Seis professores marcantes da literatura

(2 Estrelas - 1 Votos)

A importância dos professores no processo de alfabetização.

Atualizado em 15/10/2017.

O Dia Mundial da Alfabetização acontece todo dia 8 de setembro e a data foi instituída, em 1968, pela ONU e pela Unesco com o objetivo de fomentar a educação no mundo. É ela que orienta decisivamente a vida de todos: uma sociedade alfabetizada é, definitivamente, uma sociedade melhor e mais bem organizada. Assim, nada mais justo que parabenizarmos todos os professores, os protagonistas deste que é um dos momentos mais importantes de todas as pessoas, o primeiro passo para que elas sintam-se cidadãos.

Veja abaixo uma seleção de obras em que os mestres são os verdadeiros protagonistas!


Extraordinário, de R.J. Palacio

Auggie nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial. Por isso, ele nunca havia frequentado uma escola… até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros. Nesta difícil realidade, o jovem protagonista conta com a ajuda do incrível professor de inglês Sr. Bowne, que ensina às crianças como construir atitudes de gentileza através de cada pensamento que traz para a sala de aula todos os meses e propõe as crianças para que no final do ano escrevam os seus próprios.

untitled
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

O professor, de Cristovão Tezza

O professor Heliseu será homenageado por uma carreira exemplar na universidade à qual dedicou a maior parte de sua vida. Enquanto prepara o discurso de agradecimento — justo ele, tão acostumado a transformar assuntos espinhosos em grandes aulas — é tomado por uma sucessão incontrolável de memórias e revisita momentos nem sempre felizes de sua vida: a convivência com o pai rígido; a morte da mãe, o tempo no seminário; o casamento com Mônica; o relacionamento conturbado com o filho; a paixão pela misteriosa Therèze. As lembranças se cruzam com a história do Brasil, desde o regime militar aos governos mais recentes, e o acerto de contas de Heliseu com seu passado transforma-se também no acerto de contas de um país com sua história.

o-professor
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Entre os muros da escola, de François Bégaudeau

Esta obra apresenta o mundo escolar do ponto de vista de um jovem e desajeitado professor de francês. Na forma de ensinar que o autor propõe, não é apenas a voz do educador que ouvimos, mas também as dos aunos. Estes disputam o espaço físico e o direito à fala, protagonizam o romance, interferindo na exposição de conteúdos e no comportamento do professor, dando o rumo que bem entendem às aulas e, por que não dizer, à narrativa de Bégaudeau. Comportamentos excedidos de professores, funcionários e alunos, dificuldades individuais e sociais de integração recorrentes em cidades cosmopolitas e miscigenadas são apenas alguns dos elementos que integram as cenas deste romance.

entre os muros da escola
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Preciosa, de Sapphire

Claireece Precious Jones suportou inimagináveis dificuldades em sua curta trajetória. Abusada pela mãe, estuprada pelo pai, ela cresce pobre, obesa, embrutecida, analfabeta, desprezada e, no geral, ignorada. Mesmo com todos estes obstáculos, ela frequenta a escola e sonha em ler e escrever fluentemente. Mas, por causa de uma gravidez, é forçada a abandonar a escola — o último e precário vínculo que a ligava ao restante do mundo — e é convidada a frequentar um centro de aprendizado alternativo. Ali, no fim da linha, está a incrível professora Rain, uma jovem professora, radical e batalhadora por meio da qual Precious terá a possibilidade de recuperar sua voz e sua dignidade, descobrindo um mundo novo no qual poderá finalmente entender os próprios sentimentos e se expressar de uma maneira que nunca antes havia imaginado.

preciosa
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Fala sério, professor!, de Thalita Rebouças

Como será que Malu se relacionou com seus professores do colégio, da academia, do curso de inglês, de shiatsu, teatro, os particulares, os gatos, os durões, os que amavam ser durões, os amigos, o meio doido, o que não ria, o que não perdoava cola. Chegou a hora revirarmos juntos o baú da trajetória da moça como aluna, narrada em crônicas pra lá de bem-humoradas que acompanham sua vida dos 3 aos 22 anos.

fala-serio-professor
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

As vantagens de ser invisível, de Stephen Chbosky

O professor Bill é aquele tipo de professor que investe ao máximo quando enxerga potencial em seus alunos. Ao perceber a inteligência e timidez de Charlie, passa a influenciar diretamente a vida do aluno, não só recomendando grandes leituras e o incentivando na escrita, mas também dando conselhos pessoais.

as-vantagens-de-ser-invisivel
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Que professor literário mais marcou você? Conte para a gente e participe da conversa.

[wysija_form id=”5″]
Comentários

Um comentário em “Seis professores marcantes da literatura

  • 04.04.2017 a 10:06 pm
    Permalink

    Gostei.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *