8 livros para conversar com as crianças sobre a morte

(5 Estrelas - 1 Votos)

O diálogo sobre a morte é fundamental no desenvolvimento dos pequenos. Conheça oito livros infantis que abordam esse tema

Ao contrário do que se costuma pensar, a conversa sobre a morte é essencial no processo de desenvolvimento das crianças. Isso porque, ao tratar desse momento delicado da vida com, os adultos ensinam os pequenos a compreenderem melhor com o sofrimento, dando nome e significado a tudo aquilo que acontece de doloroso quando se perde algo ou ou alguém querido.

Mas, essa, certamente, não é uma conversa fácil nem para as crianças e nem para os adultos. Por isso, é possível que algumas técnicas transformem esse diálogo tão delicado em uma experiência repleta de aprendizados. Embora especialistas recomendem que se use o termo “morte” para fazer referência a esse assunto, o uso de metáforas também podem ser uma técnica eficiente para o momento. O mais importante aqui é ser didático e sutil nesta troca com os pequenos.

Os livros e a contação de histórias são outras ferramentais fundamentais na conversa com as crianças sobre a morte, o sofrimento e o luto. Por isso, nós preparamos uma lista com oito livros que vão ajudar você a construir diálogos sobre este assunto com os pequenos. Conheça a lista!


A árvore das Lembranças,Britta Teckentrup

A raposa viva feliz na floresta, mas um dia sentiu-se muito cansada e entendeu que era hora de partir. Tristes, os seus amigos resolvem reunir-se em volta dela para relembrar os momentos felizes que viveram juntos. Porém, uma agradável surpresa irá aquecer os seus corações, transformando a dor da saudade em um alegre farfalhar de folhas ao vento.


É Assim, Paloma Valdivia

De onde viemos e para onde vamos? A partir da ideia de que as coisas têm dois lados e movida por perguntas difíceis sobre a vida e a morte, a ilustradora chilena Paloma Valdivia cria em É Assim uma série de histórias que se orientam pela emoção e por seu traço sensível.


Harvey Como Me Tornei Invisível, Hervé Bouchard e Janice Nadeau

Após perder o pai, Harvey vê a sua vida virar de cabeça para baixo. Invadido por um sentimento devastador, ele tenta proteger-se da dor e acaba se refugiando em um mundo de fantasias. O livro de Hervé Bouchard e Janice Nadeau narra de maneira sensível e realista a dor de perder alguém querido e a busca pela superação do luto.


Íris – Uma despedida, Gudrun Mebs e Beatriz Martin Vidal

Da noite para o dia, a família de Íris descobre que ela está gravemente doente e precisa ser hospitalizada. Através da narração da irmã mais nova da menina, acompanhamos acontecimentos que irão transformar a rotina familiar, trazendo também sentimentos de medo, esperança e tristeza.


Menina Nina, Ziraldo

Em Menina Nina, Ziraldo reflete a respeito dos mistérios da vida e da morte e fala sobre a dor, de maneira simples e delicada. O autor sabe que essa é uma conversa difícil de se ter com crianças e revela neste livro os ingredientes essenciais para uma abordagem precisa e sensível.


O Coração da Garrafa, Oliver Jeffers

O Coração da Garrafa conta a história de uma menina que vive cheia de admiração pelo mundo ao seu redor. Um dia, ela passa por uma situação difícil, que a faz guardar o seu coração em um lugar seguro, de onde não poderia tirá-lo.


O Livro do Adeus, Todd Parr

Se compreender a morte como um processo natural e conseguir aceitá-la já uma tarefa difícil para os adultos, imagine só como não deve ser para as crianças. Em O Livro do Adeus, o autor e ilustrador norte-americano Todd Parr apresenta uma comovente e esperançosa história sobre dizer adeus a alguém que a gente ama.


Vazio, Anna Llenas

A vida é cheia de encontros e de perdas. Nela, nós perdemos não só coisas insignificantes como podemos perder também coisas bastante valiosas, como a saúde ou uma pessoa querida. Em Vazio, conhecemos a história de uma menina que consegue superar a tristeza, dando um novo sentido às suas perdas.


Qual dessas obras você vai ler com as crianças?


Yasmin Lisboa
Comentários

Yasmin Lisboa

Yasmin é jornalista e estudante de Cinema. Cantora e colecionadora de discos e livros, é fascinada pela cultura popular brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *