2º FLEV: Conheça os livros sugeridos por Jéferson Assumção

(5 Estrelas - 1 Votos)

No Dia do Professor, o escritor e professor gaúcho participou de live sobre educação, literatura e escrita criativa. Confira!

Na sexta-feira (15), nós recebemos o escritor e professor de Escrita Literária na Quadro Amarelo, Jéferson Assumção para mais uma conversa no 2º Festival Literário da Estante Virtual (FLEV). Como parte da programação especial para o Dia do Professor, a live intitulada “Os mestres que marcaram época” debateu a importância dos professores e as relações entre educação e literatura no país.

CONFIRA A LIVE NA ÍNTEGRA!

Durante a conversa, Assumção explicou que a relação dos cidadãos brasileiros com os livros é tardia e problemática e que, embora isso tenha uma origem histórica, iniciada ainda na era Vargas, a educação brasileira ainda precisa tratar a leitura como uma prioridade.

“A sociedade brasileira é que faz a sua escola. A escola não é nada mais do que o reflexo da sociedade. Acaba que nós temos muitas escolas excelentes, mas uma boa parte delas ainda está muito deficiente. Não consegue passar o gosto da leitura, não consegue fazer uma aproximação adequada do estudante com o livro”, acrescentou.

Mas, para além da educação, o professor destacou que a formação de uma sociedade leitora requer também o funcionamento de outros elementos, que devem ser colocados em prática simultaneamente. A valorização do livro e o acesso à leitura são alguns deles.

“A leitura não é um problema da escola. A leitura é um problema da sociedade. Aqui no Brasil a gente tem que apostar muito na direção de política pública de leitura e literatura”, concluiu.

Nos momentos finais da live, Jéferson Assumção também sugeriu livros essenciais para quem deseja conhecer mais sobre escrita criativa e o ensino literário. Conheça as indicações do autor e aproveite para conferir a live!


Escrevendo com a alma, Natalie Goldberg

Escrevendo com a alma estimula os escritores a confiarem em si mesmos e agirem de maneira complacente e generosa com o seu ofício. Mas, isso sem perder a disciplina. Para Natalie Goldberg, a escrita é um caminho para nos encontrarmos e nos aproximarmos de nós mesmos. Em seu livro, ela mostra como o ato de escrever traz mais confiança e ensina a despertar.


Escrever ficção: Um manual de criação literária, Luiz Antonio de Assis Brasil

Em Escrever ficção: Um manual de criação literária, o escritor Luiz Antonio de Assis Brasil apresenta a sua experiência de mais de trinta anos como professor de Criação Literária. Em diálogo com outros autores de ficção, Assis Brasil compartilha com seus leitores ferramentas indispensáveis para a formação de um escritor de ficção.


Máquina de Destruir Leitores, Jéferson Assumção

Em Máquina de Destruir Leitores, Jéferson Assumção aborda de forma diferente o tema leitura. Neste livro, o autor parte de suas experiências pessoais com este tema para comprovar de que maneira a escola termina por afastar muito mais a escola dos estudantes do hábito da leitura do que para aproximá-los dele.


Romancista como vocação, Haruki Murakami

Haruki Murakami é um dos mais conhecidos autores contemporâneos do Japão. No livro Romancista como vocação, o escritor apresenta uma série de proposições sobre a escrita, a literatura e sua vida pessoal. Escrito em linguagem acessível, a obra é um convite a todos que desejam habitar o mundo dos romancistas.


Zen na Arte da Escrita, Ray Bradbury

Em Zen na arte da escrita, Ray Bradbury, divide com o leitor o conhecimento de quem escreveu mais de trinta livros. Como um completo manual de criação literária, o livro reúne ensaios de um mestre da invenção, criador de mundos distópicos e do melhor da fantasia, sobre a arte de escrever como descoberta de si.


Qual livro você quer conhecer?


Comentários

Yasmin Lisboa

Yasmin é jornalista e estudante de Cinema. Cantora e colecionadora de discos e livros, é fascinada pela cultura popular brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *