10 detetives que marcaram a literatura

(1.8 Estrelas - 127 Votos)

Protagonistas que valorizam os romances de suspense

Um bom livro policial ou de suspense é, em geral, marcado por histórias tensas, bem elaboradas e que deixam o leitor sem saber o final até as derradeiras páginas. São aqueleas tramas com personagens misteriosos e/ou sinistros e que em muitas oportunidades ocorrem em lugares inóspitos.

Contudo, igualmente importante – alguns dizem que mais do que tudo até – é a escolha do personagem principal por parte do autor. Ele pode ser esquisito e metódico, perturbado, violento, sensível e misericordioso ou genial – o que importa, no fim, é que seja carismático e que protagonize vários livros para os leitores.

Pensando nisso, escolhemos 10 detetives que marcaram a literatura e conquistaram fãs ao redor do planeta. Conheça!

Hercule Poirot

Personagem mais famoso da Rainha do Crime, Agatha Christie. De nacionalidade belga, Poirot é um personagem extremamente peculiar e está sempre se gabando da forma como usa as suas células cinzentas do cérebro. Possui um grande e belo bigode e tem sempre uma aparência elegante e impecável. Ele apareceu pela primeira vez em 1921, em O misterioso caso de Styles. Depois disso, protagonizou mais de 40 histórias, entre contos e romances. Entre eles: Assassinato no Expresso Oriente, Morte no Nilo, Cartas na mesa e O assassinato de Roger Ackroyd, este considerado pela crítica o melhor livro policial de todos os tempos.

Veja na Estante Virtual todas as obras de Agatha Christie. 


Sherlock Holmes

Personagem de ficção da literatura britânica criado pelo médico e escritor Sir Arthur Conan Doyle. Holmes é um investigador do final do século XIX e início do século XX que aparece pela primeira vez no romance Um estudo em vermelho, de 1887. Sherlock Holmes ficou famoso por utilizar, na resolução dos seus mistérios, o método científico e a lógica dedutiva. Carismático e astuto, ainda hoje é um dos mais atraentes personagens dos romances policiais. Entre romances e histórias curtas, destacam-se O signo dos quatro, O cão dos Baskervilles e O vale do terror.

Veja na Estante Virtual todas as obras de Arthur Conan Doyle.

 


Nero Wolfe

Criação do estadunidense Rex Stout, Wolfe é um detetive privado e sua primeira aparição aconteceu no livro Serpente, de 1934. O narrador dos livros é sempre Archie Goodwin, o ativo e intrépido assistente e responsável por buscar as pistas para que Wolfe resolva os intricados mistérios sem sair de casa. Entre suas tramas mais famosas estão: A confraria do medo, Milionários demais, A voz do morto, Mulheres demais e A caixa vermelha.

Veja na Estante Virtual todas as obras de Rex Stout.

A confraria do medo, Rex Stout


Delegado Espinosa

Homem culto, metódico e sobretudo ético, Espinosa é uma criação de Luiz Alfredo Garcia-Roza, estrelando onze dos seus doze romances. O silêncio da chuva foi a primeira aparição do detetive, que mora e trabalha no charmoso bairro de Copacabana, no Rio de Janeiro. As tramas criadas por Garcia-Roza, embora ambientadas na cidade, fogem do estereótipo ao apresentar casos muito mais relacionados a dramas pessoais mal-resolvidos do que com os recorrentes temas do narcotráfico e da venda de armas. O canal GNT lançou há alguns meses a primeira temporada da série Romance policial: Espinosa, baseada nos romances do detetive. Destacam-se ainda entre suas histórias Achados e perdidos, Vento sudoeste, Uma janela em Copacabana e Perseguido.

Veja na Estante Virtual todas as obras de Luiz Alfredo Garcia-Roza.

Luiz Alfredo Garcia-Roza, Uma janela em Copacabana


Comissário Jules Maigret

O mais popular entre os personagens criados pelo escritor belga Georges Simenon ficou conhecido por sua incrível capacidade de compreender a natureza de seus investigados. Ele aparece em 75 romances e 28 contos publicados entre 1931 e 1972. Recentemente foram lançados alguns telefilmes, com o protagonista interpretado por Rowan Atkinson, famoso pelo personagem Mr. Bean. Para quem quer conhecer mais do comissário, recomendamos: Pietr, o Letão – primeira aparição de Maigret, A velha senhora e Maigret no tribunal.

Veja na Estante Virtual todas as obras de Georges Simenon.

Maigret no tribunal


Miss Marple

Protagonista de doze romances e de vinte contos policiais de Agatha Christie, Jane Marple é uma senhora solteirona que vive no vilarejo de St. Mary Mead e atua como detetive amadora. Ela desvenda os mais intrincados mistérios, baseando-se apenas em seu profundo conhecimento da natureza humana. Sua estreia foi em Assassinato na casa do pastor, de 1930. Destacam-se, também, entre suas obras: Cem gramas de centeio e Convite para um homicídio.

Veja na Estante Virtual todas as obras de Agatha Christie. 

Cem gramas de centeio, Agatha Christie


Philip Marlowe

Personagem principal de oito romances de Raymond Chandler, Marlowe fez sua estreia em O sono eterno, de 1939. O detetive apareceu numa em publicações populares explorando contos ficcionais sobre crimes, surgida nos Estados Unidos em meados dos anos de 1920. Ele é beberrão, tem uma atitude contemplativa e filosófica. Não teme riscos físicos nem de usar violência quando necessário. Moralmente correto, ele encontra em suas aventuras várias “mulheres fatais”. Entre seus romances temos: Adeus, minha adorada, Janela para a morte e O longo adeus.

Veja na Estante Virtual todas as obras de Raymond Chandler.

Raymond Chandler, Janela para a morte


Mandrake

Advogado criminal, sua especialidade é lidar com os problemas de extorsão e chantagem que pessoas ricas ou de classe média alta têm com as camadas inferiores da sociedade. Ele não tem medo de se meter no submundo carioca, povoado por drogados, prostitutas, traficantes e figurões da sociedade. Apesar de ser teoricamente um advogado, Mandrake exerce muito as funções de detetive. Gosta de solucionar seus casos pessoalmente e dificilmente tem baixas. Com ele temos A grande arte e Mandrake e a bíblia e a bengala.

Veja na Estante Virtual todas as obras de Rubem Fonseca.

Rubem Fonseca, A grande arte


Harry Bosh

Detetive do Departamento de Polícia de Los Angeles, Hyeronimous Bosch – nome de verdade do personagem – é o protagonista mais famoso do autor Michael Connelly. Foi apresentado ao público com o romance Echo Park – vencedor do Mystery Writes of America como melhor romance de estreia. Algumas das outras obras de destaque com o protagonista: O espantalho, A queda e Dívida de sangue.

Veja na Estante Virtual todas as obras de Michael Connelly.

Michael Connelly, O espantalho


Auguste Dupin

Detetive criado por Edgar Allan Poe e que aparece pela primeira vez no livro Os assassinatos da Rua Morgue. Muitos críticos o consideram o precursor dos detetives da literatura mundial, sendo influenciado de Arthur Conan Doyle ao criar Sherlock Holmes. O detetive mora em Paris e atua em mais duas obras: O mistério de Marie Rogêt e A carta roubada.

Veja na Estante Virtual todas as obras de Edgar Allan Poe.

A carta roubada, Edgar Allan Poe


 

Qual seu detetive literário preferido? Compartilhe e participe da conversa.

Comentários

4 comentários em “10 detetives que marcaram a literatura

  • 04.07.2018 a 6:33 pm
    Permalink

    Nero Wolfe é Frances e Serpente é um livro que o detetive não aparece!

  • 26.06.2018 a 6:32 am
    Permalink

    -Kurr Wallander, criado por Henning Mankell, não podia ter ficado de fora. Livros principais: “Assassinos sem Rosto”, “O Guerreiro Solitário”, “A Quinta Mulher” e “Um Passo Atrás”.

  • 25.06.2018 a 11:11 pm
    Permalink

    Poirot, Miss Marple e Sherlock marcaram minha adolescência. Um detetive que conheci há pouco tempo é o Cormoran Strike dos livros de Robert Galbraith (pseudônimo de J.K.Rollng) recomendo, gostei bastante!

  • 08.12.2016 a 12:57 pm
    Permalink

    ola tudo bem ! Gostei do artigo aguardo mais dicas como esta. Para mim que estou començando são dicas valiosas e importante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares