Você conhece o flutter?

(5 Estrelas - 4 Votos)

Ferramenta permite que desenvolvedores escrevam código tanto para iOS quanto para Android. Conheça melhor o Flutter!

Com a evolução da tecnologia, diversas ferramentas foram lançadas nos últimos anos para otimizar a rotina dos desenvolvedores. Uma delas é o Flutter, criada pelo Google, que permite a criação de códigos compatíveis para os dois sistemas operacionais, iOS e Android. Utilizado em mobile, em desktop e na web, o instrumento é open source (código aberto), então qualquer pessoa pode sugerir ou solicitar mudanças.

Entre os principais pontos positivos do Flutter estão a facilidade para criar mais rapidamente os aplicativos e fazer a manutenção dos dispositivos. Algumas empresas já adoram o Flutter, como a Nubank, Alibaba, Ebay e BMW. Aqui, na Estante Virtual, há um estudo interno para a utilização da ferramenta.

Desenvolvedor da Estante Virtual, Gabriel Coutinho define o Flutter como um framework reativo moderno, como se fosse uma “fina camada” colocada em cima dos ambientes de desenvolvimento nativos. Ele destaca que o Google já usaria o Flutter para desenvolver o projeto Fuchsia OS, que seria um sistema operacional para substituir o Android.

O Flutter dá mais liberdade para os desenvolvedores”.

“Seria uma questão para se prevenir para o futuro. O Flutter se destacou, justamente, por ter uma companhia grande por trás. Você pode encaixá-lo em qualquer aplicativo existente ou desenvolver módulos independentes e acoplá-los ao seu produto final”, acrescenta.

Pontos negativos do Flutter

Por ser recente, o Flutter ainda está sendo testado pelos profissionais. Apesar de ter diversos pontos positivos, a ferramenta também apresenta algumas lacunas, como a própria “falta de maturidade”. “Como o Flutter tem pouco tempo de uso entre os desenvolvedores, há uma dificuldade de encontrar soluções e outras referências na internet”, destaca Coutinho.

Outro problema seria em relação à linguagem utilizada, que é diferente da adotada no Android, por exemplo. “Atualmente, se você for fazer um aplicativo de forma nativa para o Android, você precisa fazer em Java. O Google tenta fugir um pouco do Java, que é pra justamente ter mais controle sobre isso e evitar questões legais. Então pode ocorrer esse estranhamento na linguagem”, lembra.

Como aprender a usar o Flutter?

Por enquanto, o melhor jeito de aprender a usar e a conhecer o Flutter é assistindo ao canal Flutter Dev, criado especificamente pelo Google para explicar a plataforma. Ainda no Youtube, os profissionais podem seguir o canal Flutterando, que dá diversas dicas a desenvolvedores.

No dia 10 de março, o Google realizará um evento sobre a plataforma, a partir das 14h, no Museu de Arte de São Paulo (Masp). A programação reúne palestras como What’s the new on Flutter, na qual representantes do Flutter mostrarão as atualizações e novidades, às 15h; Transformação digital com Flutter, desafios e sucessos, às 16h25, com a participação do Grupo Globo.

Gabriela Mattos
Comentários

Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista, editora do Estante Blog e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea e jornalismo literário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *