100 anos de samba: Homenagem ao mestre Cartola

(0 Estrelas - 0 Votos)

No aniversário do compositor e do ritmo mais brasileiro de todos, dicas para apresentar Cartola sem cair em estereótipos No ano em que o samba completa 100 anos e que, se estivesse vivo, Cartola completaria 108 anos – no dia 11 de outubro, o Estante Blog homenageia um dos maiores sambistas da música brasileira. Para conhecer sua vida e obra, no acervo da Estante Virtual, destacamos a obra de Monica Ramalho, Cartola. Livro infantojuvenil, que faz parte da coleção ‘Mestres da Música no Brasil’ e conta a história do compositor ao dedicar sua vida ao samba e o seu reconhecimento tardio. Só conseguindo gravar seus próprios discos no final da vida. “Minha vida é igual a filme de mocinho. Só venci no final”, resumia o sambista. [caption id="attachment_24367" align="aligncenter" width="200"]cartola Clique na imagem e confira na Estante Virtual[/caption] Além de ‘Cartola, os tempos idos’, de Marilia Barboza Trindade e Arthur Oliveira Filho. Biografia da Gryphus Editora que inspirou o musical ‘Obrigado, Cartola!’, em 2003 e traz diversas novidades: fala do nascimento do samba “amaxixado” (ritmo que usava flauta, violão e cavaquinho em sua formação e influenciou a criação do chorinho), apresenta o Centro Cultural Cartola e os enredos que a Mangueira já desfilou, desde 1929. E o samba como hoje o entendemos, nascido da laicização da música dos cultos afro-brasileiros do Rio de Janeiro. Em linguagem popular, isso significa letra profana em ponto de macumba! [caption id="attachment_24368" align="aligncenter" width="200"]cartola-os-tempos-idos Clique na imagem e confira na Estante Virtual[/caption] O Itaú Cultural também está homenageando o mestre. Durante a 31ª edição da “Ocupação”, a exposição dedicada agora ao compositor carioca procura recuperar a história de Cartola, como o grande poeta que é. A mostra acontece até o dia 13 de novembro e é dividida em seis eixos temáticos, que vão do Rio de Janeiro de 1908, quando Cartola nasceu, até homenagens e interpretações de suas músicas feitas por artistas contemporâneos. Entre os dois polos, a narrativa passa por suas parcerias, pela história do Zicartola – primeira casa de samba do RJ –, a fundação da Mangueira, além de fotos e depoimentos ligados aos seus relacionamentos e gravações musicais. Tudo isso de graça, de terça a domingo, na sede do instituto em São Paulo. Mais informações sobre a Ocupação na página do Itaú Cultural.


Dia do Samba

Não é possível definir exatamente o dia em que o ritmo foi inventado. Então, foi definido como data oficial, o dia em que o primeiro samba foi registrado na Biblioteca Nacional. A música “Pelo Telefone” foi gravada em 1916 por Donga (1890-1974), mas composta coletivamente em uma roda na casa de Tia Ciata. Com essa música, a palavra samba apareceu pela primeira vez no selo de um disco de vinil e assim a história foi feita. Inicialmente, a palavra samba era utilizada como sinônimo de festa e não como um gênero musical: “Vamos a um samba na casa de Tia Ciata”. As letras nasciam nas rodas e os versos eram improvisados por todo o grupo, com o público marcando o ritmo na palma das mãos.  Ainda não existia o rádio e essas festas também serviam para divulgar músicas novas. A morte de Tia Ciata, em 1924, é considerada como o símbolo do fim de uma época – o nascimento do samba carioca.  Mas a Pedra do Sal se tornou um tradicional ponto de encontro de sambistas e admiradores deste estilo musical e hoje é um dos principais locais de memória e resistência da cultura afro-brasileira. Confira abaixo a playlist com as músicas mais tocadas de Cartola 🙂

Gostou? Comente e participe da conversa!

]]>

Leonardo Loio

SEM, SEO e tudo relacionado a buscadores, é o que eu gosto. Carioca, marketeiro, profissional de marketing digital, search marketing, tento aprender, discutir e ensinar.

One thought on “100 anos de samba: Homenagem ao mestre Cartola

  • 18.04.2017 em 12:35 pm
    Permalink

    Adoreii o blog, estão de parabens!

Fechado para comentários.

Maze Runner: Conheça os livros da saga Conheça os livros de Jô Soares Se você gostou dessas séries, vai gostar desses livros! Clássicos do Horror para conhecer Os melhores romances para ler nos próximos meses