Os 140 anos de Virginia Woolf

(0 Estrelas - 0 Votos)

Nascida em 25 de janeiro de 1882, a autora de “Mrs. Dalloway” foi um dos nomes de maior importância no movimento modernista literário

Nascida em Londres em 25 de janeiro de 1882, Virginia Woolf foi uma escritora, ensaísta e editora britânica. Considerada uma das grandes autoras do século XX e um dos nomes de maior importância no modernismo literário, Virginia foi pioneira ao discutir em suas obras questões ligadas aos direitos das mulheres e ao universo feminino – assuntos que, um século depois, permanecem urgentes em debate e desejo de superação.

Em sua trajetória literária, ela publicou nove romances e mais de 30 livros de diferentes gêneros que partiam, sobretudo, do seu estilo poético de escrever e de uma técnica narrativa desenvolvida a partir do monólogo interior. Embora já tivesse estreado na literatura em 1915, com o romance “A Viagem”, foi em 1925 que Virginia Woolf tornou-se uma escritora amplamente conhecida. Neste ano, Virginia apresentou “Mrs. Dalloway”, uma das obras mais importantes de sua carreira e uma crítica contundente à situação vivida pelas mulheres no interior da sociedade patriarcal inglesa.

Foto: Reprodução

Desde então, Virginia Woolf passaria a mergulhar cada vez mais nas discussões de origens políticas, sociais e feministas. Em 1929, a escritora britânica publicou outro de seus importantes trabalhos, o ensaio “Um teto todo seu”. O livro de não ficção surgiu de uma série de palestras que Virginia deu no ano anterior em diversas universidades femininas na cidade de Cambridge. Na época, o trabalho foi interpretado pela crítica como um texto crítico às ausências de liberdade e de espaços destinados às mulheres ao longo da história.

Durante a sua vida, a autora conviveu com a depressão e sentiu as suas crises se agravarem durante a Segunda Guerra Mundial. Após ver a sua casa e a de seu marido, Leonard Woolf, ser destruída por um bombardeio alemão em Londres, ela tornou-se ainda mais abalada emocionalmente. Em 28 de março de 1941, aos 59 anos, Virginia Woolf findou a sua vida nas águas do rio Ouse. Antes disso, ela havia deixado uma carta para a irmã, Vanessa, e outra para o marido. A escritora cumpriu a premonição presente em livro “A Viagem”, em que a protagonista escrevia palavras carinhosas ao seu amado antes de morrer.


Um teto todo seu

Um teto todo seu é uma reflexão de Virginia Woolf sobre as condições sociais da mulher e a sua influência na produção literária feminina. Neste livro, a escritora debate em que medida a posição que a mulher ocupa na sociedade cria dificuldades para a expressão livre de seu pensamento, para que essa expressão seja transformada em uma escrita sem sujeição e, finalmente, para que essa escrita seja recebida com consideração, em vez da indiferença comumente reservada à escrita feminina na época.


Mrs. Dalloway

Livro mais famoso de Virginia Woolf, Mrs. Dalloway acompanha um dia na vida da famosa protagonista Clarissa Dalloway, que percorre as ruas de Londres dos anos 1920 cuidando dos preparativos para a festa que realizará no mesmo dia à noite. Em uma mistura de romance psicológico com ensaio filosófico, a obra foi uma das pioneiras no mergulho literário pelo inconsciente humano através do fluxo de consciência.


Orlando

Nascido em uma família de boa posição em plena Inglaterra elisabetana, Orlando acorda com um corpo feminino durante uma viagem à Turquia. Dotado de imortalidade, sua trajetória atravessa mais de três séculos, ultrapassando as fronteiras físicas e emocionais entre os gêneros masculino e feminino. Ambiguidades, temores, esperanças, reflexões – tudo é observado com inteligência e sensibilidade nesta narrativa que, publicada originalmente em 1928, permanece atual em suas discussões sobre a sexualidade humana.


Ao Farol

Ao Farol é a transposição artística de Virgina Woolf sobre a memória dos verões passados em St Ives e a relação com os pais. Neste livro, as visões, os sons, as cores da infância da autora se transformam em imagens literárias, em sonoridades verbais, em coloridos estilísticos. A obra trata da história de um casamento e de uma infância. É um lamento de dor pela perda de pais fortes e amados.


Você já leu algum dos livros de Virginia Woolf?


Yasmin Lisboa

Yasmin é jornalista e estudante de Cinema. Cantora e colecionadora de discos e livros, é fascinada pela cultura popular brasileira.

Livros para mergulhar nas editoras independentes Histórias que combinam com café Livros sobre diversidade que você precisa conhecer 9 livros que você leria pelo título Livros para gerenciar a carreira