10 livros para aproveitar o Dia dos Namorados

(5 Estrelas - 2 Votos)

Perto ou distante, o amor precisa ser celebrado. Confira a nossa seleção de livros para entrar no clima do dia dos namorados!

Anualmente, o dia 12 de junho marca a celebração do Dia dos Namorados aqui no Brasil. Porém, dessa vez a comemoração deverá ser um pouco diferente do habitual. Isso porque, com o período de isolamento social, muitos casais estarão fisicamente separados nesse dia e, mesmo aqueles que cumprem a quarentena juntos, precisarão improvisar uma comemoração no interior de suas casas.

Mas quem disse que o amor necessita de grandes estruturas para ser celebrado? E será que só é possível estar junto de alguém fisicamente? O momento atual nos revela que a grandeza da vida está presente nos pequenos detalhes e que, mesmo distantes, podemos nos manter juntos de maneiras diferentes. A literatura, por exemplo, pode ser um ótimo caminho de conexão com quem amamos.

Pensando nos diversos tipos de amores e amizades, nós selecionamos dez livros para você ler junto, debater e matar as saudades de quem ama no Dia dos Namorados. Boa leitura!


Frida e Trótski: A história de uma paixão secreta, Gerard De Cortanze

Frida e Trótski: A história de uma paixão secreta narra detalhes sobre a célere e profunda história de amor vivida por uma das pintoras mais importantes de todos os tempos com o grande revolucionário russo. Fugindo do fascismo e das forças stalinistas, Leon Trótski e sua esposa, Natalia Sedova, vão para o México e, no país, são recebidos por Frida Kahlo e Diego Rivera. A partir desse momento, a vida de Frida e Trótski nunca mais será a mesma.


Ricardo e Vânia, Chico Felitti

Ricardo e Vânia conta a história de um amor vivido no passado por dois jovens em São Paulo. Ricardo foi um disputado cabeleireiro nos anos 1970 e 1980 e terminou a vida distribuindo panfletos e pedindo esmolas na região central da cidade. Vânia Munhoz, brasileira radicada na França, um dia se chamou Vagner e foi o amor da vida de Ricardo.


Orgulho e Preconceito, Jane Austen

O livro de Jane Austen se passa na Inglaterra do final do século XVI e conta a história de Elizabeth Bennet. Lizzy é uma jovem de vinte anos que defende as suas posições e não mede esforços para conquistar o nobre Fitzwilliam Darcy. Com a lucidez típica de uma filósofa liberal da província, a garota se coloca como uma espécie de Cinderela esclarecida, iluminista e protofeminista.


O Pequeno Príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry

Publicado em 1943, O Pequeno Príncipe narra a história de um príncipe que faz amizade com um piloto que sofreu um acidente no meio do deserto. Com ilustrações em aquarela feita pelo próprio autor, o livro aborda temas universais como o amor, a amizade e o sentido da vida. A obra já foi traduzida em mais de 250 idiomas e tornou-se um dos maiores sucessos de todos os tempos, sendo o livro francês mais lido no mundo.


Me chame pelo seu nome, André Aciman

O livro de André Aciman narra uma história de amor entre Elio, um jovem italiano filho de um importante professor universitário, e Oliver, um escritor norte-americano que se hospeda por seis semanas na casa onde o garoto passa os verões com a família. Das estranhezas iniciais no convívio dos dois surge uma paixão inesquecível que só aumenta à medida em que eles quebram as barreiras que os separam.


Pequeno manual antirracista, de Djamila Ribeiro

Em Pequeno Manual Antirracista, a filósofa e ativista Djamila Ribeiro discute temas como o racismo, negritude, branquitude, violência racial, cultura, desejos e afetos. Nos onze capítulos deste pequeno manual, a autora revela possibilidades de reflexão para que as pessoas aprofundem conhecimentos sobre discriminações racistas estruturai, assumindo o seu papel na luta pela transformação do estado das coisas.


Ensaio sobre a Cegueira, José Saramago

Ensaio Sobre a Cegueira parte de uma cegueira branca que começa a atingir moradores de uma cidade. No livro, José Saramago nos apresenta uma imagem aterradora e comovente de tempos sombrios, à beira de um novo milênio. A experiência que cada um viverá com a história é única. No entanto, todos os leitores serão obrigados a pararem, fecharem os olhos e verem o mundo apresentado por Saramago.


Mulherzinhas, Louisa May Alcott

Mulherzinhas narra a trajetória de Josephine, Meg, Beth e Amy, jovens irmãs da família March que vivem em meio a Guerra Civil dos Estados Unidos. As quatro, embora unidas por laços familiares e pela amizade, se apresentam bastante diferentes entre si. 


O Amor nos Tempos de Cólera, Gabriel García Márquez

O Amor nos Tempos de Cólera narra a história de um amor que se inicia na juventude e persiste pela vida inteira. Na juventude, um homem se apaixona por uma menina de família, mas é interrompido pelo casamento da jovem com um outro rapaz. No entanto, a fábula de Gabriel García Márquez nos mostra que a paixão não tem idade e eles ainda se reencontrariam na vida.


O paraíso são os outros, de Valter Hugo Mãe

No livro de Valter Hugo Mãe, uma jovem observa de forma ingênua os casais de pessoas e animais que transitam ao seu redor. À garota, o amor se apresenta controverso: ao mesmo que intriga, ele também fascina. Assim, a menina vive a imaginar a vida dos outros, sonhando com o dia em que encontrará alguém para amar.


Qual livro você quer ler?


Yasmin Lisboa
Comentários

Yasmin Lisboa

Yasmin é jornalista e estudante de Cinema. Cantora e colecionadora de discos e livros, é fascinada pela cultura popular brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *