Os 10 livros mais vendidos na Estante Virtual em março

(4.5 Estrelas - 2 Votos)

Repleta de clássicos, lista traz duas novidades: A peste, de Albert Camus, e Fazenda modelo, de Chico Buarque. Confira!

Março foi repleto de boas leituras na Estante Virtual. Já é tradição: todos os meses são marcados por muitos clássicos na nossa lista de livros mais vendidos. Desta vez, quem lidera o ranking é Triste fim de Policarpo Quaresma, de Lima Barreto, seguido de O pequeno príncipe, de Antoine de Saint Exupéry.

No entanto, a nossa lista tem duas grandes novidades. Uma delas é o livro Fazenda modelo, o primeiro escrito por Chico Buarque. Enquanto isso, em 10º lugar aparece A peste, de Albert Camus. A obra, que começou a ser mais procurada durante o período de quarentena, conta a história de trabalhadores que descobrem a solidariedade em meio a uma peste na Argélia.

À procura da próxima leitura? Confira a nossa lista completa dos livros mais vendidos de março e aproveite!


Triste fim de Policarpo Quaresma, de Lima Barreto

Este é um dos principais clássicos da literatura brasileira. O escritor Lima Barreto foi um crítico mordaz da vida carioca no período da primeira república. A obra traça o destino tragicômico de um homem tomado pelo patriotismo ingênuo, em quixotesca luta contra a corrupção de políticos.


O pequeno príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry

O pequeno príncipe conta a história de um piloto que encontra um príncipe após cair com seu avião no deserto do Saara. Eles fazem uma jornada filosófica e poética por meio de planetas que encerram a solidão humana.


Dom Quixote, de Miguel de Cervantes

Neste clássico, o escritor Miguel de Cervantes retrata a história de um ingênuo senhor rural cujo passatempo favorito era a leitura de livros de cavalaria. Na sua obsessão, acreditava literalmente nas aventuras escritas e decide tornar-se um cavaleiro andante. Suas viagens sucedem-se sob a alucinação de que estava vivendo na era da cavalaria; pessoas que encontrava nas estradas pareciam-lhe como cavaleiros em armas, damas em apuros, gigantes e monstros.


Quarto de despejo – Diário de uma favelada, de Carolina Maria de Jesus

Quarto de despejo retornou ao nosso ranking de livros mais vendidos. Nesta obra, o duro cotidiano dos favelados ganha uma dimensão universal no diário de uma catadora de lixo. Com linguagem simples, ela conta o que viveu, sem artifícios ou fantasias.


Dom Casmurro, de Machado de Assis

Este clássico também sempre marca presença no ranking de mais vendidos da Estante Virtual. Machado de Assis, escrevendo Dom Casmurro, produziu um dos maiores livros da literatura universal. Mas criando Capitu, a espantosa menina de “olhos oblíquos e dissimulados”, de “olhos de ressaca”, Machado nos legou um incrível mistério, um mistério até hoje indecifrado. Há quase cem anos os estudiosos e especialistas o esmiuçam, o analisam sob todos os aspectos.


Quincas Borba, de Machado de Assis

A lista inclui outro livro de Machado de Assis: Quincas Borba. Esta é uma das obras mais marcantes da fase realista do autor. O livro remete ao autor contista que começava a abordar temas historicamente mais próximos de sua época e a explorar os conflitos psicológicos de seus personagens com sua sofisticada e irônica narrativa em terceira pessoa presente em contos clássicos. Neste romance, a história do provinciano Rubião – herdeiro da fortuna do idiossincrático filósofo Quincas Borba – e dos tipos urbanos da corte que o levam à ruína é narrada com o distanciamento, o ceticismo e o senso de humor implacável de que só Machado de Assis era capaz.


A revolução dos bichos, de George Orwell

Este clássico foi escrito durante a Segunda Guerra Mundial e causou desconforto ao satirizar a ditadura stalinista em uma época em que os soviéticos eram aliados ao Ocidente na luta contra o eixo nazifascista. São claras as referências, como o despótico Napoleão que seria Stálin e os eventos políticos da União Soviética.


Memórias póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis

Terceiro livro de Machado de Assis na lista, Memórias póstumas de Brás Cubas retornou ao ranking dos mais vendidos do mês. Machado de Assis retrata a história de um personagem tipicamente burguês, sem objetivos e bastante contraditório que resolve escrever sua história depois de morto, tornando-se o primeiro autor defunto da humanidade. A narrativa é marcada pela desordem cronológica, o excesso de transgressões e reflexões, e a aparente falta de conexão entre os pensamentos do narrador e o que é contado.


Fazenda modelo, de Chico Buarque

Esta é a primeira vez que Fazenda modelo, primeiro livro de Chico Buarque, aparece na lista de mais vendidos da Estante Virtual. Por meio do alegórico e do grotesco, o escritor analisa o dia a dia dos anos 1970 nesta novela pecuária.


A peste, de Albert Camus

Estreante na lista de livros mais vendidos da Estante Virtual, A peste, do escritor existencialista francês Albert Camus, narra a história de uma cidade argelina que é tomada pela peste bubônica. A narrativa serve como metáfora dos horrores da Segunda Guerra Mundial.


Você já leu algum livro da lista? Comente e participe!


Comentários

Gabriela Mattos

Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista, editora do Estante Blog e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea e jornalismo literário.

2 comentários em “Os 10 livros mais vendidos na Estante Virtual em março

  • 29.03.2020 a 8:19 am
    Permalink

    Se alguém quer uma sugestão para leitura eu indico um que estou lendo.Madame Bavare.Começa meio chatinho,depois fica interessante.

  • 26.03.2020 a 4:29 pm
    Permalink

    Ainda não li nada de jeito. Se isto se prolonga tenho que pensar em ler coisas mais longas. Bijo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *