Os 100 anos de João Cabral de Melo Neto

(5 Estrelas - 1 Votos)

Nascido em janeiro de 1920, no Recife, o escritor revolucionou a poesia no Brasil. Veja alguns dos seus principais livros!

Um dos principais nomes da poesia brasileira, João Cabral de Melo Neto completaria 100 anos em 2020. A data de nascimento do escritor é polêmica: apesar de constar na certidão que ele nasceu em 6 de janeiro, ele comemora o aniversário no dia 9 de janeiro, no Recife. Sua paixão pela literatura começou cedo, por influência da escola e da avó.

Aos 21 anos, participou do Primeiro Congresso de Poesia na cidade e, no ano seguinte, publicou Pedra do sono, sua primeira coletânea de contos. Mudou-se na década de 1940 para o Rio de Janeiro, após tornar-se amigo do poeta Joaquim Cardoso e do pintor Vicente do Rego Monteiro. No mesmo período, João Cabral tornou-se funcionário público e trabalhou no Departamento de Arregimentação e Seleção de Pessoal do Rio e ingressou na carreira da diplomacia.

Modernismo

Vale destacar que João Cabral fez parte da Geração de 45, um grupo de escritores brasileiros, tanto da prosa quanto da poesia, que participaram da Terceira Geração Modernista. Seus livros, principalmente os primeiros lançados, são marcados por uma poesia hermética. As poesias do escritor são caraterizadas por um rigor semântico nos versos, mostrando que ele era extremamente preocupado com a expressão exata dos textos.

Mesmo sem querer fala em verso / Quem fala a partir da emoção.”

Para comemorar a data, selecionamos alguns dos principais livros de João Cabral de Melo Neto. Entre os títulos escolhidos estão o clássico Morte e vida Severina e Agrestes. Confira a lista completa e boa leitura!


Morte e vida Severina

Publicado pela primeira vez em 1956, esta é a obra mais popular e social do poeta. O livro narra a trajetória de Severino, que deixa o sertão nordestino em direção ao litoral em busca de melhores condições de vida. Ao longo do percurso, ele encontra outros nordestinos que passam pela mesma situação precária.


Museu de tudo

Museu de tudo é um livro que impressiona pela variedade temática. Em uma análise preliminar, foge ao estilo de João Cabral de Melo Neto: seus livros anteriores eram sempre pensados de uma forma integrada, coesa. Neste, por outro lado, o autor pernambucano seleciona 80 poemas aparentemente díspares, alguns escritos tempos atrás, e os agrupa neste “museu”.


Agrestes

Neste livro, revisita os temas comuns em sua obra. João Cabral fala de Recife e Pernambuco, mesclados com certa nostalgia e com suas lembranças de infância; faz descrições da Espanha e, sobretudo, de Sevilha, onde sua poesia ganha um aspecto feminino, sensual; versa sobre autores consagrados, como Henry James, Murilo Mendes e Paul Valéry; descreve suas impressões como embaixador na África e na América Latina; e compõe poemas ligados à morte, muitas vezes com uma certa ironia que lhe é característica.


O artista inconfessável

O poeta João, escondido no homem, manifestava pudor de falar de si. Esta antologia resgata parte da memória pessoal do escritor. Esta obra reúne também poemas escritos na Espanha, principalmente em Sevilha e Barcelona, cidades nas quais viveu em diversos períodos da vida. Juntos, esses fragmentos de memória, descrições profundas, esculpidas com beleza e rigor, nos remetem a figuras consagradas na poesia de João Cabral.


A educação pela pedra

A educação pela pedra é a maturidade estética do autor. Os poemas se encaixam em uma estrutura pré-estabelecida, seguindo o conhecido e rígido estruturalismo de João Cabral, mas sempre com a capacidade de emocionar o leitor. O escritor alcança figuras marcantes da história da poesia brasileira, com força e beleza que não se acanham diante de seus planos arquitetônicos de construção poética.


Poemas para ler na escola

Este livro faz parte de uma coleção que reúne textos sobre temas relacionados à juventude, como colégio, vestibular, infância, esporte e cinema. A seleção do material ficou a cargo de professores renomados, especializados em educação e literatura, como Marisa Lajolo e Regina Zilberman. O resultado dessa combinação são livros que vão entreter os estudantes e, ao mesmo tempo, enriquecer a sua formação.


Você já leu algum livro de João Cabral de Melo Neto?


Gabriela Mattos

Analista de comunicação em Estante Virtual
Gabriela é jornalista, editora do Estante Blog e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea e jornalismo literário.
Gabriela Mattos
Comentários

Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista, editora do Estante Blog e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea e jornalismo literário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *