140 anos de Lima Barreto: 6 livros para conhecer a vida e obra do autor

(0 Estrelas - 0 Votos)

Nascido em 13 de abril de 1881, escritor teve papel importante em retratar preconceito e exclusão social no Brasil. Veja suas obras!

Um dos principais nomes da literatura brasileira, o escritor Lima Barreto nasceu em 13 de abril de 1881, no Rio de Janeiro. O autor, descendente de escravos, teve grande importância em retratar o preconceito e a exclusão na sociedade brasileira. No início da carreira, ele trabalhou em algumas revistas e publicou seu primeiro livro, Recordações do escrivão Isaías Caminha em 1909.

No entanto, seu livro mais conhecido e aclamado pela crítica foi Triste fim de Policarpo Quaresma, publicado, inicialmente, no Jornal do Commercio, em 1911. Quatro anos depois, ele pagou do próprio bolso a publicação do livro. O trabalho literário de Lima Barreto faz parte do Pré-Modernismo, que era justamente a transição entre o Simbolismo e Modernismo. Nos livros do autor, não há mais a romantização do Brasil, mas, sim, um nacionalismo crítico, que expõe as mazelas sociais e políticas do país.

Não é só a morte que iguala a gente. O crime, a doença e a loucura também acabam com as diferenças que a gente inventa.”

Ao longo da vida, Lima Barreto escreveu romances, sátiras, crônicas, periódicos e contos. Mas a maior parte da obra do escritor foi descoberta e publicada por pesquisadores depois de sua morte. Entre os principais títulos do autor, além dos citados acima, estão As aventuras de Dr. Bogoloff e Clara dos anjos.

Em paralelo ao seu trabalho literário e jornalístico, Lima Barreto tinha uma vida conturbada, por causa de seus problemas de saúde. Alcoólatra, ele chegou a ser internado em um hospital psiquiátrico em 1914. O escritor morreu, aos 41 anos, após um colapso cardíaco.

Para homenagear os 140 anos de Lima Barreto, selecionamos as suas principais obras. Veja a lista completa e boa leitura!


Triste fim de Policarpo Quaresma

Lima Barreto foi um crítico mordaz da vida carioca no período da primeira república. A obra traça o destino tragicômico de um homem tomado pelo patriotismo ingênuo, em quixotesca luta contra a corrupção de políticos.


Clara dos anjos

Clara dos Anjos é um romance póstumo, cuja elaboração levou mais de uma década. O assunto central da obra é o preconceito racial que o autor conheceu por experiência própria. Lima Barreto é um mestre da ironia e do sarcasmo, recursos que se adaptam com perfeição ao seu projeto literário de denúncia. Escrito em linguagem simples foge ao preciosismo retórico.


Recordações do escrivão Isaías Caminha

Este é o primeiro romance de Lima Barreto. No livro, o escritor faz uma crítica radical à mediocridade e à hipocrisia da sociedade.


O homem que sabia javanês

O conto O homem que sabia javanês desmascara um dos mitos da sociedade brasileira, o fascínio pela erudição postiça do “doutor”. Na melhor tradição da anedota burlesca, narra a história de um migrante pobre que vence na vida por cair nas graças de um velho Barão.


A nova Califórnia

Nesta obra, a nebulosidade das figuras de linguagem fazem o leitor ter uma certa dificuldade em encontrar o significado das frases. Mas que, no final das contas, leva o leitor a descobrir que por baixo de tudo está uma grande sátira a alma gananciosa do ser humano.


Lima Barreto: Triste visionário, de Lilia Moritz Schwarcz

Durante mais de dez anos, Lilia Moritz Schwarcz mergulhou na obra de Afonso Henriques de Lima Barreto, com seu afiado olhar de antropóloga e historiadora, para realizar um perfil biográfico que abrangesse o corpo, a alma e os livros do escritor de Todos os Santos. Esta, que é a mais completa biografia de Lima Barreto desde o trabalho pioneiro de Francisco de Assis Barbosa, lançado em 1952, resulta da apaixonada intimidade de Schwarcz com o criador de Policarpo Quaresma – e de um olhar aguçado que busca compreender a trajetória do biografado a partir da questão racial, ainda pouco discutida nos trabalhos sobre sua vida. 


Você é fã de Lima Barreto? Comente e participe!


Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista, editora do Estante Blog e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea e jornalismo literário.

Conheça os livros de Jô Soares Se você gostou dessas séries, vai gostar desses livros! Clássicos do Horror para conhecer Os melhores romances para ler nos próximos meses Os melhores livros espíritas