Vendas do livro ‘Bom dia, Verônica’ triplicam na Estante Virtual após estreia de série

(5 Estrelas - 2 Votos)

Lançada no início de outubro, série da Netflix é baseada em obra homônima dos escritores Raphael Montes e Ilana Casoy

A primeira temporada de Bom dia, Verônica estreou no início de outubro e está dando o que falar. O sucesso da série, que está entre as mais assistidas da Netflix, refletiu também no aumento de vendas do livro homônimo, dos escritores Raphael Montes e Ilana Casoy: as vendas da obra triplicaram na Estante Virtual em relação a setembro. 

Bom dia, Verônica conta a história da escrivã Verônica Torres, que trabalha na Delegacia de Homicídios de São Paulo. A vida da protagonista dá uma reviravolta quando ela se envolve com o caso de um criminoso que usa as redes sociais para violentar mulheres.

Após o início da série, os outros livros do escritor Raphael Montes também tiveram um aumento nas vendas na Estante Virtual. Em outubro, houve um crescimento de 26% em relação a setembro. Além de Bom dia, Verônica, ele é autor de Suicidas, Dias perfeitos, O vilarejo, Jantar secreto e Uma mulher no escuro.

Conheça os outros livros do escritor Raphael Montes e boa leitura!


Suicidas

Um porão, nove jovens e uma Magnum 608. O que poderia ter levado universitários da elite carioca aparentemente sem problemas a participar de uma roleta-russa? Um ano depois do trágico evento, que terminou de forma violenta e bizarramente misteriosa, uma nova pista, até então mantida em segredo pela polícia, ilumina o nebuloso caso. Sob o comando da delegada Diana Guimarães, as mães desses jovens são reunidas para tentar entender o que realmente aconteceu, e os motivos que levaram seus filhos a cometerem suicídio. Por meio da leitura das anotações feitas por um dos suicidas durante o fatídico episódio, as mães são submersas no turbilhão de momentos que culminaram na morte de seus filhos.


Dias perfeitos

O protagonista do livro é Téo, um jovem e solitário estudante de Medicina que divide seu tempo entre cuidar da mãe paraplégica e dissecar cadáveres nas aulas de anatomia. Em um churrasco a que vai com a mãe contrariado, Téo conhece Clarice, uma jovem de espírito livre que sonha tornar-se roteirista de cinema. Clarice está escrevendo um road movie de nome “Dias perfeitos”. O texto ainda está cru, mas ela já sabe a história que quer contar: as desventuras de três amigas que viajam de carro pelo país em busca de experiências amorosas. Téo fica viciado em Clarice: quer desvendar aquela menina diferente de todas que conheceu. Começa, então, a se aproximar de forma insistente. Diante das seguidas negativas, opta por uma atitude extrema: desfere um golpe na cabeça dela e, ato contínuo, sequestra a garota. Elabora então um plano para conquistá-la: coloca-a sedada no banco carona de seu carro e inicia uma viagem pelas estradas do Rio de Janeiro.


O vilarejo

Em 1589, o padre e demonologista Peter Binsfeld fez a ligação de cada um dos pecados capitais a um demônio, supostamente responsável por invocar o mal nas pessoas. É a partir daí que Raphael Montes cria sete histórias situadas em um vilarejo isolado, apresentando a lenta degradação dos moradores do lugar, e pouco a pouco o próprio vilarejo vai sendo dizimado, maculado pela neve e pela fome. As histórias podem ser lidas em qualquer ordem, sem prejuízo de sua compreensão, mas se relacionam de maneira complexa, de modo que ao término da leitura as narrativas convergem para uma única e surpreendente conclusão.


Jantar secreto

Um grupo de jovens deixa uma pequena cidade no Paraná para viver no Rio de Janeiro. Eles alugam um apartamento em Copacabana e fazem o possível para pagar a faculdade e manter vivos seus sonhos de sucesso na capital fluminense. Mas o dinheiro está curto e o aluguel está vencido. Para sair do buraco e manter o apartamento, os amigos adotam uma estratégia heterodoxa: arrecadar fundos por meio de jantares secretos, divulgados pela internet para uma clientela exclusiva da elite carioca. A partir daí, eles se envolvem em uma espiral de crimes, descobrem uma rede de contrabando de corpos, matadouros clandestinos e grã-finos excêntricos.


Uma mulher no escuro

Um crime brutal cometido há 20 anos, uma única sobrevivente, o retorno calculado do assassino. Em quem Victoria deve confiar? Neste thriller psicológico, Raphael Montes une romance e suspense em uma narrativa intrincada e sedutora. Victoria Bravo tinha quatro anos quando um homem invadiu sua casa e matou sua família a facadas, pichando seus rostos com tinta preta. Única sobrevivente, ela agora é uma jovem solitária e tímida, com pesadelos frequentes e sérias dificuldades para se relacionar. Seu refúgio é ficar em casa e observar a vida alheia pelas janelas do apartamento onde mora, na Lapa, Rio de Janeiro. Mas o passado bate à sua porta, e ela não sabe mais em quem pode confiar.


Você já leu algum livro da lista?


Gabriela Mattos
Comentários

Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista, editora do Estante Blog e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea e jornalismo literário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *