Fique por dentro dos melhores livros da Editora 34

(5 Estrelas - 1 Votos)

Desde 1992, a Editora 34 publica obras nacionais e internacionais com temas que vão desde a filosofia à literatura infanto-juvenil. Confira!

Presente no mercado literário desde 1992, a Editora 34 trabalha com a publicação de livros nacionais e internacionais, mesclando obras clássicas de autores como Dante, Kafka e Brecht, com títulos da literatura contemporânea. De lá pra cá, o grupo construiu um catálogo com mais de 500 livros disponíveis e que transita entre diferentes universos. Filosofia, Arte, História, Psicologia e Psicanálise, Economia, Música, Poesia e Literatura Infanto-Juvenil são alguns dos temas publicados pela editora.

Quer conhecer mais sobre o acervo da Editora 34? Nós selecionamos os nove melhores livros da editora que você precisa conferir hoje. Boa leitura!


Cibercultura, Pierre Lévy

O que é Cibercultura? Quais suas implicações no campo da educação, do trabalho, da política, dos direitos? Neste livro, o filósofo Pierre Lévy responde a estas e outras questões suscitadas pela Internet e pelas novas tecnologias de forma clara e acessível aos não especialistas.


Empirismo e Subjetividade, Gilles Deleuze

Primeiro livro publicado por Gilles Deleuze (1953), Empirismo e subjetividade analisa a questão do empirismo a partir da recuperação da obra (até então relegada pela crítica kantiana) do filósofo escocês David Hume (1711-1776).


Lady Macbeth do Distrito de Mtzensk, Nikolai Leskov

Publicado em 1865, Lady Macbeth do distrito de Mtzensk é considerado a obra-prima de Nikolai Leskov (1831-1895). Neste livro, o leitor acompanha a transformação de Catierina Lvovna, uma jovem e entediada esposa de um velho comerciante, em uma cruel assassina.


Lojas de canela e outras narrativas, Bruno Schulz

Além de Lojas de canela, livro de estreia do escritor e desenhista polônes Bruno Schulz (1892-1942), publicado originalmente em 1934, este volume inclui os cinco contos que não figuram em sua segunda obra, “Sanatório sob o signo da clepsidra” ― entre eles, um texto inédito em português, “A primavera”.


Meio Intelectual, Meio de Esquerda, Antonio Prata

Um sofá encalhado no mangue, os trocadilhos infames nos nomes dos pet shops, o bairro de Perdizes, o salto mortal sem rede que o amor exige dos apaixonados, o barulho insuportável das marretadas de um apartamento em reforma – eis alguns dos temas de Meio intelectual, meio de esquerda. Publicados, em sua maioria, entre 2004 e 2010 em jornais e revistas, os quase oitenta textos aqui reunidos comprovam o talento de Antonio Prata.


Memórias do Subsolo, Fiódor Dostoiévski

Publicado em 1864, Memórias do Subsolo conta a história de um homem amargurado que não vê sentido algum em sua existência. Até que, em um “fluxo de consciência”, surgem nele as duras lembranças de situações e discursos que, numa sociedade hierarquizada, submetem e emparedam os “humilhados e ofendidos”.


O Amor de Mítia, Ivan Bunin

Publicado em 1925, O Amor de Mítia acompanha no drama da consciência de um rapaz que descobre, em toda a sua dolorosa intensidade, a força do desejo e do sentimento amoroso. A história se inicia em São Petersburgo e logo se desloca para os campos de Oriol, paisagem cara ao autor desde a infância. Por meio de sucessivas metamorfoses, a natureza russa anuncia as terríveis ambiguidades que definirão o destino do protagonista.


O Mestre e Margarida, Mikhail Bulgákov

O mestre e Margarida acompanha a fantástica chegada do diabo durante a Moscou dos anos 1930. A viagem se inicia em uma tarde de primavera, quando Satanás e seu séquito diabólico decidem visitar a cidade e encontram poetas, editores, burocratas e todo tipo de pessoas tentando levar a vida em pleno regime comunista. Depois dessa visita, nada será como antes: um rastro de destruição e loucura mudará o destino de quem cruzá-lo.


Ocupar e resistir, Jonas Medeiros, Adriano Januário e Rúrion Melo

Na coletânea Ocupar e Resistir, pesquisadores de diversas áreas analisam as ocupações que aconteceram no Brasil em 2015, comandada por estudantes secundaristas de estados como São Paulo, Goiás, Rio de Janeiro, Ceará, Rio Grande do Sul, Paraná, Minas Gerais e Espírito Santo. Além disso, a obra reflete sobre como a mobilização dos secundaristas tornou-se um dos movimentos sociais mais interessantes da atualidade.


Sobre Isto, Vladímir Maiakóvski

Publicado em 1923, Sobre Isto é fruto de sua relação amorosa com Lília Brik, interrompida em dezembro de 1922 por uma briga entre o casal. A partir da dor e da angústia da separação, Maiakóvski revisita a sua obra anterior, expondo os seus sentimentos e reflexões mais profundas sobre a revolução, o amor e o futuro.


Qual livro da Editora 34 você quer conhecer?


Yasmin Lisboa
Comentários

Yasmin Lisboa

Yasmin é jornalista e estudante de Cinema. Cantora e colecionadora de discos e livros, é fascinada pela cultura popular brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *