Conheça a história de povos indígenas do Brasil em 7 filmes infantis

(5 Estrelas - 1 Votos)

Para os nossos leitores, preparamos uma lista com sete filmes que apresentam às crianças as histórias de populações originárias do país. Confira!

Como nós já falamos por aqui, as narrativas sobre os povos originários são fundamentais na formação sociocultural do país e, portanto, devem ser reconhecidas e compartilhadas. Os filmes, assim como os livros, são excelentes ferramentas de disseminação dessas histórias das populações indígenas e contribuem para que, ainda na infância, os cidadãos sejam apresentados a exposições e relatos sobre a vida dos povos originários.

Para os nossos leitores, nós preparamos uma curadoria com sete filmes que apresentam às crianças as histórias das populações indígenas do Brasil. Conheça a lista, chame os pequenos e tenham todos uma boa sessão!


A Festa dos Encantados (2015), Masanori Ohashy

A festa dos encantados narra a saga de um índio Guajajara que, procurando pelo irmão perdido, encontrou um mundo subterrâneo habitado por seres encantados e ali permaneceu até aprender todos os rituais e cânticos de várias celebrações. Com saudades da família, ele volta para seu povo e passa a contar sua história e a ensinar em sua aldeia tudo o que havia aprendido com aqueles seres.

Para ir além do filme…

Contos da Floresta, Yaguarê Yamã

Em Contos da Floresta, o o escritor Yaguarê Yamã recria mitos e lendas do povo indígena Maraguá, conhecido na região do Baixo-Amazonas como “o povo das histórias de assombração” e que hoje vive em apenas quatro pequenas aldeias com 250 pessoas. As histórias deste livro estão imersas na natureza, com personagens em intensa relação com a floresta, sempre considerada em seu inesgotável mistério.


Asurini (2016), Daniele Rodrigues

A animação Asurini apresenta o relato da experiência dos alunos do CIEP Poeta Cruz e Sousa sobre um dia de vivência com o indígena Timei Asurini.

Para ir além do filme…

Histórias de Índio, Daniel Munduruku

Em sua primeira parte, Histórias de Índio nos apresenta a história de Kaxi, um garoto como outro qualquer, exceto pelo fato de o pajé tê-lo escolhido como seu sucessor. Para ser iniciado nos segredos da pajelança, o pajé lhe ensina que é preciso sonhar, pois nos sonhos residem os grandes mistérios da vida. Em seguida, o autor relata com bom humor as suas experiências no “mundo dos brancos” e comenta a situação dos povos indígenas no Brasil.


Caminho dos Gigantes, Alois Di Leo

Em meio a uma floresta de árvores gigantes, a pequena Oquirá vai desafiar o seu destino e aprender sobre o ciclo da vida. Caminho dos Gigantes explora as forças da natureza e a conexão dos indivíduos com a terra e os seus elementos.

Para ir além do filme…

A Cura da Terra, Eliane Potiguara

Em A Cura da Terra, conhecemos Moína, uma menina muito curiosa, de origem indígena, que adora se aconchegar nos braços da avó para ouvir histórias. Ela quer entender o sentido de sua vida, as suas transformações. Mas uma história em especial revelará à menina o sofrimento pelo qual seu povo passou, as descobertas e a sabedoria de seus ancestrais e também como conseguiram a cura de um de seus bens mais preciosos: a terra.


Kalapalo, Daniele Rodrigues

Realizada por crianças da etnia Kalapalo, a animação conta um pouco sobre a história desse povo e aborda também a festa do Kuarup, celebrada na região do Xingu.

Para ir além do filme…

Txopai e Itôhã, Kanátyo Pataxó

Txopai é o primeiro índio Pataxó a surgir na Terra. Ele nasceu de uma gota de chuva e, com a sabedoria de quem nasceu primeiro, vai ensinar seus irmãos que surgiram bem depois a sobreviver do trabalho, respeitando os recursos naturais. Txopai e Itôhã trata-se de um mito de origem, escrito e ilustrado pelo índio Kanátyo para os seus alunos da escola da aldeia dos pataxós, em Carmésia (MG).


No Tempo do Verão (2012), Wewito Piyãko

Na aldeia Ashaninka, verão é tempo de farra de passarinho, pé de fruta carregado e pescaria em família. Mas, antes de tudo, é tempo de descoberta. Neste momento, as crianças deixam de ir à escola para aprender com os mais velhos a vida na floresta. Tayri, Piyãko e Bianca mostram que novas experiências podem ser muito divertidas.

Para ir além do filme…

A Boca da Noite, Cristino Wapichana

Os moradores mais antigos do Brasil se dividem em 305 povos e quase um milhão de pessoas, presentes em todos os estados brasileiros. Nós aprendemos a chamá-los pelo mesmo e único nome: “índios”, como se fossem todos iguais. Mas, na verdade, não são. Em A Boca da Noite, o jovem Kupai conta aqui um pouco da infância, da família, do cotidiano e da criatividade de seu povo, os Wapichana.


Palermo e Neneco – Um dia na aldeia Mbya-Guarani (2012), Ariel Duarte Ortega e Patrícia Ferreira

Palermo e Neneco são irmãos e pertencem ao povo Mbya-Guarani. Espirituosos, os meninos dão um jeito de se divertir e dar risada até quando precisam ajudar nas tarefas da aldeia. Além de colher palmito e cortar madeira, eles gostam de Michael Jackson e festas com cantoria ao som da rabeca e do violão. Os dois compram sabão nas fazendas vizinhas, mas nem sempre o contato com os brancos é amigável.

Para ir além do filme…

A História de Akykysia – O Dono da Caça,
Rita Carelli

Os que caçarem de modo exagerado terão de acertar as contas com Akykysia, o monstro canibal que mora na floresta e tudo pode ver. Isso quem conta são os pajés do povo Wajãpi, lembrando-se de uma história que aconteceu há muito tempo com os seus antepassados que resolveram encararar de perto a fúria do dono da caça.


Tudo verdim, uma constelação de memórias inventadas, Nilton Pereira, Patricia Alves Dias e Sylvestre Campe

Apesar da ausência de chuvas na região, as crianças da etnia Pankararé contam a história de um sertão todo verde onde o ser humano não está no centro do universo e não é maior ou melhor que os pés de Jatobá, animais, terra, água, sóis ou chuvas.

Para ir além do filme…

As Fabulosas Fábulas de Iauaretê, Kaka Wera Jecupe

Acompanhadas por desenhos de Sawara, filha de 11 anos do autor, As fabulosas fábulas de Iauaretê falam sobre temas como medo, coragem, dúvida, amor, morte, paz e oportunidade, além dos erros e acertos que vivenciamos, de maneira divertida e emocionante.


Você já assistiu a algum filme da seleção?


Yasmin Lisboa
Comentários

Yasmin Lisboa

Yasmin é jornalista e estudante de Cinema. Cantora e colecionadora de discos e livros, é fascinada pela cultura popular brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *