Dante Alighieri para além de “A divina comédia”

(3.2 Estrelas - 6 Votos)

Poeta é considerado o principal autor italiano da história. Conheça outros livros de Dante e de escritores que analisam a sua obra. Veja a lista!

Principal autor italiano da história, Dante Alighieri ficou conhecido mundialmente pelo poema épico e teológico A divina comédia, que reúne quase 100 cantos, envolve personagens bíblicos e é dividido em três partes: Inferno, Purgatório e Paraíso. Os protagonistas são o próprio escritor, que faz uma “jornada espiritual” entre os três reinos. A crítica literária acredita que os três volumes tenham sido escritos entre 1304 e 1321.

Não há documentos que comprovem as datas reais de nascimento e morte de Dante, mas pesquisadores estimam que ele tenha nascido entre 22 de maio e 13 de junho de 1265, em Florença, e morrido no dia 14 de setembro de 1321, na cidade de Ravena. Aos 9 anos, conheceu Beatrice Portinari, que depois seria a musa inspiradora. Aos 16, Dante escreveu seus famosos sonetos de amor para a jovem. Por volta de 1283, o casal teve quatro filhos.

Quanto maior é a sede, maior é o prazer em satisfazê-la.”

Com a morte de Beatrice em 1290, o autor começou a estudar filosofia latina e religiosa, que influenciou diretamente na produção de A divina comédia. A partir desta obra, que era marcada por uma linguagem utilizada por seu povo, o poeta definiu e estruturou o idioma italiano moderno.

Vida política

Em paralelo à literatura, Dante também teve uma vida militar na Itália, em 1289. Ao lado de cavaleiros florentinos, ele combateu a equipe da cidade de Arezzo, durante a batalha de Campaldino. Contra a vontade, foi médico e farmacêutico, por causa de uma lei de 1298. A norma dizia que todos os nobres que quisessem entrar na política deveriam entrar na Corporação de Artes e Ofícios.

Entre os anos de 1295 e 1300, Dante comandou uma delegação de embaixadores de Florença a Roma, com o objetivo de negociar a paz com o Papa Bonifácio VIII. Antes disso, o pontífice havia enviado uma tropa para pacificar a região toscana. Todo grupo voltou à cidade, menos o escritor. Nesse período, o local ficou tomado pela facção rival e quase todos os integrantes do partido do autor foram mortos.

Não há maior dor do que a de nos recordarmos dos dias felizes quando estamos na miséria.”

Exilado pelo novo governo de Florença, Dante foi convidade para ser hóspede do príncipe de Ravena, Guido Novello da Polenta. Ele terminou de escrever o volume Paraíso e no mesmo ano de sua morte. Apesar de ser até hoje consagrado na literatura mundial com o clássico A divina comédia, Dante também é autor de outros livros, como MonarquiaBanquete Vida nova.

Os exemplares são raridades nas livrarias tradicionais, mas você consegue encontrá-los no site da Estante Virtual. Ficou curioso para entender melhor a vida do poeta? Fizemos uma lista com outros títulos de Dante e de outros autores que analisaram a obra do italiano. Confira!


Monarquia, de Dante Alighieri

Esse livro você só encontra na Estante Virtual. Em Monarquia, Dante deixa transparecer seu conhecimentos de filosofia e de passagens bíblicas. Nesta obra, o escritor defende a independência total do imperador do Sacro Império Romano-Germânico, no exercício de seu poder, de qualquer ingerência do Vaticano.Da monarquia, de Dante Alighieri


Banquete, de Dante Alighieri

Banquete é conhecido como o tratado filosófico escrito por Dante. Publicada entre 1304 e 1307, a obra pretende oferecer um “banquete” de sabedoria, principalmente aos marginalizados da cultura das letras da Idade Média, e funciona como um elogio do amor, da nobreza de alma. O livro é ainda uma crítica feroz à nobreza medieval de cunho político e contra muitos dos valores estabelecidos naquela época.


Vida nova, de Dante Alighieri

Em Vida nova, publicado entre 1283 e 1292, Dante Alighieri reuniu poemas líricos dedicados a Beatrice Portinari, que descrevem seu amor em tom profundamente espiritualista, além de textos de prosa críticos, autobiográficos e ficcionais.

Vida nova, de Dante Alighieri


Dante Alighieri – O poeta filosófico, de Carlos E. Zampognaro

Dante Alighieri – O poeta filosófico, de Carlos E. Zampognaro, também é fundamental para entender a obra literária do maior escritor italiano da história. Neste livro, Zampognaro analisa todos os escritos de Dante, privilegiando aqueles de caráter político, linguístico e filosófico. A vida do autor revela que ele não era somente uma inteligência privilegiada, mas também um político atuante e um pensador de grande visão.

Dante Alighieri - o poeta filosófico


Dante Alighieri e a tradição popular no Brasil, de Luís da Câmara Cascudo

Esse é um dos livros raros sobre Dante Alighieri que você não encontra mais nas livrarias tradicionais. Nesta obra, o autor Luís da Câmara Cascudo faz uma análise da obra do escritor italiano, relacionando com a tradição popular no Brasil. É um dos títulos fundamentais para entender e conhecer a literatura de Dante. Dante e a tradição popular no Brasil


O que achou da lista? Comente e participe!

Gabriela Mattos

Gabriela Mattos

Redatora em Estante Virtual
Gabriela é jornalista e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea brasileira e jornalismo literário.
Gabriela Mattos

Quer receber dicas semanais de leitura?

Cadastre-se para ficar por dentro das novidades do mundo literário.

Comentários

Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea brasileira e jornalismo literário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares