Daniel Munduruku é o próximo convidado do Estante Entrevista

(5 Estrelas - 1 Votos)

Autor de 54 livros e vencedor do Prêmio Jabuti de Livro Juvenil, Munduruku vai falar sobre histórias indígenas na literatura brasileira

Na próxima quarta-feira (28), às 16h, vamos receber o escritor e professor paraense, Daniel Munduruku, em mais uma edição do Estante Entrevista, a nossa série de lives sobre literatura, educação e cultura nas redes sociais da Estante Virtual. Com o tema “Ecos do Brasil: histórias indígenas”, o bate-papo, que dessa vez acontece no Facebook, vai abordar a importância das histórias indígenas na literatura brasileira.

A visibilidade e as representações dos povos originários nos livros, os espaços ocupados por autores indígenas na literatura brasileira e o papel da literatura e da educação na construção de novas narrativas étnico-sociais serão alguns dos temas a serem debatidos ao longo da conversa com o autor, que pertence ao povo indígena de mesmo nome, hoje situado em regiões do Pará, Amazonas e Mato Grosso.

Sobre Daniel Munduruku

Pioneiro na literatura indígena contemporânea, Daniel Munduruku fez a sua estreia na literatura em 1996, com o livro infantil “Histórias de Índio”, o primeiro de um indígena para crianças não indígenas.

De lá pra cá, ele lançou 54 livros que já venderam 5 milhões de cópias e recebeu importantes premiações e reconhecimentos por sua obra como o Prêmio Jabuti CBL – Câmara Brasileira Do Livro e o Prêmio da Academia Brasileira de Letras – ABL.

Além de autor, Munduruku é doutor em educação pela Universidade de São Paulo, pós-doutor em Linguística pela Universidade Federal de São Carlos, é membro-fundador da Academia de Letras de Lorena, diretor-Presidente da ONG e selo editorial Instituto Uka – Casa dos Saberes Ancestrais e um ativista da palavra.

Aqui, nós selecionamos cinco livros do autor para você conhecer antes da live. Confira a lista e venha conferir a conversa. Esperamos você lá!


Coisas de Índio

Daniel Munduruku é do povo Munduruku e acha fundamental o resgate do orgulho indígena, tão em baixa desde que os brancos aqui aportaram. Em Coisas de Índio ele traz elementos de pesquisa em um livro acessível, interessante e muito atraente, capaz de fazer com que o leitor sensível compreenda toda a riqueza e pluralidade das coisas dos nossos povos indígenas.


Contos Indígenas Brasileiros

No livro Contos Indígenas Brasileiros, Daniel Munduruku apresenta oito contos com o objetivo de retratar, através de mitos como o roubo do fogo, a origem do fumo e depois do dilúvio, a caminhada de alguns de nossos povos indígenas do norte ao sul do país – Guarani, Karajá, Munduruku, Tukano, entre outros. A leitura dessas histórias dá às crianças uma rica visão de nossa herança cultural.


Kabá Darebu

Kabá Darebu é um menino-índio que nos conta, com sabedoria e poesia, o jeito de ser de sua gente, os Munduruku. “Nossos pais nos ensinam a fazer silêncio para ouvir os sons da natureza; nos ensinam a olhar, conversar e ouvir o que o rio tem para nos contar; nos ensinam a olhar os voos dos pássaros para ouvir notícias do céu; nos ensinam a contemplar a noite, a lua, as estrelas…”​


Histórias de Índio

Em sua primeira parte, Histórias de Índio nos apresenta a história de Kaxi, um garoto como outro qualquer, exceto pelo fato de o pajé tê-lo escolhido como seu sucessor. Para ser iniciado nos segredos da pajelança, o pajé lhe ensina que é preciso sonhar, pois nos sonhos residem os grandes mistérios da vida. Em seguida, o autor relata com bom humor as suas experiências no “mundo dos brancos” e comenta a situação dos povos indígenas no Brasil.


O Karaíba – Uma História do Pré-Brasil

Antes da chegada dos colonizadores europeus, os habitantes do Brasil eram organizados, tinham a sua vida estruturada e tiravam proveito da exuberante natureza que os cercava. Em O Karaíba – Uma História do Pré-Brasil, vamos embarcar em diversas aventuras e imaginar um pouco de como era a vida dos povos originários, quais eram os seus amores, seus dramas e suas ansiedades em relação ao futuro.


Você Lembra, Pai?

Em Você Lembra, Pai?, Daniel Munduruku conta sobre a forte presença do pai em sua vida. O livro traça um percurso pela memória, marcado por ensinamentos, descobertas e muitos momentos juntos. A relação entre pai e filho constrói-se fundamentada em princípios universais, como respeito, admiração, cuidado, carinho, e emociona.


Quais livros de autores indígenas você já leu?


Yasmin Lisboa
Comentários

Yasmin Lisboa

Yasmin é jornalista e estudante de Cinema. Cantora e colecionadora de discos e livros, é fascinada pela cultura popular brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *