Por trás dos bastidores da vida de Jô Soares

(3.1 Estrelas - 8 Votos)

Em novembro, humorista lançou o segundo volume de sua autobiografia. Conheça também outros livros do autor!

Com seu humor ácido, Jô Soares conquista leitores através de gerações. Nascido em 16 de janeiro de 1938, no Rio de Janeiro, ele queria ser diplomata quando criança. No entanto, sua criatividade e senso de humor o levaram para o caminho da televisão, do rádio e da literatura.

A carreira de Jô é marcada por números superlativos: ele já representou mais de 200 personagens, fez 14 mil entrevistas em 28 anos de programa na TV, dirigiu 24 peças de teatro, atuou em dez peças, publicou oito livros e já vendeu mais de 1,5 milhão de exemplares.

LEIA MAIS: 9 livros para ficar por dentro do mundo das celebridades

Entre seus principais trabalhos estão Faça amor, não fala guerra, primeiro programa humorístico que contou com a participação de Jô, em 1967; Satiricom, no qual ele satirizava o filme homônimo do diretor italiano Federico Fellini; e Viva o Gordo, que foi seu primeiro programa solo. No período da ditadura militar brasileira, o artista sofreu um processo do então presidente, o general Emílio Garrastazu Médici.

Vida pessoal e novo livro

Em novembro, ele lançou o segundo volume de O livro de Jô – Uma autobiografia desautorizada. Nesta obra, Jô apresenta alguns fatos de sua vida, como o dia em que distribuiu hóstias ao lado de Dom Hélder Câmara, seus acidentes de moto, a troca de emissoras de televisão, suas influências na carreira e os seus casamentos.

Jô Soares

Entre 1959 e 1979, o autor foi casado com a atriz Teresa Austegésilo, com quem teve um filho, Rafael Soares. Após a separação, ele ficou três anos casado com a atriz Sílvia Bandeira e, depois, namorou dois anos a atriz Claudia Raia. Em 1987, casou-se com a designer gráfica Flávia Junqueira, de quem separou-se no ano seguinte. No dia 31 de outubro de 2014, seu único filho morreu, no Hospital Samaritano, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

Que tal conhecer também os outros livros de Jô Soares? Veja a nossa lista completa!


O livro do Jô: Uma autobiografia desautorizada – Volume 1

No primeiro volume de sua autobiografia, Jô Soares resgata fatos, lugares e pessoas marcantes da juventude e reconstitui seus primeiros passos no mundo dos espetáculos, nas décadas de 1950 e 1960. Entre a infância dourada no Copacabana Palace e a dura conquista do estrelato, acompanhamos o autor do nascimento aos 30 anos.O livro de Jô


O xangô de Baker Street

Lançado em 1995, o romance cômico-policial foi baseado em uma pesquisa rigorosa sobre a história do Rio de Janeiro no Segundo Reinado. Um violino Stradivarius desaparecido, algumas orelhas cortadas e seus respectivos cadáveres trazem o famoso Sherlock Holmes ao Brasil, por recomendação de sua não menos famosa amiga Sarah Bernhardt. No entanto, aquilo que parecia um pequeno e discreto caso imperial transforma-se numa saga cheia de perigos.O Xangô de Baker Street


As esganadas

Em As esganadas, Jô Soares explora mais uma vez tema que lhe é caro: os assassinatos em série. No entanto, tal como Alfred Hitchcock, que desprezava os romances policiais cujo objetivo se resume a descobrir quem é o criminoso (o famoso “whodonit”), o autor revela logo no início não somente quem é o desalmado como sua motivação psicológica para matar. As esganadas, de Jô Soares


Assassinatos na Academia Brasileira de Letras

Durante seu discurso de posse, o senador Belizário Bezerra, o mais novo imortal da Academia Brasileira de Letras, cai fulminado no salão do Petit Trianon. A morte de outro confrade, em circunstâncias semelhantes, traz uma tensão inusitada para a Casa: um serial killer literário parecia solto pelo pacato Rio de Janeiro de 1924, e não estava pra brincadeira. Queria ver mortos todos os imortais. Assassinatos na Academia Brasileira de Letras


O astronauta sem regime

O astronauta sem regime não é mais encontrado em lojas físicas. Neste livro, Jô Soares mantém seu característico humor em pequenas histórias curiosas.

O astronauta sem regime


Já leu algum livro da lista? Comente e participe!

Gabriela Mattos

Redatora em Estante Virtual
Gabriela é jornalista, editora do Estante Blog e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea e jornalismo literário.
Gabriela Mattos
Comentários

Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista, editora do Estante Blog e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea e jornalismo literário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *