10 clássicos da literatura brasileira para ler sempre

(0 Estrelas - 0 Votos)

É fã de livros clássicos? Preparamos uma lista com dez obras literárias brasileiras para você aproveitar em qualquer fase da vida

A literatura brasileira é reconhecida mundialmente pelo seu caráter inventivo e pelo investimento em uma multiplicidade de gêneros, narrativas e personagens. Da infância à idade adulta, os livros acompanham a vida de muita gente no país e atuam não só na expansão intelectual dos cidadãos, mas também na formação política e sociocultural dessas pessoas.

De maneira geral, as obras consideradas como clássicos da literatura brasileira apresentam aos leitores histórias inesquecíveis que, inclusive, parecem melhorar após cada nova leitura. Que tal revisitar “Dom Casmurro”? Ou se emocionar novamente com “A Hora da Estrela”? Nós selecionamos dez clássicos da literatura nacional ideais para ler em qualquer fase da vida. Confira a lista e escolha a sua próxima leitura!


A Hora da Estrela, Clarice Lispector

Lançado pouco antes de sua morte, a obra de Clarice Lispector narra os momentos em que o escritor Rodrigo S. M. cria a história de Macabéa, uma alagoana órfã, virgem e solitária, levada ao Rio de Janeiro por uma tia tirana. A Hora da Estrela é, no fim das contas, uma despedida de Clarice, que põe um pouco de si nas personagens de Rodrigo e de Macabéa.

A_Hora_da_Estrela

Antes do Baile Verde, Lygia Fagundes Telles

Considerado como um dos melhores livros de Lygia Fagundes Telles, Antes do Baile Verde reúne narrativas escritas pela autora entre os anos de 1949 e 1969. As histórias presentes na obra trazem uma diversidade de narrativas, como a presente em “A caçada”, que conta a história de homem que mergulha em uma velha tapeçaria encontrada num antiquário, como se tivesse participado dela em um outro momento.


Auto da Compadecida, Ariano Suassuna

A peça de Ariano Suassuna conta a história de dois amigos que vivem se metendo em confusões no vilarejo onde moram. João Grilo vive envolvido em confusões e Chicó é um covarde que adora contar mentiras. No entanto, o medo, a experiência com a morte, o céu e o inferno vão assombrar os personagens, fazendo com que eles repensem as suas atitudes.


Capitães da Areia, Jorge Amado

O romance de formação de Jorge Amado narra a história de meninos pobres e infratores que vivem em um cais na praia de Salvador, na Bahia. Com críticas à miséria e ausência de oportunidades para tantos jovens no país, o autor nos aproxima dos capitães da areia, liderados por Pedro Bala, e nos contagia com o intenso desejo de liberdade do grupo de garotos.


Dois Irmãos, Milton Hatoum

Dois Irmãos acompanha a trajetória dos irmãos gêmeos Yaqub e Omar. Os dois vivem com a mãe, o pai, a irmã, Domingas, empregada da família, e seu filho. Trinta anos depois, o filho de Domingas narra os dramas que presenciou na casa da família, com as histórias de personagens que se entregam ao incesto, à vingança e a paixões desmedidas.


Dom Casmurro, Machado de Assis

Conhecido por levantar uma das maiores polêmicas da literatura brasileira, Dom Casmurro trata da trajetória de Bento Santiago, a partir das lembranças de sua infância na Rua de Matacavalos e da história de amor e desventuras que viveu com Capitu. Ao longo da narrativa, Bentinho revela-se um homem perturbado pelo ciúme diante da possibilidade de adultério da mulher com “olhos de ressaca” e o colega Escobar.


Grande Sertão: Veredas, João Guimarães Rosa

Um clássico da literatura brasileira, Grande sertão: Veredas, de João Guimarães Rosa parte do sertão de Minas Gerais para analisar questões universais que atravessam a alma humana, como o amor, o sofrimento, a violência, a força e a alegria.


O Quinze, Raquel de Queiroz

Primeiro e mais famoso romance da escritora Raquel de Queiroz, O Quinze constrói uma narrativa dando enfoque e traçando paralelos entre as histórias do vaqueiro Chico Bento e de sua família e a relação afetiva entre Vicente, rude proprietário e criador de gado, e Conceição, sua prima culta e professora.


Quarto de Despejo, Maria Carolina de Jesus

Quarto de Despejo – Diário de uma Favelada é o diário de Carolina Maria de Jesus. Moradora da comunidade do Canindé, em São Paulo, e mãe de três filhos, Carolina registra a sua rotina como catadora de papel e revela aos leitores um sensível e contundente relato da dura realidade vivida na periferia da capital paulista.

quarto-de-despejo

Úrsula, de Maria Firmina dos Reis

O romance abolicionista de Maria Firmina dos Reis conta a história dos jovens Tancredo e Úrsula. Os dois dividem uma trajetória marcada por perdas e decepções familiares e se apaixonam um pelo outro assim que o destino os aproxima. Porém, o casal encontrará um empecilho para concretizar seu amor.


Qual livro da lista você quer ler?


Yasmin Lisboa

Yasmin é jornalista e estudante de Cinema. Cantora e colecionadora de discos e livros, é fascinada pela cultura popular brasileira.

One thought on “10 clássicos da literatura brasileira para ler sempre

  • 08.02.2021 em 10:12 am
    Permalink

    Belíssimas sugestões de leituras. Alguns, como Jorge Amado, Machado de Assis e José de Alencar, comecei a ler ainda na adolescência e, eventualmente, volto a lê-los.

Fechado para comentários.

Maze Runner: Conheça os livros da saga Conheça os livros de Jô Soares Se você gostou dessas séries, vai gostar desses livros! Clássicos do Horror para conhecer Os melhores romances para ler nos próximos meses