10 livros mais vendidos em março na Estante Virtual

(2.5 Estrelas - 33 Votos)

Ficou curioso? Achegue-se e descubra quais foram os destaques de livros mais vendidos no mês de março de 2018!

Março foi um mês e tanto! Muita literatura e novidade por aqui, inclusive, entre os livros mais vendidos no portal da Estante Virtual. A obra ‘Quarto de Despejo’, que conta a história emocionante da catadora de lixo Carolina Maria de Jesus foi um sucesso do número de vendas, marcando a primeira posição. Vale lembrar que, no último ano, este mesmo livro ocupou o segundo lugar em nosso ranking de abril. Em seguida, o clássico ”A droga da obediência’, de Pedro Bandeira, e ‘Iracema’, de José de Alencar, também tiveram um número significativo de vendas. Vamos conhecer quais são os outros títulos queridinhos que arrasaram por aqui? Confira a lista completa!


Quarto de despejo, de Carolina Maria de Jesus

O duro cotidiano da favela ganha uma dimensão universal no diário de uma catadora de lixo. Com linguagem simples, uma mulher negra, pobre e semianalfabeta uma conta o que viveu, sem artifícios ou fantasias. O texto escrito em primeira pessoa do singular registra fatos políticos e sociais importantes do Brasil – iniciando em 1955 e terminando em janeiro de 1960. A leitura nos coloca em contato com cinco anos da vida da personagem, que representa a voz dos excluídos, marginalizados e estereotipados da nossa sociedade desigual.

Quarto de despejo, de Carolina Maria de Jesus


A droga da obediência, de Pedro Bandeira

Num clima de mistério e suspense, um grupo de cinco estudantes – Os Karas – enfrenta uma macabra trama internacional liderada pelo sinistro Doutor Q.I.. Ele pretende subjugar a humanidade aos seus desígnios, aplicando na juventude uma perigosa droga. Esta já está sendo experimentada em alunos dos melhores colégios de São Paulo. Este é um trabalho para Os Karas – o avesso dos coroas, o contrário dos caretas.

A Droga da Obediência, de Pedro Bandeira


Iracema, de José de Alencar

Iracema, a famosa “virgem dos lábios de mel” tornou-se símbolo do estado. Se seu filho, Moacir, nascido de seus amores com o colonizador português Martim, representa o primeiro cearense fruto da união das duas raças. A história clássica é uma representação do que aconteceu com a América na época da colonização européia.

Iracema, de José de Alencar


Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis

Memórias Póstumas de Brás Cubas é um romance desenvolvido em princípio como folhetim, de março a dezembro de 1880, na Revista Brasileira, para, no ano seguinte, ser publicado como livro, pela então Tipografia Nacional. Ao criar um narrador que resolve contar sua vida depois de morto, Machado de Assis muda radicalmente o panorama da literatura brasileira, além de expor de forma irônica os privilégios da elite da época.

Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis


A revolução dos bichos, de George Orwell

 No auge da Segunda Guerra Mundial, o autor Orwell faz uma crítica a respeito das fraquezas humanas que levam à corrosão dos grandes projetos de revolução política. Numa visão da humanidade nada otimista, a obra tem um forte viés ideológico reducionista. Percebemos o sentido do próprio título ao relacionarmos os animais como personagens. De certo modo, a inteligência política que humaniza seus bichos é a mesma que animaliza os homens.I

A revolução dos bichos, de George Orwell

 


Extraordinário, de Palacio R. J.

August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso, ele nunca havia frequentado uma escola de verdade… até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Uma história emocionante de superação das diferenças e surpresas da vida!

Extraordinário, de Palacio R. J.


O diário de Anne Frank, de Anne Frank

Tão pequena e ousada, Anne Frank faz uma narrativa dos dilemas e desafios, entre medos e alegrias, dos dias que lutou junto com sua família judia pela sobrevivência – todos escondidos em um sótão de uma casa em Amsterdã. O contexto histórico se passa no Holocausto e a menina denuncia os horrores cometidos contra os judeus, tornando o livro um dos mais lidos do mundo. O diário de Anne Frank é uma leitura carregada de sentimentos e considerada uma das obras mais importantes do século XX.

O diário de Anne Frank, de Anne Frank


Os miseráveis, de Victor Hugo

A obra narra a emocionante história de Jean Valjean — o homem que, por ter roubado um pão, é condenado a dezenove anos de prisão. Um livro inquietantemente religioso e político. Um romance social marcado por uma vasta análise de costumes da França e do mundo do século XIX. “É sobre a essência humana e enquanto houver pessoas, ele vai fazer sentido. Não porque define a essência humana, mas porque trata sobre o desenvolvimento dela. E enquanto os significados são passageiros, a busca por eles é eterna”, descreve nossa leitora.

Os miseráveis, de Victor Hugo


O pequeno príncipe, de Antoine Sainty-Exupéry

Quando a pauta envolve magia, este clássico é um dos primeiros que vem à mente de crianças e adultos. Mas não estamos falando de uma magia mística ou desconhecida, mas aquela que é vista poucas vezes na beleza da vida. Antoine de Saint-Exupery narra brilhantemente a história em que um pequeno príncipe conta sua própria história (da sua flor e do seu pequeno planeta). Por meio de imagens simbólicas, o enredo se consolida, na verdade, na representação do próprio escritor em um monólogo interior entre o “eu” e o “outro”. O livro é um dos mais vendidos e traduzidos em todo mundo, ficando apenas atrás da Bíblia.
O pequeno príncipe, de Antoine Sainty-Exupéry


Meu pé de laranja lima, de José Mauro de Vasconcelos

Nesta história emocionante, José Mauro de Vasconcelos conta a saga de um menino que encontra abrigo e conforto em sua árvore frutífera, fugindo da realidade e das tristezas do mundo. A maior lição que o livro nos ensina é a da importância da inocência, como o menino Zezé mesmo disse: “A verdade é que me contaram as coisas muito cedo”. Mesmo que não seja possível, depois de adultos, enxergamos a vida com a inocência de uma criança. A obra nos mostra a importância de preservar a positividade e a fé nas pessoas.

Meu pé de laranja lima, de José Mauro de Vasconcelos


Dessa lista, qual dos livros é o MELHOR de todos para você?

[wysija_form id=”5″]

Andréia Coutinho Louback

Andréia Coutinho Louback

Jornalista em Estante Virtual
Apaixonada por histórias e viciada em comprar livros. Mestre em relações étnico-raciais, ela atua rumo à superação do racismo na sociedade, em especial, na área da comunicação.
Andréia Coutinho Louback
Comentários

Andréia Coutinho Louback

Apaixonada por histórias e viciada em comprar livros. Mestre em relações étnico-raciais, ela atua rumo à superação do racismo na sociedade, em especial, na área da comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares