Confira destaques da Flip e da Bienal do Livro de São Paulo

(5 Estrelas - 2 Votos)

Neste ano, os dois eventos aconteceram em formato virtual. Veja autores que foram destaque na Flip 2020 e na Bienal do Livro de São Paulo!

Por conta da pandemia do novo coronavírus, eventos literários no país precisaram se adaptar ao formato online em 2020. Esse foi o caso da Festa Literária de Paraty (FLIP), que realizou virtualmente a sua 18ª edição entre os dias 3 e 6 de dezembro. Os quatro dias da festa literária reuniram 22 autores do Brasil e de outros países em 12 mesas virtuais, disponíveis no Facebook e YouTube do evento. As discussões sobre gênero, raça e território foram destaque nesta edição da FLIP.

A Bienal Internacional do Livro de São Paulo viveu uma experiência parecida. Apesar da Bienal ter adiado a sua 26ª edição para 2022, a Câmara Brasileira do Livro, responsável pela organização do evento, anunciou a 1ª Bienal Virtual do Livro de São Paulo entre os dias 7 e 13 de dezembro. A versão online da Bienal reúne mais de 100 expositores e cerca de 330 autores em ambientes como a já tradicional Arena Virtual. Literatura indígena e infantil, os 100 anos de Clarice Lispector e espiritualidade são alguns dos temas debatidos na 1ª Bienal Virtual do Livro de São Paulo.

Aqui, nós preparamos uma seleção especial para você com os principais autores e autoras de destaque na 18ª edição da Festa Literária de Paraty (FLIP) e 1ª Bienal Virtual do Livro de São Paulo. Confira a lista e fique por dentro do melhor do mundo literário!


13 Segundos, Bel Rodrigues

13 segundos conta a história de Lola, uma menina que está no último ano do ensino médio e acabou de terminar um relacionamento. Ela adora cantar e sair para se divertir com os amigos. Em uma noite, ela se envolve com John, um canadense que faz intercâmbio em seu colégio e no de seu ex-namorado. Mas quando tudo parece que vai dar certo, treze segundos serão suficientes para mudar drasticamente a vida da garota.


A Cachorra, Pilar Quintana

Damaris vive em estado de angústia pelo filho que nunca conseguiu ter. Um dia, ela decide adotar a cachorra da ninhada de uma vizinha e passa a desviar um pouco o foco das tentativas frustradas de engravidar. Mas a força da relação de Damaris com a fêmea altera tão drasticamente as dinâmicas de sua existência que a mulher já não sabe se a simples presença da cachorra fez sua vida ganhar ou perder, de uma vez por todas, o rumo.


Ceuci, a mãe do pranto, Cristino Wapichana

Ceuci, a mãe do pranto é uma história do povo indígena Anambé, natural do norte do Pará. Nela, um menino decide sair para pescar na floresta, contrariando os conselhos de sua mãe, que lhe alertou sobre a existência de um ser da floresta que comia tudo o que via pela frente. Mas o pequeno curumim deseja ir mesmo assim e, no início de sua jornada, é surpreendido pela presença da mãe em uma canoa e passa a ser perseguido por ela.


Garota, Mulher, Outras, Bernardine Evaristo

Garota, Mulher, Outras tem como pano de fundo uma Londres dividida e hostil, logo após a votação do Brexit. Nesse lugar, pessoas lutam para sobreviver, muitas vezes sem esperança e sem que as suas necessidades sejam atendidas. No livro de Bernardine Evaristo, essas vozes formam um coro e levantam reflexões poderosas sobre o machismo, o racismo e a estrutura da sociedade.


O Avesso da Pele, Jeferson Tenório

Após perder o pai em uma cruel abordagem policial, Pedro embarca em uma busca pelo passado da família, refazendo os caminhos paternos. O livro de Jeferson Tenório expõe as dores e injustiças de um país marcado pelo racismo e por um sistema educacional falido, através da história de
homem abalado pelas inevitáveis fraturas existenciais da sua condição de negro, por um acerto de contas, mas também por sua redenção e liberdade.


O Mundo no Black Power de Tayó, Kiusam de Oliveira

Tayó é uma menina negra que tem orgulho do cabelo crespo com penteado black power e o enfeita de diferentes maneiras. Cheia de autoestima, a jovem é capaz de enfrentar as agressões dos colegas de classe. Quando dizem que seu cabelo é “ruim”, ela responde: “Vocês estão com dor de cotovelo porque não podem carregar o mundo nos cabelos”.


Sempre Raia Um Novo Dia, Claudia Raia e Rosana Hermann

No livro Sempre Raia Um Novo Dia, conhecemos um outro lado da atriz brasileira Claudia Raia: o da menina que aos 13 anos ainda chupava chupeta e aos 14 era vedete ou da celebridade que foi tema de escola de samba e alvo de grandes mentiras, mas que nunca teve medo de viver e enfrentar a vida.


Torto Arado, Itamar Vieira Junior

Em Torto Arado, acompanhamos a trajetória de Bibiana e Belonísia, duas irmãs que vivem no sertão baiano. Um dia, elas encontram uma faca na mala guardada sob a cama de sua avó e acontece, então, um acidente. A partir daquele momento, as vidas das duas estarão para sempre ligadas e uma será a voz da outra quando isso for necessário.


Um apartamento em Urano: Crônicas da Travessia, Paul B. Preciado

Em Um apartamento em Urano: Crônicas da Travessia, Paul B. Preciado compartilha detalhes sobre o seu processo de transição de gênero. Além disso, o filósofo espanhol analisa processos contemporâneos centrais de mutação política, cultural e sexual, como as novas formas de violência masculina, o assédio a crianças trans, a apropriação tecnológica do útero e o trabalho sexual.


Uma Mulher no Escuro, Raphael Montes

Uma mulher no Escuro narra a história de uma jovem que, após presenciar um crime bárbaro que matou a sua família, vive solitária, com pesadelos frequentes e grandes dificuldades para se relacionar. Distante das pessoas, ela vive a observar a vida alheia pelas janelas do apartamento onde mora, na Lapa, bairro central do Rio de Janeiro.


Qual deles é o seu preferido?


Yasmin Lisboa
Comentários

Yasmin Lisboa

Yasmin é jornalista e estudante de Cinema. Cantora e colecionadora de discos e livros, é fascinada pela cultura popular brasileira.

Um comentário em “Confira destaques da Flip e da Bienal do Livro de São Paulo

  • 25.12.2020 a 1:36 pm
    Permalink

    Dentre os escritores convidados da Bienal 2012, est o Cecily Von Ziegesar, autora dos livros da s rie “Gossip girl”, e o autor chileno Alejandro Zambra, de “Bonsai”, um dos nomes mais importantes da literatura latino-americana atual e que esteve recentemente na Festa Internacional do Livro de Paraty (Flip).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *