Dia do Historiador: Confira 7 livros para fugir das fake news

(5 Estrelas - 2 Votos)

Preservar a memória é fundamental para a construção de uma sociedade. Veja a nossa seleção completa e boa leitura!

Você sabia que o Dia do Historiador homenageia o escritor pernambucano abolicionista Joaquim Nabuco, um dos fundadores da Academia Brasileira de Letras (ABL)? Celebrada em 19 de agosto, a data foi criada em 2009 e tem o objetivo de destacar a importância dos profissionais que estudam e analisam a história das civilizações e comunidades.

Os historiadores ajudam a preservar a memória de cidades, países e do mundo, o que é fundamental para a construção de uma sociedade. Para fugir das corriqueiras fake news (notícias falsas) e homenagear o Dia do Historiador, selecionamos livros que têm fatos históricos como pano de fundo das narrativas.

A lista reúne obras escritas por historiadores, como o recém-lançado Escravidão, de Laurentino Gomes, e até mesmo por jornalistas, que foram essenciais para eternizar fatos marcantes nas páginas dos livros, como o título Todo dia a mesma noite, de Daniela Arbex. Veja a seleção completa e escolha sua próxima leitura!


Escravidão – Volume 1, de Laurentino Gomes

Resultado de seis anos de pesquisas e observações, que incluíram viagens por 12 países e três continentes, este primeiro volume cobre um período de 250 anos, do primeiro leilão de cativos africanos registrado em Portugal, na manhã de 8 de agosto de 1444, até a morte de Zumbi dos Palmares. Entre outros aspectos, a obra explica as raízes da escravidão humana na Antiguidade e na própria África antes da chegada dos portugueses, o início do tráfico de cativos para as Américas e suas razões, os números, os bastidores e os lucros do negócio negreiro.


Histórias da gente brasileira, de Mary del Priore

A história do país é comumente contada por meio de grandes fatos, feitos e nomes, vitórias e fracassos que marcaram a nação ou a sua economia. O povo, seus hábitos e sua vida cotidiana sempre foram relegados e esquecidos, sem receber a visibilidade que merecem. Suas histórias foram deixadas atrás das cortinas, mas chegou a hora de conhecê-las. Mary del Priore nos presenteia, neste livro, com as verdadeiras histórias do país, aquelas que retratam intimamente a vida da gente brasileira. Nele, você vai descobrir como as pessoas se vestiam, onde moravam, o que comiam, o que faziam para se divertir e tantos outros fatos “menores”, que muito dizem sobre elas – e sobre nós.


Sapiens – Uma breve história da humanidade, de Yuval Noah Harari

Yuval Noah Harari repassa a história da humanidade, ou do homo sapiens, desde o surgimento da espécie durante a pré-história até o presente, mas em vez de apenas “inventariar” os fatos históricos ele os relaciona com questões do presente e os questiona de maneira surpreendente. Além disso, para cada fato ou crença que temos como certa hoje em dia, o autor apresenta as diversas interpretações existentes a partir de diferentes pontos de vista, inclusive as muito atuais, e vai além, sugerindo interpretações muitas vezes desconcertantes.


Todo dia a mesma noite, de Daniela Arbex

Para driblar as fake news, o ideal também é se aprofundar em fatos que marcaram as páginas de jornais. Todo dia a mesma noite traz uma reportagem definitiva sobre a tragédia que abateu a cidade de Santa Maria em 2013. A obra relembra e homenageia os 242 mortos no incêndio da Boate Kiss. Neste livro, a jornalista Daniela Arbex reconstitui de maneira sensível e inédita os eventos da madrugada de 27 de janeiro de 2013. Foram necessárias centenas de horas dos depoimentos de sobreviventes, familiares, equipes de resgate e profissionais.

todo dia a mesma noite - daniela arbex

Gomorra, de Roberto Saviano

O porto de Nápoles é o ponto de partida para a jornada. Lá desembarcam diariamente todo tipo de mercadorias, vindas da Itália e de várias partes da Europa. São resíduos químicos, material tóxico e nada mais nada menos que cadáveres e esqueletos humanos. Tudo despejado clandestinamente na região da Campânia. Dos contêineres à alta-costura, passando por Las Vegas, China, hotéis de luxo e culminando em toneladas de cocaína, o jornalista Roberto Saviano – que há mais de um ano encontra-se sob proteção policial por estar ameaçado de morte pela Camorra – se infiltrou em setores camorristas para descobrir as artérias do funcionamento da máfia napolitana, considerada a mais perigosa e temida do mundo.


Era dos extremos – O breve século XX, de Eric Hobsbawm

Neste livro, Eric Hobsbawm abandona seu silêncio voluntário para contar, em linguagem simples e envolvente, a história da “era das ilusões perdidas”. É sua obra-prima. Mais original, mais pessoal e, inevitavelmente, mais político. Fundamental para quem quer aprender mais sobre a história mundial.


Vozes de Tchernóbil, de Svetlana Aleksiévitch

Neste livro, Svetlana conta como as autoridades soviéticas esconderam a gravidade do acidente de Chernobyl para a população. Com mais de 500 entrevistas, a autora dá voz às vítimas sobreviventes, desde os profissionais que trabalharam durante o acidente, como bombeiros e médicos, até os cidadãos comuns e representantes do governo.


Qual livro você incluiria na lista?


Gabriela Mattos

Redatora em Estante Virtual
Gabriela é jornalista, editora do Estante Blog e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea e jornalismo literário.
Gabriela Mattos
Comentários

Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista, editora do Estante Blog e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea e jornalismo literário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *