Estante Entrevista: Os livros indicados por Cristiane Sobral

(5 Estrelas - 1 Votos)

Autora participou de live sobre “Os 200 anos de Maria Firmina dos Reis”. Confira!

Na última sexta-feira (11), a escritora Cristiane Sobral participou de uma live da série Estante Entrevista, sobre “Os 200 anos de Maria Firmina dos Reis”. Ela enalteceu a primeira romancista brasileira e reforçou que Maria Firmina era uma mulher à frente de seu tempo.

Maria nasceu em 11 de março de 1822, ainda no período pré-abolição da escravatura, e adotava uma postura antiescravista tanto como escritora quanto como professora. Ela chegou a fundar uma escola mista, para meninos e meninas, mas sofreu muitas retaliações e fechou a instituição. Seu primeiro romance, Úrsula, é um dos principais clássicos nacionais.

No bate-papo, Cristiane destacou que é fundamental que todos conhecemos a obra de Maria Firmina dos Reis, já que ela fez parte do início do romance na literatura brasileira e quebrou diversos padrões impostos às mulheres negras. Na live, Cristiane também indicou obras de outras autoras negras brasileiras. Veja a lista completa e aproveite também para assistir à live!


Ponciá Vicêncio, de Conceição Evaristo

A história de Ponciá Vicêncio descreve os caminhos, as andanças, as marcas, os sonhos e os desencantos da protagonista. A autora traça a trajetória da personagem da infância à idade adulta, analisando seus afetos e desafetos e seu envolvimento com a família e os amigos. 


O crime no Cais do Valongo, de Eliana Alves Cruz

Este é um romance histórico-policial que começa em Moçambique e vem parar no Rio de Janeiro, mais exatamente no Cais do Valongo. O local foi porta de entrada de 500 mil a um milhão de escravizados de 1811 a 1831 e foi alçado a patrimônio da humanidade pela UNESCO em 2017. A história acontece no início do século 19 e é contada por dois narradores — Muana e Nuno — que conviveram com a vítima: o comerciante Bernardo Vianna.


Quarto de despejo, de Carolina Maria de Jesus

Este é o diário de Carolina Maria de Jesus. Moradora da comunidade do Canindé, em São Paulo, e mãe de três filhos, Carolina registra a sua rotina como catadora de papel e revela aos leitores um sensível e contundente relato da dura realidade vivida na periferia da capital paulista.

quarto-de-despejo

Amar antes que amanheça, de Cristiane Sobral

Os 15 contos de “Amar antes que amanheça” criam um painel sobre os diversos tipo de amor. Cristiane Sobral apresenta personagens que encaram situações em que a urgência de amar (antes que amanheça) é uma necessidade para a vida.


Você já leu algum desses livros indicados?


Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista, editora do Estante Blog e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea e jornalismo literário.

Os destaques da Bienal de São Paulo Livros para curtir em família Livros para quem assiste à série “Sombra e ossos” Para entender o código civil Livros para quem gostou de Marighella