Os 10 livros mais vendidos em fevereiro na Estante Virtual

(5 Estrelas - 2 Votos)

Pelo terceiro mês seguido, Torto arado, de Itamar Vieira Junior, aparece no nosso ranking. Confira a lista completa!

Como todos os meses, fevereiro também foi marcado por muitas leituras incríveis na Estante Virtual. A nossa lista de livros mais vendidos no mês é marcada, principalmente, pela presença de grandes clássicos da literatura. A obra que lidera o ranking é A revolução dos bichos, de George Orwell, que sempre aparece entre os mais vendidos do site.

Enquanto isso, em segundo lugar, está o clássico infantojuvenil A droga da obediência, de Pedro Bandeira, que marcou (e ainda marca!) tantas gerações. Em seguida, na terceira colocação, aparece Torto arado, de Itamar Vieira Junior. Pelo terceiro mês seguido no ranking, o livro de Itamar conquistou os prêmios Oceanos e Jabuti, em 2020, e é um dos mais elogiados pela crítica literária nos últimos meses.

Que tal conhecer a lista completa dos livros mais vendidos de fevereiro? Boa leitura!


A revolução dos bichos, de George Orwell

Escrito na Segunda Guerra Mundial, A Revolução dos Bichos constrói uma sátira feroz à ditadura stalinista com referências à figura de Stalin, Trotsky e de eventos políticos, mimetizando o que de fato ocorria na União Soviética. Para compor uma representação da humanidade da época, George Orwell recorreu aos animais como personagens de uma realidade dura e cruel, que animalizava os homens.


A droga da obediência, de Pedro Bandeira

Cinco estudantes conhecidos como “os Karas” enfrentam um crime diabólico. O sinistro Doutor Q.I. pretende comandar a humanidade a partir da aplicação de uma perigosa droga que já está sendo experimentada por alunos dos melhores colégios de São Paulo. Este é um trabalho para os Karas: o avesso dos coroas, o contrário dos caretas.


Torto arado, de Itamar Vieira Junior

Em Torto Arado, acompanhamos a trajetória de Bibiana e Belonísia, duas irmãs que vivem no sertão baiano. Um dia, elas encontram uma faca na mala guardada sob a cama de sua avó e acontece, então, um acidente. A partir daquele momento, as vidas das duas estarão para sempre ligadas e uma será a voz da outra quando isso for necessário.


1984, de George Orwell

Publicado inicialmente em 8 de junho de 1949, o livro é atemporal e traz reflexões sobre os danos causados por um governo totalitário. Nesta obra, o personagem Winston vive aprisionado em uma sociedade completamente dominada pelo Estado, onde tudo é feito de forma coletiva. No local, ninguém escapa à vigilância inquisidora do “Grande Irmão”, uma personificação literária de um poder cínico, ditatorial e cruel.


Quarto de despejo – Diário de uma favelada, de Carolina Maria de Jesus

Quarto de Despejo – Diário de uma Favelada é o diário de Carolina Maria de Jesus. Moradora da comunidade do Canindé, em São Paulo, e mãe de três filhos, Carolina registra a sua rotina como catadora de papel e revela aos leitores um sensível e contundente relato da dura realidade vivida na periferia da capital paulista.


Dom Casmurro, de Machado de Assis

Conhecido por levantar uma das maiores polêmicas da literatura brasileira, Dom Casmurro trata da trajetória de Bento Santiago, a partir das lembranças de sua infância na Rua de Matacavalos e da história de amor e desventuras que viveu com Capitu. Ao longo da narrativa, Bentinho revela-se um homem perturbado pelo ciúme diante da possibilidade de adultério da mulher com “olhos de ressaca” e o colega Escobar.


A ilha perdida, de Maria José Dupré

Neste livro, Eduardo e Henrique resolvem explorar uma misteriosa ilha e descobrir se as histórias que ouvem sobre o lugar são reais. Acabam se envolvendo em uma grande aventura em que um velho sábio ensina o respeito e o amor à natureza.


Os miseráveis, de Victor Hugo

Esta obra narra a emocionante história de Jean Valjean — o homem que, por ter roubado um pão, é condenado a 19 anos de prisão. Um livro inquietantemente religioso e político. Um romance social marcado por uma vasta análise de costumes da França do século XIX.


O pequeno príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry

Publicado em 1943, O Pequeno Príncipenarra a história de um príncipe que faz amizade com um piloto que sofreu um acidente no meio do deserto. Com ilustrações em aquarela feita pelo próprio autor, o livro aborda temas universais como o amor, a amizade e o sentido da vida. A obra já foi traduzida em mais de 250 idiomas e tornou-se um dos maiores sucessos de todos os tempos, sendo o livro francês mais lido no mundo.


Auto da compadecida, de Ariano Suassuna

O autor situa a peça no nordeste brasileiro. Conta a história de João Grilo e Chicó, que andam pelas ruas anunciando A Paixão de Cristo, “o filme mais arretado do mundo”. Eles trabalham numa padaria e aproveitam a morte da cadela de dona Dora, mulher do padeiro, para ganhar um trocado e, para isto, organizam um enterro de luxo, em latim. João Grilo vive metido em confusões e, seu amigo Chicó é um covarde que gosta de contar mentiras. O medo, a morte, o céu e o inferno assombram os personagens da peça que usa dos recursos da literatura de cordel.


Você já leu algum livro da lista?


Gabriela Mattos
Comentários

Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista, editora do Estante Blog e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea e jornalismo literário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *