“Meninos sem pátria” é o livro mais vendido de outubro na Estante Virtual

(2.6 Estrelas - 66 Votos)

Obra da Coleção Vaga-Lume conta a história de uma família que saiu do país durante a ditadura militar. Veja o ranking completo!

Outubro foi marcado por muitas leituras na Estante Virtual! A lista de mais vendidos do mês tem uma surpresa: a estreia do livro Meninos sem pátria, de Luiz Puntel, na primeira colocação do ranking. Publicada pela Coleção Vaga-Lume, a obra conta a história de Marcão e Ricardo, filhos de um jornalista perseguido por questões políticas.

Ao acompanhar a jornada dos meninos, o leitor conhece a difícil realidade de jovens forçados a abandonar o Brasil durante a ditadura militar, em 1964. Recentemente, Meninos sem pátria foi retirado de um colégio particular do Rio de Janeiro após um pedido dos pais de alunos. Em entrevista ao jornal El paísPuntel falou sobre o caso. “Meu livro é sobre ditadura. Jamais pensei que seria censurado”, afirmou.

Já no segundo lugar aparece o clássico A revolução dos bichos, de George Orwell, seguido por A sutil arte de ligar o f*da-se, de Mark Manson. A lista de mais vendidos de outubro reúne títulos para todos os gostos literários, desde os clássicos aos contemporâneos. Ficou curioso? Veja a lista completa e escolha a sua próxima leitura!


Meninos sem pátria, de Luiz Puntel

Meninos sem pátria é um dos principais livros da Coleção Vaga-Lume. Nesta obra, Luiz Puntel conta a história de Marcão e Ricardo, filhos de um jornalista perseguido durante a ditadura militar. Em plena adolescência, eles foram forçados a viver no exílio. Os dois e a família deixam o Brasil escondidos, seguindo para o Chile e, depois, para a França. Acompanhando os passos desses meninos sem pátria, você vai conhecer a difícil jornada de jovens forçados a abandonar o Brasil durante os anos de repressão do governo militar, em 1964.

Meninos sem pátria, de Luiz Puntel


A revolução dos bichos, de George Orwell

Este clássico foi escrito durante a Segunda Guerra Mundial e causou desconforto ao satirizar a ditadura stalinista em uma época em que os soviéticos eram aliados ao Ocidente na luta contra o eixo nazifascista. De fato, são claras as referências, como o despótico Napoleão que seria Stálin e os eventos políticos da União Soviética. Mais de 60 anos depois da publicação, o livro continua sendo atemporal. 

A revolução dos bichos, de George Orwell


A sutil arte de ligar o f*da-se, de Mark Manson

Em A sutil arte de ligar o f*da-se, Mark Manson usa seu olhar crítico para propor um novo caminho rumo a uma vida melhor, mais coerente com a realidade e consciente dos nossos limites. Chega de se sentir inferior por não ver o lado bom das situações e de se torturar para pensar positivo até nos momentos ruins. Por meio de piadas e exemplos inusitados, ele deixa o leitor mais aleta e capaz para enfrentar os desafios na sociedade.

A sutil arte de ligar o f*da-se, de Mark Manson


O pequeno príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry

Publicado ela primeira vez em 1945, O pequeno príncipe é o principal clássico da literatura infantojuvenil. Com imagens simbólicas, as passagens de ordem temporal, na vida do autor, estão ali presentes: casamento, separação, profissões, sonhos, decepções. Os dois personagens tornam-se representações do próprio autor, em um monólogo interior entre o “eu” e o “outro”. O pequeno príncipe


Como as democracias morrem, de Steven Levitsky e Daniel Ziblatt

Como as democracias morrem está estreando na lista de mais vendidos da Estante Virtual. Neste livro, os autores fazem uma análise perturbadora do fim das democracias em todo o mundo. Democracias tradicionais entram em colapso? Essa é a questão que Steven Levitsky e Daniel Ziblatt respondem ao discutir o modo como a eleição de Donald Trump se tornou possível. Como as democracias morrem


Como fazer amigos e influenciar pessoas, de Dale Carnegie

Como fazer amigos e influenciar pessoas analisa o impacto da Internet e das redes sociais na comunicação humana. O autor Dale Carnegie utiliza exemplos verídicos e orienta sobre formas de conduta adequadas a esses novos meios de relacionamento social. A obra contempla a nova etiqueta em construção no mundo virtual, incluindo o fenômeno “cyberbullying”.Como fazer amigos e influenciar pessoas, de Dale Carnegie


O poder do hábito, de Charles Duhigg

Este livro é um verdadeiro e profundo estudo dos hábitos. Além de mostrar como eles funcionam, o autor Charles Duhigg também consegue explicar como eles podem ser transformados. Conseguir mudar o hábito de pegar o elevador, pelo hábito de subir lances de escada e fazer mais exercícios, pode influenciar a sua saúde futura. Fora a saúde, com pequenas mudanças de hábito, esse livro mostra que é possível ter resultados positivos na sua produtividade, na estabilidade financeira e até mesmo na sua felicidade.O poder do hábito, de Charles Duhigg


A elite do atraso, de Jessé Souza

Em uma época em que a questão das desigualdades racial e social estão no centro de cena, o sociólogo Jessé Souza escancara o pacto dos donos do poder para perpetuar uma sociedade cruel forjada na escravidão. Esse é o pilar de sustentação de nossa elite, A Elite do Atraso. O autor apresenta obra surpreendente, forte, inovadora e crítica na essência, com um texto aguerrido e acessível. A elite do atraso, de Jessé Souza

 


O príncipe, de Nicolau Maquiavel

Fundador da ciência política, O príncipe é fruto da época em que foi concebida. O livro, publicado postumamente em 1532, é uma meditação sobre a conduta do governante e sobre o funcionamento do Estado. A obra é um estudo sobre as oportunidades oferecidas pela fortuna, sobre as virtudes e os vícios intrínsecos ao comportamento dos governantes, com sugestões sobre moralidade, ética e organização urbana.

O Príncipe, Maquiavel


Pai rico pai pobre, de Robert T. Kiyosaki

Um dos livros mais falados da última década, abriu os olhos do mundo para a necessidade de pensar o planejamento de finanças pessoais. Pai Rico, Pai Pobre foi o primeiro best-seller de Robert T. Kyiosaki e Sharon Lechter, e deu origem a uma série de enorme sucesso. Seu conceito é muito simples: com maior inteligência financeira muitos problemas comuns da vida cotidiana podem ser resolvidos. Saiba o que os ricos tratam como ativos geradores de renda, e como se livrar de pagar impostos demais.Pai rico pai pobre, de Robert T. Kiyosaki


Qual seu livro favorito da lista? Comente e participe!

[mailpoet_form id=”4″]
Gabriela Mattos

Gabriela Mattos

Redatora em Estante Virtual
Gabriela é jornalista e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea brasileira e jornalismo literário.
Gabriela Mattos
Comentários

Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea brasileira e jornalismo literário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares