[Resenha] A Hora do Lobisomem, de Stephen King

(0 Estrelas - 0 Votos)

Em um livro curto, Stephen King inova na narrativa e entrega uma história coesa e divertida.

Os lobisomens são figuras clássicas da cultura mundial, uma pessoa que é mordida pela besta e cada mudança de lua sofre uma transformação horrenda. Porém, as aparições dos lobisomens na literatura são bastante pontuais. Entre essas poucas histórias, uma se destaca. Escrita por Stephen King, A Hora do Lobisomem é uma novela publicada em 1983 com ilustrações de Bernie Wrightson e se passa ao longo de um ano em que uma cidade é atacada por um lobisomem.

O primeiro grito veio de um trabalhador da ferrovia isolado pela neve, enquanto as presas do monstro dilaceravam sua garganta. No mês seguinte, um grito de êxtase e agonia vem de uma mulher atacada no próprio quarto. Agora, a cada vez que a lua cheia brilha sobre a cidade de Tarker’s Mill, surgem novas cenas de terror inimaginável. Quem será o próximo? Quando a lua cresce no céu, um terror paralisante toma os moradores da cidade. Uivos quase humanos ecoam no vento. E por todo lado as pegadas de um monstro cuja fome nunca é saciada.

Diferente da maior parte dos livros de Stephen King, A Hora do Lobisomem é um livro curto. São 12 capítulos, um se passando a cada mês do ano e com um ataque da fera numa data comemorativa. É impressionante ver que mesmo em um livro de menos de 200 páginas, King consegue desenvolver seus personagens de forma tão real, utilizando um dos maiores pontos fortes de suas histórias: crianças corajosas enfrentando perigos de outro mundo!

O livro é construído de forma muito diferente da maior parte dos livros do autor, sem grandes descrições, o livro segue um ritmo frenético desde a primeira página. Amparado pelas ilustrações sensacionais de Bernie Wrightson, Stephen King desfila com maestria com seu lobo pelas estações do ano, causando uma sensação de perigo do leitor que só vai parar de ler quando descobrir quem se transforma nas noites de lua cheia.

Esgotado no Brasil desde 1984, A Hora do Lobisomem foi relançado em uma edição especial com capa dura e conteúdo extra pela editora Suma!

Você conhece algum livro sobre lobisomens? Então aí vai uma lista pra você!


A Dádiva do Lobo (Anne Rice)

Um jovem repórter, uma mulher mais velha recebendo-o na magnífica casa de sua família, sobre a qual ele foi incumbido de escrever e que ela precisa vender com certa urgência. Um encontro casual e improvável entre duas pessoas, uma noite idílica despedaçada por uma horrenda e inimaginável violência; o jovem inexplicavelmente atacado por uma fera que ele não consegue ver na escuridão. Um bárbaro episódio que coloca em ação uma transformação aterrorizante, ainda que atraente, quando Rueben, preso entre o êxtase e o horror, entre aceitar a coisa em que está se transformando e temer o que se tornará, experimenta a dádiva do lobo. Enquanto resiste ao paradoxal prazer e fascínio de sua selvageria lupina e se delicia com o poder e a surpreendente capacidade de fazer o bem, ele encontra-se em meio a um resgate estranho e perigoso, sendo caçado pelas autoridades como o Lobo-Homem. À medida que um novo e profundo amor toma conta dele, perguntas emergem, propelindo-o ainda mais para o fundo de seu novo e misterioso mundo. Em meio a tudo isto, a busca da salvação para uma alma atormentada por um novo reino de tentações e a jornada estimulante de ser e tornar-se, por inteiro, não apenas lobo como também homem.

O Coronel e o Lobisomem (José Cândido de Carvalho)

O coronel e o lobisomem, obra-prima publicada em 1964, continua sendo até hoje um dos pilares do realismo mágico à brasileira. Adaptado com justiça ao cinema, é diversão literária para quase todas as idades. Conta a história de Ponciano de Azevedo Furtado, que enlouquece depois de deixar o campo pela cidade. Tudo isso, porém, numa linguagem viva, com situações que alternam o humor e o fantástico e com direito a sereias, onças, rabos de saia e – claro – o tal do lobisomem do título.

Hemlock Grove (Brian McGreevy)

Um mistério abala a cidade de Hemlock Grove. Quando Brooke Bluebell, uma jovem de 17 anos, é brutalmente assassinada na antiga siderúrgica de Godfrey, as suspeitas rapidamente recaem sobre Peter Rumancek, o jovem cigano que muitos acreditam ser um lobisomem, e Roman Godfrey, o esnobe milionário herdeiro da fábrica onde o corpo de Brooke foi encontrado. Injustiçados, Peter e Roman resolvem unir forças para descobrir o verdadeiro assassino e provar que são inocentes. A caçada fica acirrada quando outras mortes passam a ocorrer e os jovens começam a desconfiar que estão mais envolvidos com o caso do que poderiam imaginar…Em Hemlock Grove, os arquétipos de monstros clássicos são recriados de forma inovadora e eletrizante. A cada página, o mistério se intensifica, envolvendo o leitor numa trama de horror surpreendente, indicada para aqueles com estômago forte.

O Último Lobisomem (Glen Duncan)

Uma última lua cheia – então. tudo terminará. Jake Marlowe é um lobisomem. Lobisomens existem, mas a maldição — o vírus que infecta os humanos e os transforma em lobos — está extinto. Jake é o último de sua espécie na face da terra. E ele perdeu a vontade de viver. de lidar com seus fantasmas, de ouvir as vozes daqueles que matou para aplacar suas necessidades. Não há Deus ou Inferno. só a existência. a luta para sobreviver. E há. é claro. a fome do lobo que vive em seu interior e que o domina. Durante duzentos anos. Jake vagou pelo mundo. escravizado por seu apetite lunático e atormentado pela memória de seu primeiro e mais monstruoso crime. Agora. ele é a presa final de um grupo de caçadores de seres sobrenaturais. Sua morte será rápida. E ele deseja isso. pois sabe que não pode mais seguir em frente. Mas enquanto Jake faz a contagem regressiva para sua última lua. um assassinato violento e um encontro extraordinário mergulham-no diretamente de volta à busca desesperada pela vida – e. para sua surpresa. pelo amor.

Comentários

Pedro Silva

Pedro Silva

Pedro é jornalista e pós-graduado em literatura, já trabalhou como crítico e redator de um portal de notícias. Apaixonado por livros e cultura pop.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *