Literatura pelo mundo: 10 autores para você conhecer

(4.5 Estrelas - 2 Votos)

Que tal conhecer escritores estrangeiros sem sair de casa? Confira as nossas sugestões e boa leitura!

A literatura mundial reúne grandes escritores de diferentes países. É difícil escolher apenas um autor favorito, né? Nos Estados Unidos, por exemplo, encontramos os livros de Stephen King e Edgar Allan Poe, que são ideais para quem gosta do gênero literário de terror. Já na Nigéria, temos as escritoras Chimamanda Ngozi Adichie e Ayòbámi Adébáyò, que conquistam cada vez mais leitores ao longo dos anos.

Que tal conhecer novos autores? Confira a nossa seleção completa e escolha sua próxima leitura para ler em casa!


O iluminado, de Stephen King

O iluminado conta a luta assustadora entre dois mundos. Um menino e o desejo assassino de poderosas forças malignas. Uma família refém do mal. Nesta guerra sem testemunhas, vencerá o mais forte. Danny Torrance não é um menino comum, é capaz de ouvir pensamentos e transportar-se no tempo. Danny é iluminado. Será uma maldição ou uma bênção? A resposta pode estar guardada na imponência assustadora do hotel Overlook.


Americanah, de Chimamanda Ngozi Adichie

Enquanto Ifemelu e Obinze vivem o idílio do primeiro amor, a Nigéria enfrenta tempos sombrios sob um governo militar. Em busca de alternativas às universidades nacionais, paralisadas por sucessivas greves, a jovem Ifemelu muda-se para os Estados Unidos. Ao mesmo tempo que se destaca no meio acadêmico, ela se depara pela primeira vez com a questão racial e com as agruras da vida de imigrante, mulher e negra. Quinze anos mais tarde, Ifemelu é uma blogueira aclamada nos Estados Unidos, mas o tempo e o sucesso não atenuaram o apego à sua terra natal, tampouco anularam sua ligação com Obinze.


O romance luminoso, de Mario Leverero

O romance luminoso, de Mario Levero, é um livro sobre o desejo de escrever um romance. É ideal para quem quer conhecer a literatura uruguaia. É uma obra sobre amor, morte, vício em computadores, transtornos do sono e hipocondria. Nesta obra, Levero conta as confusões cotidianas de um homem de 60 anos. É um romance sobre as experiências luminosas e sobre tudo aquilo que não se pode narrar.


Fique comigo, de Ayòbámi Adébáyò

Ambientado na Nigéria, este romance dá voz a marido e esposa enquanto eles contam a história de seu casamento. Yejide e Akin se apaixonaram na faculdade e logo se casaram. Apesar de muitos terem esperado que Akin tivesse várias esposas, ele e Yejide sempre concordaram que o marido não seria poligâmico. Porém, após quatro anos de casamento, Yejide não consegue engravidar. Ela está certa de que ainda há tempo, mas então a família do marido aparece na sua casa com uma jovem moça que eles apresentam como a segunda esposa de Akin. Furiosa, chocada e lívida de ciúmes, Yejide sabe que o único modo de salvar seu casamento é engravidar. O que, enfim, ela consegue — mas a um custo muito maior do que poderia ter imaginado.


Um defeito de cor, de Ana Maria Gonçalves

É claro que a literatura brasileira não poderia ficar de fora da lista. No final do século XIX, Kehinde, uma africana idosa, cega e à beira da morte, viaja da África para o Brasil em busca do filho perdido há décadas. Ao longo da travessia, ela vai contando sua vida, marcada por mortes, estupros, violência e escravidão. Neste romance, os fatos históricos estão imersos no cotidiano e na vida dos personagens, criando a saga emocionante e verossímil da história de Kehinde.


Madame Bovary, de Gustave Flaubert

Madame Bovary é um dos principais clássicos da literatura da França.
Por meio de uma imersão dentro da mente da personagem principal, o romance mostra a desesperança e o desespero de Emma Bovary, que se vê presa em um casamento sem graça e com um marido de personalidade fraca. Publicado originalmente em capítulos de jornal, em 1856, o livro retrata o crescente declínio da vida dessa mulher.


Histórias extraordinárias, de Edgar Allan Poe

Nestes contos, Edgar Allan Poe imaginou algumas das mais conhecidas histórias de terror e suspense da literatura, tramas que migraram da ficção direto para o imaginário coletivo do Ocidente. É o caso de O gato preto, a tenebrosa história de um assassinato malogrado, ou de O poço e o pêndulo, que apresenta uma visão macabra da ansiedade da morte.


Ensaio sobre a cegueira, de José Saramago

Ensaio Sobre a Cegueira, clássico da literatura portuguesa e mundial, parte de uma cegueira branca que começa a atingir moradores de uma cidade. No livro, José Saramago nos apresenta uma imagem aterradora e comovente de tempos sombrios, à beira de um novo milênio. A experiência que cada um viverá com a história é única. No entanto, todos os leitores serão obrigados a pararem, fecharem os olhos e verem o mundo apresentado por Saramago.


Kafka à beira-mar, de Haruki Murakami

Os personagens desse romance vivem em um Japão completamente transformado pelo capitalismo e se sentem solitários, excluídos da sociedade moderna. Como os outros romances de Murakami, este também traz elementos fantásticos. A história tem dois protagonistas: o adolescente Kafta Tamura, que foge da casa onde vive com o pai para encontrar a mãe e a irmã, e o deficiente mental Satoru Nakata, um homem de 60 anos que tem a habilidade de falar com gatos. As duas histórias são contadas de forma paralela, alternando-se ao longo dos capítulos, até convergirem no final.


Os mandarins, de Simone de Beauvoir

Este livro assinala na carreira de Simone de Beauvoir seu definitivo engajamento político e literário. Romance existencialista, Os mandarins descreve a atmosfera febril da França entre 1944 e 1948: as repercussões da guerra, a agitação intelectual, a corrupção moral, os dilemas e dúvidas da esquerda.


Qual livro você incluiria na lista?


Gabriela Mattos
Comentários

Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista, editora do Estante Blog e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea e jornalismo literário.

2 comentários em “Literatura pelo mundo: 10 autores para você conhecer

  • 26.05.2020 a 2:10 pm
    Permalink

    Não entendi. Os livros estão à venda ou são passados na tela? Qual o custo?

  • 22.05.2020 a 10:02 am
    Permalink

    São tantos livros ótimos que a lista seria grande demais! Por enquanto, incluiria “Catarina, a grande”, de Robert K. Massie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *