9 dicas para economizar nas compras de volta às aulas

(0 Estrelas - 0 Votos)

Encontre o melhor caminho para as crianças – e também para o seu bolso.

Para as crianças, o período de volta às aulas tem um gostinho especial: a compra do novo material escolar! A maioria dos pequenos se anima bastante com cadernos dos personagens favoritos, estojos, canetas e mochilas. Porém, no outro lado estão os pais: buscando um equilíbrio que consiga agradar os filhos e, principalmente, os bolsos. Pensando nisso, fizemos uma lista com com 9 dicas para economizar nas compras de volta às aulas. Confira!


  • Qualidade do material

O que mais é falado neste período de início de ano letivo é sobre como gastar o mínimo possível. No entanto, um elemento pode falar mais alto: o custo-benefício. Do que vale comprar uma mochila que, até o meio do ano, tem grandes chances de rasgar? Ou um caderno do personagem favorito do seu filho(a), mas que não tem a quantidade de folhas necessárias para o ano todo? É importante levar em conta não só a beleza ou o preço baixo – mas, principalmente, a qualidade do material.

  • Seja paciente: pesquise os preços!

A paciência é uma virtude que nos leva a lugares inimagináveis. Com um pouco dela, a pesquisa de preço torna-se um grande aliado na compra de material escolar. Em alguns momentos achamos que um produto está com um preço ótimo – até olharmos em outros locais, como na Estante Virtual. Se possível, é bom realizar todas as compras em somente um estabelecimento, para evitar gastos excessivos com o frete.

  • Atente-se ao reuso

Antes começar as compras, verifique se alguns livros, cadernos ou mochilas do ano anterior podem ser reutilizados neste ano letivo. Materiais como régua, tesoura, caneta e estojo podem ser aproveitados também. Sabemos que, para a criança, o momento de comprar material escolar é motivo de alegria e ansiedade. Porém, se algum dos itens citados ainda estão em condições boas de uso, não é necessário gastar comprando um novo, não é verdade? Além do mais, quanto mais cedo para o seu filho(a) compreender a importância do reuso, melhor!

  • O Procon avisa: cuidado com as cobranças exageradas!

Isso mesmo. Segundo nota lançada pelo Procon no último dia 14, cobranças adicionais para garantir a vaga do seu filho(a) na escola, como também material escolar coletivo ou administrativo devem ser devidamente contestadas. De acordo com a Lei 9.870/99, essa é uma prática abusiva e proibida. A escola também não pode exigir que os pais comprem os itens escolares em determinado estabelecimento ou de uma marca específica.

  • A opinião das crianças também é importante

Todos os pais conhecem como é a saga de comprar um material escolar para seus filhos que equilibre economia, mas que também satisfaça a criança. A opção mais econômica é sempre a mais viável, no entanto, é importante envolver os filhos na escolhas. Desde um caderno até uma caneta do personagem favorito pode trazer um pouco mais de incentivo e inspiração no retorno ao colégio.

  • Uniforme

O uniforme talvez seja o item menos problemático das listas escolares – exatamente porque é mais fácil de ser reaproveitado em outros anos. No entanto, foque no que é necessário: um sapato ou tênis confortável, uma calça ou saia que não incomode seu filho(a) e casacos para os dias de frio também são importantes.

  • Foque apenas no essencial

É muito fácil acabar comprando mais do que o devido neste período de volta ás aulas. Apesar da tentação de comprar diversos itens escolares exibidos em sites e estabelecimentos comerciais, é muito importante não desviar do material que será realmente essencial no ano letivo da criança. Afinal, o que mais existe são ofertas de itens repletos de beleza, mas que não são realmente necessários.

  • Aulas de reforço

Para obter uma melhor organização das finanças neste início de ano, é ideal pensar na possibilidade de seu filho(a) necessitar de uma ajuda. O reforço escolar é bastante comum em algumas séries escolares, como no final do Ensino Fundamental e no Ensino Médio. Ter em seu planejamento anual a possibilidade deste gasto extra pode evitar futuros excessos.

  • Os livros exigidos na lista podem incentivar a leitura

Sabe aqueles clássicos da literatura brasileira que são sempre pedidos nas listas escolares? Alguns exemplos são O Ateneu, de Raul Pompéia e Dom Casmurro, de Machado de Assis. Pois bem, esses e outros títulos carregam um legado imensurável para a literatura e cultura nacional. Portanto, incentive seu filho(a) a ler o livro antes mesmo que o mesmo seja solicitado pelo professor(a). Mais tarde ele(a) irá agradecer! 😀


Qual item da lista você achou o mais importante? Conta pra gente!


Compre os livros do seu filho na Estante Virtual e economize em até 63%!
[wysija_form id=”5″]

Leonardo Loio

SEM, SEO e tudo relacionado a buscadores, é o que eu gosto. Carioca, marketeiro, profissional de marketing digital, search marketing, tento aprender, discutir e ensinar.

Conheça os livros de Jô Soares Se você gostou dessas séries, vai gostar desses livros! Clássicos do Horror para conhecer Os melhores romances para ler nos próximos meses Os melhores livros espíritas