PNLD Literário 2018: Conheça 11 livros aprovados para as escolas

(3.5 Estrelas - 4 Votos)

O programa tem o objetivo de disponibilizar obras didáticas, pedagógicas e literárias às escolas públicas do país. Confira alguns títulos selecionados

O Programa Nacional do Livro e do Material Didático (PNLD 2018) divulgou uma lista com dezenas de obras aprovadas para as escolas públicas brasileiras. O projeto tem o objetivo de avaliar e disponibilizar livros didáticos, pedagógicos e literários aos colégios federais, estaduais e municipais de educação básica, além das instituições comunitárias, confessionais ou sem fins lucrativos.

Três segmentos são contemplados no programa: educação infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio. Na edição de 2018, é a primeira vez que as próprias escolas podem selecionar os livros que vão compor os acervos de bibliotecas e salas de aulas. A escolha deve ser realizada até este 31 de outubro, no site do PDDE Interativo, ligado ao Ministério da Educação (MEC).

LEIA MAIS: Leitores indicam livros que marcaram a infância

Diversas editoras brasileiras tiveram livros aprovados, como a Companhia das Letras, a Todavia e a Record. A lista do PNLD reúne títulos para todos os gostos, desde os infantojuvenis, como Marco queria dormir, de Gabriela Keselman, até os clássicos, como Laços de família, de Clarice Lispector, e os contemporâneos, como Enquanto os dentes, de Carlos Eduardo Pereira.

Que tal ficar por dentro da seleção? Conheça alguns dos livros e boa leitura!


Terra sonâmbula, de Mia Couto

Aprovado para adolescentes do 1º ao 3º ano do Ensino Média, Terra sonâmbula é o primeiro romance de Mia Couto. Esta obra é uma verdadeira aula sobre a velha arte de contar histórias. No Moçambique pós-independência, mergulhado em uma devastadora guerra civil, um velho e um menino empreendem uma viagem recheada de fantasias míticas.Terra sonâmbula, de Mia Couto


Marco queria dormir, de Gabriela Keselman

Qual criança nunca teve medo de dormir? À noite, para que tudo se transforma: o que é pequeno fica grande e as coisas são engolidas pela escuridão. Era por isso que Marco não conseguia dormir. Para ajudá-lo, sua mãe fez de tudo: criou traje antimosquitos, escreveu uma carta à Lua e arranjou um bastão de escalada para manter o filho firme na cama. Marco queria dormir, de Gabriela Keselman, foi aprovado na categoria 2 – Creche II, para crianças de um ano e sete meses até três anos e 11 meses.
Marco queria dormir


Doze contos peregrinos, de Gabriel García Márquez

Este livro também foi aprovado para os alunos entre o 1º e o 3º anos do Ensino Médio. Doze contos peregrinos reúne doze textos protagonizados por latino-americanos vivendo na Europa, mas sem deixar de sonhar com a terra natal. Gabriel García Márquez usa como pano de fundo Barcelona, Genebra, Roma e Paris para retratar a solidão através de histórias de amor, poder e morte.

Doze contos peregrinos, de Gabriel García Márquez


Nas águas do Rio Negro, de Drauzio Varella

O Rio Negro é um grande espelho, suas águas refletem as árvores das margens e as nuvens do céu. Muito largo, ele contém os dois maiores arquipélagos fluviais do mundo. Drauzio Varella já viajou por esse importante rio brasileiro inúmeras vezes, colhendo plantas da região que pudessem ser transformadas em medicamentos. Em Nas águas do Rio Negro, livro aprovado na categoria de 4º e 5º anos do Ensino Fundamental, o autor entra no terreno da fantasia e relata o que aconteceu certo dia em que, em uma de suas viagens, adormeceu sozinho no convés do barco.Nas águas do Rio Negro, de Drauzio Varella


Agosto, de Rubem Fonseca

Em Agosto, Rubem Fonseca narra o assassinato de um empresário, em 1º de agosto de 1954, no Rio de Janeiro, quando ainda era capital do país. Na ocasião, outro crime também é planejado na sede do governo federal. O atentado frustrado contra o jornalista Carlos Lacerda, opositor de Getúlio Vargas, causará uma das maiores reviravoltas da história do Brasil. Esta obra foi selecionada os alunos do Ensino Médio.Agosto, de Rubem Fonseca


A cor de Coraline, de Alexandre Rampazo

No livro A cor de Coraline, o ilustrador, designer gráfico e escritor Alexandre Rampazo passeia pelas inúmeras possibilidades contidas numa caixa de lápis de cor e na imaginação infantil a partir da pergunta de um colega para a pequena Coraline, e mostra que o mundo é mais colorido do que nos acostumamos a pensar. A obra foi aprovada para crianças do 1º ao 3º anos do Ensino Fundamental. A cor de Coraline, de Alexandre Rampazo


Laços de família, de Clarice Lispector

Este é um dos clássicos de Clarice Lispector. Laços de família é uma coletânea de contos sobre personagens que se debatem nas cadeias de violência latente dentro de um ambiente doméstico. Homens ou mulheres, os laços que os unem são, em sua maioria, elos familiares ao mesmo tempo de afeto e de aprisionamento. Clarice Lispector trata a solidão, a morte, a incomunicabilidade e os abismos da existência através da rotina de dona-de-casa. Esta obra foi selecionada para estudantes do 1º ao 3º ano do Ensino Médio. 

Laços de família, de Clarice Lispector


Enquanto os dentes, de Carlos Eduardo Pereira

Livro de estreia do escritor Carlos Eduardo Pereira, Enquanto os dentes também foi aprovado para o Ensino Médio. A obra conta a história de Antônio, um cadeirante negro de classe média, que circula pela cidade enquanto o caminhão com sua pequena mudança se afasta da casa em que ele viveu até então. Endividado e sem alternativa, Antônio está voltando à casa do pai, homem severo, que ele não vê há mais de 20 anos.

Enquanto os dentes, de Carlos Eduardo Pereira


Também os brancos sabem dançar, de Kalaf Epalanga

Também os brancos sabem dançar, aprovado para alunos do Ensino Médio, conta a história de um músico e escritor angolano, que chega de trem à fronteira entre Suécia e Noruega. Sem um passaporte válido, vivendo entre as cidadanias angolana e portuguesa desde que escapou da guerra em seu país para poder tocar a vida em Lisboa, ele é detido por tentativa de imigração ilegal e conduzido à delegacia para averiguação. Aflito com a precariedade de sua situação e ansioso para conseguir chegar a tempo para o concerto, começa a se perguntar: como explicar que ele é apenas um pacato artista angolano? Também os brancos sabem dançar, de Kalaf Epalanga


João, Joãozinho, Joãozito: O menino encantado, de Claudio Fragata

Neste livro, selecionado para crianças do 1º ao 3º ano do Ensino Fundamental, Claudio Fragata conta com lirismo a infância do escritor Guimarães Rosa. Em uma linguagem repleta de poesia, o autor acompanha a trajetória de João, da infância no interior até a carreira literária, passando pelo talento para criar novas palavras.João, Joãozinho, Joãozito, de Claudio Fragata


O ódio que você semeia, de Angie Thomas

O ódio que você semeia retrata uma história juvenil repleta de choques de realidade. É um livro contra o racismo em tempos tão cruéis e extremos. Aprovada para alunos do Ensino Médio, a obra conta a história de Starr, que aprendeu com os pais, ainda muito nova, como uma pessoa negra deve se comportar na frente de um policial. Quando ela e seu amigo, Khalil, são parados por uma viatura, tudo o que Starr espera é que Khalil também conheça essas regras. Um movimento errado, uma suposição e os tiros disparam. O ódio que você semeia, de Angie Thomas


O que achou da lista? Comente e participe!

[mailpoet_form id=”4″]
Gabriela Mattos

Gabriela Mattos

Redatora em Estante Virtual
Gabriela é jornalista e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea brasileira e jornalismo literário.
Gabriela Mattos

Últimos posts por Gabriela Mattos (exibir todos)

Comentários

Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea brasileira e jornalismo literário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares