Os 25 anos do Castelo Rá-Tim-Bum

(5 Estrelas - 2 Votos)

Nos anos 90, o Castelo Rá-Tim-Bum encantou uma geração de crianças

Em 1994, a TV Cultura estreou um dos programas infantis de maior sucesso da história: Castelo Rá-Tim-Bum. A criação de Flávio de Souza e Cao Hamburger conquistou as crianças desde o início.

A história conta a rotina de uma família milenar de feiticeiros composta por Nino (Cássio Scapin); seu tio, Dr. Victor (Sérgio Mamberti), feiticeiro e cientista; e sua tia-avó Morgana (Rosi Campos). Eles moram num Castelo que também é habitado por um gato bibliotecário, um monstro roxo que vive nos esgotos ao lado da ratazana Godofredo, uma cobra cor-de-rosa, um relógio falante, um porteiro robô. Ao longo da narrativa, Nino ganha novos amigos, Biba (Cinthya Rachel), Zequinha (Fredy Allan) e Pedro (Luciano Amaral).

Ao longo da série, foram usados 800 figurinos diferentes e os 90 episódios exigiram o trabalho direto de 250 pessoas e cerca de 5 mil horas de gravação. Além disso, a biblioteca tinha o equivalente a 6 mil livros.

O programa infantil ganhou um livro que mostra os bastidores da produção: Dos detalhes de figurinos e cenários à rotina de gravações, passando pela criação dos roteiros e escolha do elenco. É o “Raios e Trovões: A história do fenômeno Castelo Rá-Tim-Bum”. O autor Bruno Capelas teve como base mais de 30 entrevistas e mostra como o programa da TV Cultura se transformou em um dos maiores sucessos de sua época.


Carolina Gomes

Redatora em Estante Virtual
Carol é estudante de jornalismo e redatora na Estante Virtual. Ela também adora editar vídeos e se aventurar no marketing digital. É apaixonada por música, livros e cinema.
Carolina Gomes
Comentários

Carolina Gomes

Carol é estudante de jornalismo e redatora na Estante Virtual. Ela também adora editar vídeos e se aventurar no marketing digital. É apaixonada por música, livros e cinema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *