Mario Sergio Cortella e Pedro Bial lançam livro sobre comportamento de jovens

(3.3 Estrelas - 17 Votos)

Filósofo e jornalista lançam a obra Gerações em ebulição com um bate-papo, na Livraria Cultura, em São Paulo

A juventude atual apropria-se de referências e comportamentos de gerações anteriores? Esta é a temática central do livro Gerações em ebulição: O passado do futuro e o futuro do passado, de Mario Sergio Cortella e Pedro Bial. Com referências históricas e culturais, o filósofo e o jornalista falam sobre ansiedade, ócio, militância política, empreendedorismo e rebeldia. A obra será lançada na quinta-feira (23), na Livraria Cultura, em São Paulo.

Para os dois escritores, os jovens vivem uma melancolia e uma desilusão com o futuro. Por isso, tendem a olhar para trás e idealizar um passado que talvez não tenha sido igual ao que eles imaginam. “O objeto de desejo de quem tem 20 anos é retomar um tempo que nós, que estávamos com 20 anos naquele presente que ele deseja, não queríamos”, afirma Cortella, em nota divulgada à imprensa.

Os autores acreditam que a sociedade valoriza mais “o aqui e o agora”, o que acaba provocando mais ansiedade aos jovens. Eles destacam que há uma ausência de ideia de uma causa aos jovens atualmente. “É uma juventude pós-fé, pós-ideia de vida eterna”, analisa Bial. O filósofo acrescenta que “a ausência dessa causa, a vivência do carpe diem como sendo uma eternidade, uma continuidade, é produtora de melancolia”.

A partir disso, Bial percebe que muitos jovens envolvem-se na militância política por modismo, como se esse comportamento fosse uma rebeldia obrigatória da idade. “Não vou julgar nem recriminar quem se engaja em causas que considera nobres, mas vejo, por exemplo, mais resultados transformadores sobre a realidade na atuação de jovens empreendedores, que geram riqueza e desafiam o Estado de maneira efetiva e radical – e também política”, explica.

Sobre os autores

Nascido em Londrina, no Paraná, em 1954, Mario Sergio Cortella tem mestrado e doutorado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), onde também atuou como professor titular por 35 anos. Desde 1997, é professor convidado da Fundação Dom Cabral e lecionou na Fundação Getúlio Vargas de São Paulo. Foi ainda assessor especial e chefe de gabinete do professor Paulo Freire, depois entrou no cargo de secretário municipal de Educação de São Paulo, nos anos de 1991 e 1992.

Além de jornalista, Pedro Bial é poeta, escritor, cineasta e apresentador. Nascido no Rio de Janeiro, em 1958, ele atua principalmente na televisão, sendo conhecido por ter apresentado os programas Fantástico, Big Brother e Na Moral. Atualmente, ele conduz um talk-show na TV Globo.

Conheça outras obras dos autores:


Por que fazemos o que fazemos?, de Mario Sergio Cortella

No livro Por que fazemos o que fazemos?, Mario Sergio Cortella desvenda as principais preocupações em relação ao trabalho. O filósofo aborda questões como a importância de ter uma vida com propósitos e a motivação em tempos difíceis. Dividido em 20 capítulos, o volume é um verdadeiro manual para todo mundo que tem uma carreira, mas vive se questionando sobre o presente e o futuro.

Por que fazemos o que fazemos, de Mario Sergio Cortella


Roberto Marinho, de Pedro Bial

Neste livro, Pedro Bial desvenda a história de Roberto Marinho, um dos principais jornalistas do Brasil. Para isso, ele analisou cerca de 4 mil documentos, do período do século XIX até o início do XXI. Entre os arquivos estavam pedaços frágeis de papel amarelado pelo tempo, relatórios e informes secretos de governos, além de correspondência pessoal e profissional de 70 anos de atividade jornalística.

Roberto Marinho, de Pedro Bial


Qual é a tua obra?, de Mario Sergio Cortella

Qual é a tua obra? é um texto envolvente sobre as inquietações do mundo corporativo. Nesta obra, o filósofo Mario Sergio Cortella desmistifica conceitos e pré-conceitos. Ele ainda define o líder espiritualizado como aquele que reconhece a própria obra e é capaz de edificá-la. Dessa forma, a pessoa busca incessantemente o significado das coisas.

Qual é a tua obra, de Mario Sergio Cortella


Crônicas de repórter, de Pedro Bial

Esse é um dos livros que você só encontra na Estante Virtual. Em Crônicas de repórter, o jornalista Pedro Bial divide com os leitores um pouco da adrenalina que o “olho frio” da câmera deixa escapar. A obra reúne histórias divertidas, trágicas e emocionantes. Bial traz pinceladas sensíveis, além de poéticos flashes do cotidiano e reflexões de alguém que testemunhou as mudanças do mundo.

Crônicas de repórter, de Pedro Bial


Pensar bem nos faz bem, de Mario Sergio Cortella

A série de quatro livros do Pensar bem nos faz bem discute alguns temas relevantes na sociedade atual e que têm ligação entre si, como religião, educação, carreira, família e ética. As obras são baseadas nas falas diárias do autor na rádio CBN e trazem o olhar da filosofia sobre temas do cotidiano.

Pensar bem nos faz bem, de Mario Sergio Cortella


Tarja preta, de Pedro Bial e outros autores

Esse livro também é uma raridade da Estante Virtual. Ao lado de escritores renomados, como Luiz Ruffato, Jorge Mautner e Adriana Falcão, o jornalista Pedro Bial retrata pessoas transgressoras e ansiosas. Na obra, os personagens têm mentes embaraçadas e inquietas, além de serem dependentes assumidos de algum remédio tarja preta sem o qual fica muito difícil acordar, dormir ou qualquer variação possível do viver.

Tarja preta, de Pedro Bial


Qual seu livro favorito da lista? Comente e participe!

[wysija_form id=”5″]

Gabriela Mattos

Redatora em Estante Virtual
Gabriela é jornalista e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea brasileira e jornalismo literário.
Gabriela Mattos
Comentários

Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea brasileira e jornalismo literário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares