10 livros para você conhecer a Rússia

(3 Estrelas - 10 Votos)

País está em evidência por causa da Copa do Mundo. Para aproveitar o clima, selecionamos obras clássicas e contemporâneas. Veja a lista!

Rússia está no centro das atenções por ser, pela primeira vez, a sede da Copa do Mundo 2018. Mas não é só de futebol que vive o país do Leste Europeu. A região também é conhecida por revelar grandes escritores do meio literário internacional. Tanto os livros clássicos quanto as obras contemporâneas nos ajudam a entender a cultura e o cotidiano no país.

É possível citar diversos autores russos em diferentes momentos da história. Um dos períodos mais férteis para a literatura do país foi o século XIX, quando houve o surgimento de nomes como Fiódor Dostoiévski, autor de Crime e Castigo, e Liev Tolstói, de Guerra e Paz. Denominada como Idade de Ouro, essa época foi marcada pela publicação de centenas de contos e romances.

Rússia histórica e atual

Na contemporaneidade, pode-se destacar Liudmila Petruchévskaia, que está na programação da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) deste ano. Em janeiro, seu livro mais recente, Era uma vez uma mulher que tentou matar o bebê da vizinha, ganhou tradução em português no Brasil. Enquanto isso, o autor Vladímir Sorókin, de Dostoiévski Trip, é considerado o mais célebre escritor russo da atualidade. Ele também participou da Flip, em 2014.

Para mergulhar na cultura da Rússia, selecionamos livros históricos e políticos. Algumas dessas obras são Todos os homens de Kremlin – Os bastidores de poder na Rússia, de Mikhail Zygar, e A Revolução de 1905, de Leon Trotsky. Ficou curioso? Veja a nossa lista completa!


Guerra e paz, de Liev Tolstói

Nada como começar a lista com o clássico dos clássicos. Em Guerra e paz, Tolstói acompanha o percurso de cinco famílias aristocráticas russas, entre 1805 e 1820. O autor narra a marcha das tropas napoleônicas e seu impacto brutal sobre a vida dos personagens. Em meio às batalhas, intrigas e bailes, destacam-se figuras inesquecíveis, como os irmãos Nikolai e Natacha Rostóv, do príncipe Andrei Bolkónski e de Pierre Bezúkhov, filho ilegítimo de um conde. Tolstói retrata uma Rússia magistral, imponente e, principalmente, humana.

Guerra e paz, Liev Tolstói


Crime e castigo, de Fiódor Dostoiévski

Esta é a obra mais célebre de Dostoiévski. Publicado em 1860, o livro conta a história do jovem Raskólnikov, um estudante pobre e desesperado, que perambula pelas ruas de São Petersburgo até cometer um crime. Ele tentará justificar o crime pela teoria de que grandes homens, como César e Napoleão, foram assassinos absolvidos pela História. A partir disso, desencadeia-se uma narrativa labiríntica que arrasta o leitor por becos, pequenos cômodos e tabernas.

Fiódor Dostoiévski, Crime e castigo


Era uma vez uma mulher que tentou matar o bebê da vizinha, de Liudmila Petruchévskaia

A lista também não poderia deixar de fora os autores contemporâneos. Considerada como herdeira de Allan Poe e Gogol, Liudmila Petruchévskaia é considerada a maior escrita russa viva. No livro Era uma vez uma mulher que tentou matar o bebê da vizinha, a autora combina o contexto soviético com uma realidade povoada por assombrações, pesadelos, acontecimentos macabros e personagens sinistras. Com um humor contemporâneo e uma carga política, a obra reúne histórias sobrenaturais que retomam a tradição dos contos folclóricos.

Era uma vez uma mulher que tentou matar o bebê da vizinha, Liudmila Petruchevskaia


O fim do homem soviético, de Svetlana Aleksiévitch

A bielorrusa Svetlana Aleiksiévitch nos ajuda a entender parte da história da Rússia. Em O fim do homem soviético, a autora examina a vida das pessoas afetadas pela queda do Império Soviético. A política de abertura do governo impôs uma mudança na estrutura social, do cotidiano e da ideologia da população. A obra retrata a história de personagens como uma mãe cuja a filha morreu em um atentado e de uma antiga funcionária do Partido Comunista que coleciona carteiras abandonadas de ex-filiados. O livro mostra um painel de russos de todas as idades que buscam uma possibilidade de vida diferente após as mudanças na sociedade em que vivem.

O fim do homem soviético, Svetlana Aleksiévitch


Todos os homens do Kremlin – Os bastidores do poder na Rússia de Vladimir Putin, de Mikhail Zygar

Com base em entrevistas inéditas com integrantes do círculo do presidente da Rússia, Vladimir Putin, Todos os homens do Kremlin conta a história de um “rei” que assumiu o poder por acaso. A imagem de Putin como um homem forte é questionada e, no lugar dela, surge um tedioso líder simbólico e controlado por homens que o aconselham o tempo todo. Se o presidente se mantém à frente do país por quase 30 anos, não é por acaso. No livro, o autor Mikhail Zygar mostra que os governadores regionais e líderes burocráticos são peças fixas, com mais influência do que o próprio Putin em zonas de influência.

Todos os homens do Kremlin


Dostoiévski trip, de Vladímir Sorókin

O livro Dostoiévski trip é uma excelente introdução ao universo do autor Vladímir Sorókin, um dos escritores mais importantes da literatura russa contemporânea. Em um lugar indefinido, cinco homens e duas mulheres aguardam ansiosos a chegada de um vendedor misterioso. Enquanto isso, o grupo discute sobre grandes nomes da literatura, como Kafka, e seus efeitos nos leitores-consumidores. São jovens que mal se conhecem e se unem em prol da literatura. Nesta peça, o autor lança personagens e leitores em uma jornada intensa pelo universo de Dostoiévski, de seus dilemas filosóficos e existenciais.

Dostoiévski Trip, Vladímir Sorókin


A jogada turca, de Boris Akunin

O autor Boris Akunin é um dos principais nomes da literatura policial russa. O livro A jogada turca retrata a história do detetive Fandórin, que encara o desafio de investigar um nebuloso caso de espionagem no Exército, no século XX, na guerra da Rússia com a Turquia. Para enfrentar essa situação, ele tem ao seu lado a jovem Vária, uma mulher muito adiante de seu tempo. Durante a guerra, ela decide ir contra as convenções da época e enfrenta os perigos do campo de batalha.

A jogada turca, de Boris Akunin


A Revolução de 1905, de Leon Trotsky

Publicado pela primeira vez em 1909, A Revolução de 1905 analisa o movimento que se espalhou por todo o Império Russo, aparentemente sem liderança, objetivos precisos, direção e controle. A iniciativa é considerada como o marco inicial das mudanças sociais que culminaram na Revolução Russa, em 1917. Intelectual marxista, Leon Trotsky dedicou uma parte do livro também para retratar o processo instaurado pelas autoridades tzaristas contra operários de São Petersburgo.

A revolução de 1905, Trotsky


O nariz, de Nikolai Gógol

Publicado inicialmente na revista Sovreménnik, em 1836, O nariz é um dos principais contos cômico-satíricos na literatura russa. O livro conta a história de um oficial de São Petersburgo cujo nariz abandona seu rosto e decide ter uma vida independente. Com humor, a obra de Nikolai Gógol conquistou o meio artístico contemporâneo.

Gogol, O nariz


Memórias de um caçador, de Ivan Turguêniev

Memórias de um caçador abriu as portas do Ocidente para a literatura russa. Publicado em 1852, o livro foi uma peça-chave no movimento pela emancipação dos servos no país. O estilo refinado de Ivan Turguêniev, um dos grandes ficcionistas da Rússia, e suas descrições memoráveis cativaram o público. Os 25 contos reunidos na obra se tornaram paradigma para os escritores da posteridade, como Ernest Hemingway.

Memórias de um caçador, Ivan Turguêniev


Sentiu falta de algum livro nessa lista? Comente e participe!

[wysija_form id=”5″]
Gabriela Mattos

Gabriela Mattos

Redatora em Estante Virtual
Gabriela é jornalista e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea brasileira e jornalismo literário.
Gabriela Mattos

Últimos posts por Gabriela Mattos (exibir todos)

Comentários

Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea brasileira e jornalismo literário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares