7 livros para entender a importância do ócio criativo

(0 Estrelas - 0 Votos)

Que tal equilibrar melhor as suas atividades? Conheça sete livros que vão ajudar você a praticar o ócio criativo em suas rotinas

O ócio é um caminho para o desenvolvimento da criatividade e, não, não tem nada a ver com a preguiça. Isso é o que propõe o professor e sociólogo italiano Domenico de Masi no livro “O ócio criativo”, publicado em 1995 e pioneiro nesta discussão. Para de Masi, o ócio está menos ligado a uma ausência de ações e tem a ver, na verdade, com uma combinação entre as três atividades fundamentais do ser humano: o trabalho, os estudos e o lazer.

Neste sentido, o ócio criativo trata-se de uma prática que, através do equilíbrio, permite que os indivíduos aproveitem melhor os frutos gerados por cada uma de suas ações, seja através dos resultados de um trabalho, da inteligência adquirida a partir do aprendizado de algo novo ou do prazer proveniente de uma experiência lúdica. Ao estimular a criatividade e a autonomia, o ócio proporciona fortalece a mente de quem o pratica e lhes oferece altas doses de produtividade.

Quer saber mais sobre o ócio criativo? Então confira a nossa seleção com sete livros que vão ajudar você a compreender melhor a sua importância. Boa leitura!


Atenção Plena – Mindfulness, Mark Williams e Danny Penman

Em Atenção Plena – Mindfulness, Mark Williams e Danny Penman abordam a atenção plena (ou mindfulness), método que parte do princípio de estar aberto à experiência presente, observando os pensamentos que surgem sem julgamentos, críticas ou elucubrações. O livro apresenta um curso de oito semanas com exercícios e meditações diárias que vão ajudá-lo a lidar com as dificuldades de maneira mais tranquila.


Essencialismo – A disciplinada busca por menos, Greg McKeown

No livro, Greg McKeown apresenta o método essencialista como uma forma de identificação do que é vital para que se mantenha o foco no que realmente importa. Para o autor, o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal deve vir da concentração no que é essencial, isto é, a partir da eliminação de tudo que se pode considerar como desperdício de tempo.


O caminho do artista, Julia Cameron 

Fundamental para artistas, o livro de Julia Cameron reúne uma série de exercícios, reflexões e ferramentas que ajudam os leitores a despertarem a sua criatividade, recuperarem a autoconfiança e se livrarem dos bloqueios criativos. Organizado em um programa de 12 semanas, O Caminho do Artista apresenta técnicas que vão ajudar você a enfrentar os seus medos, crenças e inseguranças.


O direito à preguiça, Paul Lafargue

Publicado em 1855, O direito à preguiça defende as virtudes desse pecado capital e denuncia a degradação física e intelectual causada pelo trabalho.
Para Paul Lafargue, princípios teológicos e positivistas foram apropriados pelo capital emergente a fim de convencer as massas sobre a justiça de se trabalhar mais e melhor sem receber mais por isso.


O Elogio ao Ócio, Bertrand Russell

Neste livro, o filósofo Bertrand Russell analisa os problemas sociais do século XX em uma série de ensaios cujo propósito é o de lutar por um mundo em que todos possam se dedicar a atividades agradáveis e compensadoras, usando o tempo livre não só para se divertir como também para ampliar conhecimentos e a capacidade de reflexão.


O Ócio Criativo, Domenico de Masi

No livro O Ócio Criativo, Domenico De Masi aborda temas da sociedade pós-industrial, do tempo livre e da criatividade, mas também reflete a respeito das questões relativas a globalização, ao desenvolvimento sem emprego, a feminilização, ao declínio das ideologias tradicionais e dos sujeitos sociais emergentes.


Sociedade do cansaço, Byung-Chul Han

Em Sociedade do Cansaço, Byung-Chul Han investiga os efeitos colaterais que o discurso motivacional tem causado no mundo. Nesta obra, o filósofo e ensaísta sul-coreano mostra que a sociedade disciplinar e repressora do século XX descrita por Michel Foucault perde espaço agora para uma nova forma de organização coercitiva: a violência neuronal.


Você já conhecia os benefícios do ócio criativo?


Yasmin Lisboa
Comentários

Yasmin Lisboa

Yasmin é jornalista e estudante de Cinema. Cantora e colecionadora de discos e livros, é fascinada pela cultura popular brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *