou o Natal, de Dr. Seuss


Todo dia, de David Levithan

No romance Todo dia, o autor David Levithan retrata a história do protagonista, A, que acorda todos os dias em um corpo diferente. Não importa o lugar, o gênero ou a personalidade: A precisa se adaptar ao novo corpo, mesmo que só por um dia. Após 16 anos vivendo assim, o protagonista aprendeu a seguir as próprias regras e nunca se envolver com alguém. No entanto, em uma manhã, ele acorda no corpo de Justin e conhece a namorada, Rhiannon. A partir disso, todas as suas regras mudam. O filme estreou no dia 12 de julho.

 

Todo dia, de David Levithan


Dumplin’, de Julie Murphy

Empoderamento feminino, bullying e relação entre mãe e filha. Dumplin é um livro sobre uma destemida heroína que busca sua autoaceitação. Gorda assumida, Willowdean Dickson, apelidada de Dumplin’ pela mãe, convive bem com o próprio corpo. Na companhia da melhor amiga, Ellen, uma beldade americana, as coisas sempre deram certo,  ela arrumar um emprego em um fast-food. Lá, Will conhece Bo, o ‘Garoto da Escola Particular’. A estreia da adaptação de Dumplin’ no Brasil está prevista ainda para 2018, mas ainda não há um mês definido.

Dumplin, de Julie Murphy


Qual livro você incluiria na lista? Comente e participe!

[wysija_form id=”5″]

Gabriela Mattos

Redatora em Estante Virtual
Gabriela é jornalista e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea brasileira e jornalismo literário.
Gabriela Mattos
Comentários

Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea brasileira e jornalismo literário.

2 comentários em “Conheça 7 livros que viraram filmes em 2018

  • 15.04.2019 a 6:40 am
    Permalink

    Eu li Todo dia
    E me apaixonei pelo livro ,estou ansiosa por ver o filme …
    Mas tambm fiquei triste por A e não sei bem ,fiquei interrogada ,gostaria de entender como surgiu A ,no fim da história apenas diz que ele foi em busca de respostas mas no Thriller do filme vi que ele ficou com a vida de Alec o que de certa forma chega a ser injusto ,mas ele tambm não tem culpa da sua condição ele só quer ser feliz …
    É um livro muito reflexivo e muito bem elaborado amei o livro ,amei a história ❤️

  • 25.07.2018 a 8:11 am
    Permalink

    Pôxa, senti falta de “A Barraca do Beijo” que também estreou na Netflix este ano e foi fruto da adaptação de um livro…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares