Junho Literário: Dicas de livros pela professora Luciane Conrado

(5 Estrelas - 2 Votos)

A professora Luciane Conrado deu dicas para quem deseja compreender as relações entre educação, arte e cultura. Confira e aproveite a leitura!

Na sexta-feira (5), iniciamos a Junho Literário, uma série de lives no Instagram da Estante Virtual onde conversamos com escritores, professores e especialistas sobre temas ligados à literatura, educação e cultura. A nossa primeira convidada da série foi a doutora em Linguística pela UFF e professora do Centro Universitário UniCarioca, Luciane Conrado.

ASSISTA A TODAS AS LIVES

Luciane conversou sobre os desafios da educação em tempos de isolamento social. Durante o bate-papo, a educadora traçou um panorama sobre o atual contexto da educação brasileira, debateu o papel dos educadores e destacou a importância da arte e da cultura no processo educacional. Além disso, ela indicou leituras essenciais para compreender as conexões existentes entre educação, arte e cultura. Confira a lista!


A Educação Pela Arte, Herbert Read

O livro de Herbert Read baseia-se na tese criada por Platão que afirma que a arte deve ser a base de toda forma de educação natural. Assim, Read defende a construção de uma educação estética que, para além da arte, explore os sentidos e trabalhe com a consciência, a inteligência e o raciocínio humano.


Carnavais, Malandros e Heróis, Roberto Damatta

Em Carnavais, malandros e heróis, o antropólogo brasileiro Roberto Damatta constrói uma análise a respeito da sociedade brasileira. Para Damatta, tanto o carnaval quanto seus malandros e heróis são fruto de criações sociais e refletem os dilemas e problemas da sociedade que os concebeu.


Hamlet, William Shakespeare

Um dos grandes clássicos da literatura mundial, Hamlet narra a história de um príncipe que junta ao fantasma do pai, que alega ter sido assassinado pelo próprio irmão, agora casado com sua viúva. Assim, o príncipe elabora um plano para provar a veracidade da acusação, mas a sua insanidade causará estragos tantos para os culpados como para os inocentes.


Leonardo da Vinci, Walter Isaacson

Leonardo da Vinci é a biografia definitiva de Leonardo da Vinci e se baseia em milhares de páginas dos cadernos que ele manteve ao longo de sua vida. Além disso, descobertas mais recentes sobre a obra e a trajetória do artista também são registradas por Walter Isaacson. Na obra, Isaacson revela a face humana de da Vinci, destacando características como a sua curiosidade, observação e imaginação fértil.


Questões de Literatura e de Estética, Mikhail Bakhtin

Em Questões de Literatura e de Estética, Mikhail Bakhtin estuda as especificidades do romance, gênero tão importante na história da literatura. Desse modo, Bakhtin analisa o discurso produzido por diferentes vertentes do romance, que vão desde o romance greco-latino ao romance de cavalaria e o folclore.


Pedagogia da Autonomia, Paulo Freire

Em Pedagogia da autonomia, Paulo Freire promove uma reflexão a respeito da relação entre alunos e professores. Além disso, a obra oferece propostas de práticas pedagógicas que se baseiam em uma ética universal e elaboram a autonomia, a capacidade crítica e a valorização da cultura.


A Vida Como Ela É…, Nelson Rodrigues

A Vida Como Ela É… reúne contos que Nelson Rodrigues começou a escrever nos anos 1950 e tornaram-se um grande sucesso entre gerações. Os contos narram histórias de ciúme, obsessão, dilemas morais, inveja, desejos desgovernados, adultério e morte e já ganharam adaptações para a TV, a rádio e o cinema.


A Alegria de Ensinar, Rubem Alves

Em A Alegria de Ensinar, o educador brasileiro Rubem Alves discute as dimensões do conhecimento, na mesma medida em que destaca a importância dos seus meios de transferência. Na obra, Alves salienta a importância da presença da alegria no processo de transmissão de conhecimentos pela educação.


Antropologia dos Sentidos, David Le Breton

Em Antropologia dos Sentidos, o antropólogo David Le Breton mergulha nos sentidos a fim de compreender o mundo por dentro. Na obra, o autor nos mostra que a experiência de nossas existências só se torna possível a partir de ressonâncias sensoriais e perceptivas. Nesse sentido, os seres humanos vivem em um universo sensorial formado pelo que a sua cultura e história pessoal fizeram de sua educação.


Gostou das dicas?


Yasmin Lisboa

Comentários

Yasmin Lisboa

Yasmin é jornalista e estudante de Cinema. Cantora e colecionadora de discos e livros, é fascinada pela cultura popular brasileira.

Um comentário em “Junho Literário: Dicas de livros pela professora Luciane Conrado

  • 09.06.2020 a 1:23 pm
    Permalink

    Dicas maravilhosas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *