5 filmes relaxantes para assistir na Netflix

(0 Estrelas - 0 Votos)

Selecionamos alguns longas que vão quebrar a correria da sua rotina. Veja a lista e bom filme!

Em meio a tanta correria do dia a dia, às vezes só queremos assistir a um filme bem relaxante, né? Por isso, fizemos uma lista com longas incríveis, disponíveis na Netflix, que vão deixar a sua rotina mais leve. Há títulos para todos os gostos, desde filmes de dança até comédias românticas.

Entre os longas escolhidos estão Na batida do coração, Mamma Mia: Lá vamos nós de novo e o quase clássico Diário de uma paixão. Na seleção, colocamos também livros que complementam as histórias ou que têm assuntos relacionados, para você ir além dos filmes. Confira a lista completa, prepare a pipoca e boa sessão!


Na batida do coração

Este filme é ideal para quem adora dança. Na Batida do Coração acompanha a jovem bailarina Katya. Ela sempre treinou para ser uma bailarina clássica e dançar em companhias de balé, mas, por acaso, acaba descobrindo o hip-hop e se apaixonando pelo ritmo.

Para ir além do filme…

Contos do balé, de Inês Bogéa

Para todos aqueles que acabam de entrar no universo da dança, a crítica e bailarina Inês Bogéa reconta nesse livro cinco das principais coreografias do repertório de qualquer companhia clássica: “A menina mal olhada”, “Giselle”, “Coppélia”, “O lago dos cisnes” e “Petrouchka”. O livro é como um palco de palavras, em cativantes narrativas sobre amores que transcendem a vida, traições ardilosas, dosados com um punhado de humor e uma pitada de magia. A autora ainda teve o cuidado de informar sobre a verdadeira origem dessas histórias em notas laterais. São curiosidades sobre as primeiras apresentações nas cortes de reis e rainhas, sobre os músicos que se debruçaram para criar a melodia no tom certo, sobre artistas que revolucionaram a dança. 


Amor sem escalas

Este filme é para os fãs de romance. Quando a ideia de uma nova companheira de trabalho ameaça acabar com as viagens constantes de um executivo especializado em demissão, ele se oferece para demonstrar a ela a importância do contato pessoal com aqueles que serão destituídos dos cargos.

Para ir além do filme…

Amor sem escalas, de Walter Kirn

O livro de Walter Kin que inspirou o filme. Ryan Bingham é um consultor cuja função é demitir funcionários para cortar gastos das empresas. Ryan viaja de um lugar a outro a trabalho, e ao ver a chance de acumular 1 milhão em milhas aéreas antes de sair desse seu emprego, fica obcecado com a ideia.


Diário de uma paixão

Na década de 40, na Carolina do Sul, o operário Noah Calhoun e a rica Allie se apaixonam desesperadamente, mas os pais da jovem não aprovam o namoro. Noah então é enviado para combater na Segunda Guerra Mundial, e parece ser o fim do romance. Enquanto isso, Allie se envolve com outro homem. No entanto, se torna claro que a paixão deles ainda não acabou quando Noah retorna para a pequena cidade anos mais tarde, próximo ao casamento de Allie.

Para ir além do filme…

Diário de uma paixão, de Nicholas Sparks

Diário de uma paixão, que inspirou o filme, já é quase um clássico para quem gosta de romances. O livro é o retrato de uma relação rara e bela, que resistiu ao teste do tempo e das circunstâncias. Com um encanto que raramente é encontrado na literatura atual, O Diário de uma Paixão, de Nicholas Sparks, o consagra como um contador de histórias clássicas, com uma perspectiva excepcional sobre a mais importante e única emoção que nos mantém.


Mamma Mia: Lá vamos nós de novo

Ao descobrir que está grávida, Sophie busca inspiração para a maternidade lembrando do passado da mãe. Nos anos 1970, a jovem Donna viveu muitas aventuras com seu grupo musical Donna & The Dynamos, uma parceria com as amigas Tanya e Rosie. Porém, mais do que isso, ela se apaixonou e viveu relacionamentos intensos com três homens bem diferentes: Harry, Sam e Bill.

Para ir além do filme…

Comer rezar amar, de Elizabeth Gilbert

Quando completou 30 anos, Elizabeth Gilbert tinha tudo que uma mulher americana moderna, bem-educada e ambiciosa deveria querer – um marido, uma casa de campo, uma carreira de sucesso. Mas não se sentia feliz – acabou pedindo divórcio e caindo em depressão. Este livro é o relato da autora sobre o ano que passou viajando ao redor do mundo em busca de sua recuperação pessoal.


Para todos os garotos que já amei

Este filme é especialmente para o público young adult. Lara Jean Song Covey escreve cartas de amor secretas para todos os seus antigos paqueras. Um dia, as cartas são misteriosamente enviadas para os destinatários, virando sua vida de cabeça para baixo.

Para ir além do filme…

Para todos os garotos que já amei, de Jenny Han

Neste livro, que inspirou o filme, conhecemos Lara Jean, que guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos.


O que você achou da lista? Comente e participe!


Gabriela Mattos
Comentários

Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista, editora do Estante Blog e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea e jornalismo literário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *