10 clássicos mais pedidos na escola

(0 Estrelas - 0 Votos)

Na véspera da volta às aulas, nós organizamos uma seleção com dez livros clássicos que sempre são trabalhados nos colégios brasileiros. Confira!

O primeiro mês de 2022 começou e logo as aulas escolares irão retornar aqui no Brasil. Como de costume em todo início de ano letivo, os alunos serão apresentados a novos conteúdos ligados ao universo de disciplinas como Matemática, História, Química e Biologia. Mas também se aproximarão ainda mais da Língua Portuguesa, da Redação e, claro, da Literatura.

Seja no ensino fundamental ou médio, as crianças e jovens são apresentadas ao mundo literário durante os anos escolares e é também neste momento em que elas constroem uma relação com os clássicos.

Para ajudar os pais e alunos a se prepararem para as próximas leituras na escola, nós organizamos uma seleção com dez livros clássicos que são sempre trabalhados nos colégios brasileiros. Confira a lista e boa volta às aulas!


A Hora da Estrela, Clarice Lispector

Lançado pouco antes de sua morte, a obra de Clarice Lispector narra os momentos em que o escritor Rodrigo S. M. cria a história de Macabéa, uma alagoana órfã, virgem e solitária, levada ao Rio de Janeiro por uma tia tirana. A Hora da Estrela é, no fim das contas, uma despedida de Clarice, que põe um pouco de si nas personagens de Rodrigo e de Macabéa.


Capitães da Areia, Jorge Amado

O romance de formação de Jorge Amado narra a história de meninos pobres e infratores que vivem em um cais na praia de Salvador, na Bahia. Com críticas à miséria e ausência de oportunidades para tantos jovens no país, o autor nos aproxima dos capitães da areia, liderados por Pedro Bala, e nos contagia com o intenso desejo de liberdade do grupo de garotos.


Dom Casmurro, Machado de Assis

Conhecido por levantar uma das maiores polêmicas da literatura brasileira, Dom Casmurro trata da trajetória de Bento Santiago, a partir das lembranças de sua infância na Rua de Matacavalos e da história de amor e desventuras que viveu com Capitu. Ao longo da narrativa, Bentinho revela-se um homem perturbado pelo ciúme diante da possibilidade de adultério da mulher com “olhos de ressaca” e o colega Escobar.


Grande Sertão: Veredas, Guimarães Rosa

Um clássico da literatura brasileira, Grande sertão: Veredas, de João Guimarães Rosa parte do sertão de Minas Gerais para analisar questões universais que atravessam a alma humana, como o amor, o sofrimento, a violência, a força e a alegria.


Iracema, José de Alencar

Publicado em 1865, Iracema acompanha o amor de um branco, Martim Soares Moreno, pela índia Iracema, a virgem dos lábios de mel. A relação do casal serve no livro de José de Alencar como uma alegoria para a formação da nação brasileira. A índia Iracema representa a natureza virgem e a inocência enquanto o colonizador Martim representa a cultura europeia. Da junção dos dois surgirá a nação brasileira representada alegoricamente pelo filho do casal, Moacir (filho da dor).


Memórias de um Sargento de Milícias, Manuel Antônio de Almeida

Memórias de um Sargento de Milícias conta a história de Leonardo, filho de Leonardo Pataca e Maria da Hortaliça. Seus pais se conheceram no navio que os trazia de Portugal ao Brasil. Depois de muitas brigas entre o casal, sua mãe fugiu com um capitão e voltou a Portugal. O menino, então, foi deixado casa do padrinho, onde cresceu. Já rapaz, Leonardo conhece a mulata Vidinha e apaixona-se por ela. Mas Vidinha tem outros pretendentes e, por ela, Leonardo acaba por meter-se em brigas e encrencas. Ele chega a ser preso mas se torna cabo da guarda do major Vidigal. Contando sempre com a proteção da comadre, Leonardo vai superando as dificuldades e alcança o posto de sargento de milícias.


O Cortiço, Aluísio de Azevedo

Publicado em 1890, O cortiço é também uma denúncia ainda muito atual das condições de vida das classes populares, que vivem espremidas em lugares insalubres e são exploradas por patrões gananciosos. A ascensão social do português João Romão é contada com objetividade científica. Outros personagens, como Miranda e Zulmira, também são examinados no microscópio de Aluísio Azevedo. O choque da mentalidade do Velho Mundo com a exuberância do Brasil é representado pela relação entre os personagens e o meio (físico, social e geográfico) em que vivem.


Os Lusíadas, Luís de Camões

Um clássico da literatura, Os Lusíadas narra detalhes sobre a viagem que o capitão Vasco da Gama e a tripulação portuguesa realizaram no período das Grandes Navegações. A epopeia de Luís Camões descreve as aventuras dos navegantes, que vão desde o embate com ardis de Baco e a ira dos mouros, ao apoio de Júpiter, Vênus e a Divina Providência.


Quarto de Despejo – Diário de uma Favelada, Carolina Maria de Jesus

Quarto de Despejo – Diário de uma Favelada é o diário de Carolina Maria de Jesus. Moradora da comunidade do Canindé, em São Paulo, e mãe de três filhos, Carolina registra a sua rotina como catadora de papel e revela aos leitores um sensível e contundente relato da dura realidade vivida na periferia da capital paulista.


Vidas Secas, Graciliano Ramos

Lançado em 1938, Vidas Secas é o romance em que Graciliano Ramos atinge o máximo da expressão que vinha buscando em sua prosa. O elemento que impulsiona os personagens no livro é a seca. Áspera, cruel e paradoxalmente a ligação telúrica, afetiva, que expõe naqueles seres em retirada, à procura de meios de sobrevivência e um futuro.


Qual dos livros da lista você já leu?


Yasmin Lisboa

Yasmin é jornalista e estudante de Cinema. Cantora e colecionadora de discos e livros, é fascinada pela cultura popular brasileira.

One thought on “10 clássicos mais pedidos na escola

Fechado para comentários.

Livros para mergulhar nas editoras independentes Histórias que combinam com café Livros sobre diversidade que você precisa conhecer 9 livros que você leria pelo título Livros para gerenciar a carreira