9 livros para conhecer a editora Malê

(5 Estrelas - 1 Votos)

Desde 2015, a editora carioca trabalha para ampliar a diversidade no mercado editorial brasileiro. Saiba mais sobre a Malê e seu acervo!

Criada em 2015, a Malê nasceu com o objetivo de fomentar a diversidade no mercado editorial nacional, abrindo espaços para que as obras de escritores negros contemporâneos tenham uma maior visibilidade e reconhecimento no meio literário.

De lá pra cá, a editora e produtora cultural carioca atua na publicação de livros em língua portuguesa, lançando obras de autores brasileiros, africanos e de diáspora. Romance, poesia, ensaio e livros infantis são alguns dos gêneros publicados pela Malê.

Quer conhecer mais sobre a editora? Nós preparamos uma seleção com nove livros disponíveis no catálogo da Malê. Confira a lista e aproveite a leitura!


Carolina – uma Biografia, Tom Farias

No livro Carolina, Uma Biografia, o jornalista brasileiro Tom Farias compartilha detalhes sobre a vida de Carolina Maria de Jesus, uma das autoras mais importantes na literatura brasileira. A obra aborda passagens da trajetória da autora mineira que vão desde a infância pobre na cidade de Sacramento (MG) ao momento em que ela chega em São Paulo e vai morar na favela do Canindé.


Copo quebrado, Alain Mabanckou

Copo quebrado é o apelido de um ex-professor. Ele é amante de vinho tinto e um dos mais assíduos frequentadores de um dos bares mais mais famosos de Brazzaville, no Congo. Um dia, o dono do bar lhe confia a tarefa de imortalizar em um caderno a vida e as histórias dos frequentadores do lugar. E isso é o que Copo quebrado irá fazer.


Eles, Vagner Amaro

No livro ELES, o escritor Vagner Amaro apresenta a trajetória de personagens que afetam e são afetados pelas questões que atravessam a masculinidade. Os contos, curtos e instigantes, abordam com profundidade os abismos e lutas, bem como as empatias e conexões, encontradas na construção da identidade dos homens.


Firmina, Bárbara Simões

Firmina trata da história de Maria Firmina dos Reis, uma jovem professora negra que atua na luta abolicionista e acaba se apaixonando por um deputado branco defensor da manutenção do sistema escravagista. Nesse sentido, a obra de Bárbara Simões adentra a trajetória da professora a partir de sua dimensão humana, sem se prender a concepções mitificadoras atribuída com frequência à sua figura.


Gosto de Amora, Mário Medeiros

Em Gosto de Amora, Mário Medeiros apresenta histórias de personagens que sobrevivem em ambientes conturbados. Para superar os obstáculos impostos pela vida, eles são sagazes e absorvem cada aprendizado do mundo exterior. Nesta tentativa de permanecerem vivos, cada um dos personagens revela, em grandes ou pequenos gestos, os seus atos de resistência diária.


O Caçador Cibernético da Rua 13, Fábio Kabral

O caçador cibernético da rua treze reúne elementos da mitologia Iorubá a uma atmosfera futurista de tirar o fôlego. Em um universo chamado Ketu 3, vive João Arolê, um jovem negro, caçador de aluguel de espíritos malignos. João tem crises constantes de consciência e tenta compensar as mortes que causou como forma de se livrar das consequências dos seus atos. Mas uma de suas tentativas de se render de seus assassinatos poderá colocá-lo frente a frente com questões mal resolvidas do passado.


O Crime do Cais do Valongo, Eliana Alves Cruz

Situado no início do século 19, O Crime do Cais do Valongo narra a história de um crime, que tem como pano de fundo o Cais do Valongo, espaço na cidade do Rio de Janeiro que serviu como porta de entrada de 500 mil a um milhão de escravizados de 1811 a 1831 e, em 2017, recebeu o título de patrimônio da humanidade pela UNESCO. O romance histórico-policial de Eliana Alves Cruz começa em Moçambique antes de ir para o Rio e é narrado por pessoas que viveram com a vítima antes do assassinato.


O homem azul do deserto, Cidinha da Silva

Além de refletir sobre cinema, música, literatura, O Homem Azul do Deserto apresenta vários Brasis ligados pela diáspora brasileira, revelando o belo contido nessas histórias, falando também do belo contido nessas histórias como do absurdo que envolve a vida da população negra no país.


Poemas da Recordação e Outros Movimentos, Conceição Evaristo

Em Poemas da recordação e outros movimentos, a autora mineira Conceição Evaristo compartilha com os leitores a sua experiência, coragem e visão poética em uma série de poemas que debatem questões de cunho sentimental, social, familiar e religiosa, falando de temas como a fome, a dor, a paixão, o amor e o desejo.


Você já conhecia a Malê?


Yasmin Lisboa
Comentários

Yasmin Lisboa

Yasmin é jornalista e estudante de Cinema. Cantora e colecionadora de discos e livros, é fascinada pela cultura popular brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *