Estante Entrevista: Os clássicos na educação

(0 Estrelas - 0 Votos)

Na sexta-feira (21), vamos conversar com os escritores Jonas Maria e Natalia Timeman sobre a importância dos clássicos, em live no Instagram. Confira!

A primeira live do Estante Entrevista traz um tema que costuma agradar os leitores: os livros clássicos. Na sexta-feira (21), vamos conversar sobre “Os clássicos na educação”, às 18h, com os escritores Jonas Maria e Natalia Timerman. No bate-papo, eles vão falar sobre a importância de ler essas obras e de que forma esses títulos podem ser inseridos na leitura de crianças e adolescentes.

Além de escritor, Jonas é formado em Letras, com especialização em semiótica, e coordena o Texto Junkies, clube de leitura que promove discussão de obras que envolvem pessoas trans. Já Natalia é autora dos livros “Copo vazio”, “Rachaduras”, que foi finalista do prêmio Jabuti, na categoria de contos, e “Desterros”. Natalia também é médica psiquiatra, mestre em psicologia e doutoranda em literatura pela USP.

Conheça os livros de Natalia e clássicos que não podem faltar na sua estante!


Copo vazio, de Natalia Timerman

O romance conta a história de Mirela, uma mulher inteligente e bem-sucedida, que acaba submergida em afetos perturbadores quando se apaixona por Pedro. O livro perscruta a vulnerabilidade de sua protagonista sem constrangimentos. Há algo de ancestral, talvez atemporal, no sofrimento de Mirela, que ecoa a dor de todas essas mulheres. Mas há também elementos contemporâneos: a forma de vida nas grandes cidades e as redes sociais são questões que acentuam os dilemas. Mirela tem emprego, apartamento, família e amigos, porém parece ser bastante solitária. Quando conhece Pedro, ela se preenche de energia e entusiasmo, e fica obcecada não só por ele, mas por essa versão de si mesma. O que fazer quando ele desaparece de repente, sem explicações.


Desterros, de Natalia Timerman

Livro de estreia de Natalia Timerman, mestra em psicologia clínica pela USP, Desterros: histórias de um hospital-prisão traz relatos de sua experiência enquanto psiquiatra no Centro Hospitalar do Sistema Penitenciário de São Paulo (CHSP), única casa de saúde do estado disponível para o atendimento de presidiários.


A hora da estrela, de Clarice Lispector

Lançado pouco antes de sua morte, a obra de Clarice Lispector narra os momentos em que o escritor Rodrigo S. M. cria a história de Macabéa, uma alagoana órfã, virgem e solitária, levada ao Rio de Janeiro por uma tia tirana. A Hora da Estrela é, no fim das contas, uma despedida de Clarice, que põe um pouco de si nas personagens de Rodrigo e de Macabéa.

A_Hora_da_Estrela

Dom Casmurro, de Machado de Assis

Conhecido por levantar uma das maiores polêmicas da literatura brasileira, Dom Casmurro trata da trajetória de Bento Santiago, a partir das lembranças de sua infância na Rua de Matacavalos e da história de amor e desventuras que viveu com Capitu. Ao longo da narrativa, Bentinho revela-se um homem perturbado pelo ciúme diante da possibilidade de adultério da mulher com “olhos de ressaca” e o colega Escobar.


Você vai conferir a live?


Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista, editora do Estante Blog e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea e jornalismo literário.

Livros para mergulhar nas editoras independentes Histórias que combinam com café Livros sobre diversidade que você precisa conhecer 9 livros que você leria pelo título Livros para gerenciar a carreira