Conheça 7 livros sobre crítica literária

(4.7 Estrelas - 3 Votos)

As críticas são fundamentais para analisar e avaliar o conteúdo das obras. Veja alguns títulos sobre o assunto!

As críticas literárias são fundamentais para a literatura, já que criticam e avaliam os livros dos escritores. Por meio desses textos, é possível analisar o conteúdo estético de cada obra, seja clássica ou contemporânea, de acordo com o contexto histórico.

Quando a crítica literária surgiu?

Os primeiros registros de crítica literária no mundo surgiram ainda na Antiguidade. Naquele período, os textos eram marcados, principalmente, pelo tom filosófico de Platão e Aristóteles. Depois, na Idade Média, as análises eram feitas por integrantes da Igreja. Já na Modernidade, as críticas literárias tornaram-se um conceito, a partir da investigação científica.

No Brasil, as críticas ganharam mais notoriedade a partir das publicações nos grandes veículos de comunicação. Um dos precursores foi o escritor Machado de Assis, que costumava escrever artigos para jornais. Hoje, com o avanço da internet, há outras formas de divulgar análises dos livros, como redes sociais, vídeos no Youtube e blogs.

Que tal conhecer mais sobre crítica literária? Selecionamos sete obras sobre o assunto. Confira a lista e boa leitura!


O que é crítica literária?, de Fábio Akcelrud Durão

Este livro de Fábio Akcelrud Durão aborda a prática da crítica literária em diversos de seus aspectos. A obra chama atenção, principalmente, para os desacordos, as contradições e as zonas de conflito nela existentes.


Crítica da razão pura, de Immanuel Kant

A filosofia crítica kantiana tenta responder às questões “Que podemos conhecer?”, “Que podemos fazer?”, “Que podemos esperar?”, e remete a razão ao centro do mundo, como Copérnico remetia o Sol ao centro do sistema planetário. Kant põe em movimento a revolução copernicana no domínio prático.


Métodos de crítica literária, de Elisabeth Ravoux Rallo

Neste livro, a escritora Elisabeth Ravoux Rallo trabalha com textos críticos que são escolhidos em função de seu caráter exemplar, quer representem um ‘tipo’ de crítica, quer um questionamento novo ­ sobre uma forma de crítica, sobre a relação entre texto literário e história, sobre autor e/ou texto literário, crítica e leitor. Ao mesmo tempo que indica as técnicas de abordagem e de leitura dos textos, a autora os comenta no intuito de evidenciar pressupostos, métodos e limitações das diversas críticas.


Machado de Assis: crítica literária e textos diversos, organizado por Silvia Maria Azevedo

Este livro reúne textos da obra crítica de Machado de Assis, extraídos de jornais da época, revistas e primeiras edições, muitos deles nunca publicados em livro.


Teoria da literatura, de Roberto Acízelo de Souza

A literatura (por meio das histórias de ficção, dos ritmos da poesia e dos enredos teatrais) sempre representou uma fonte de prazer, comoção e encantamento. Também constitui tema privilegiado da especulação intelectual, mobilizando a atenção de pensadores de todas as épocas e das mais diversas especialidades. Este livro apresenta e estuda o campo da teoria da literatura através da história, de sua constituição e da discussão dos problemas conceituais e metodológicos que lhe são próprios.


Escrever ficção: Um manual de criação literária, de Luiz Antonio de Assis Brasil

O escritor e professor Luiz Antonio de Assis Brasil registrou neste livro sua experiência ao longo de 34 anos ininterruptos de trabalho com a Oficina de Criação Literária da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, e também no programa de pós-graduação em escrita criativa na mesma universidade. Com a perspectiva de um ficcionista dialogando com outros ficcionistas, ele apresenta ferramentas indispensáveis para a formação de um escritor. Avesso à fórmulas, Assis ressalta o papel da leitura constante de obras literárias para quem ser se tornar autor de ficção — e são essas obras as grandes referências de seus cursos e deste manual indispensável.


Crítica literária contemporânea, de Alan Viola

Nesta antologia, Alan Flávio Viola se propõe a apresentar ao público alguns dos novos nomes da crítica literária brasileira. O que direciona a organização é a ideia da crise da teoria, da crítica e da própria produção literária na contemporaneidade. Destaque para o texto de abertura, um ensaio atemporal de Machado de Assis sobre o papel da crítica. Uma oportunidade para autores e leitores analisarem quem os pensa e avaliar se os críticos respondem hoje às grandes questões da literatura brasileira


Qual livro você incluiria na lista? Comente e participe!


Gabriela Mattos
Comentários

Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista, editora do Estante Blog e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea e jornalismo literário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *