Hábito de ler vem de berço

(0 Estrelas - 0 Votos)

Se seus pais eram daqueles que liam histórias para você dormir quando pequeno; além de sentir saudades daquele tempo, você pode se considerar um privilegiado: há grandes chances de que na vida adulta você tenha se tornado um verdadeiro “devorador dos livros”. O motivo? É que os especialistas garantem: o hábito de ler também vem de berço. A pesquisa “Retratos da Leitura no Brasil”, divulgada pelo Instituto Pró-Livro, em 2008, mostrou que o índice de leitura entre crianças acima de cinco anos vinha crescendo em comparação ao ano de 2000. Agora em 2010, a última pesquisa da Associação Nacional de Livrarias (ANL), divulgada no fim de julho, não deixa dúvidas: a literatura infantil é uma das grandes responsáveis pelo crescimento do setor entre os anos de 2006 e 2009. Segundo a pesquisa, ambientes especialmente dedicados aos pequenos dentro dos estabelecimentos vêm ajudando a despertar o interesse pelos livros. Filho de leitor, aprendiz de leitor é Para os especialistas, no entanto, para que a criança chegue à vida adulta com hábitos freqüentes de leitura é preciso que os pais dêem o exemplo desde cedo. Em 2008, 49% dos entrevistados pela pesquisa “Retratos da Leitura no Brasil” citaram a mãe como a pessoa que mais os influenciou a ler. O número era ainda maior quando a pergunta era direcionada apenas às crianças (73%). Mas a dúvida de muitos pais ainda paira no ar: como despertar o interesse dos filhos pela literatura? “Instigar a curiosidade da criança para os livros é algo que deve ser feito quando ela ainda é um bebê e de forma contínua, pois é na infância que adquirir o hábito de ler torna-se mais fácil. Além disso, hoje, há livros para todas as idades. As obras emborrachadas e com imagens são ideais para os bebês”, ilustra Valéria Caratti, pedagoga e orientadora educacional do portal Planeta Educação. “O importante é que a criança sinta-se bem à vontade para escolher e explorar o livro. Ela deve reconhecer aquela atividade como um momento de prazer”, acrescenta a especialista. Valéria Caratti dá, ainda, outras dicas: – Atenda o pedido da criança mesmo que seja a leitura de uma mesma história pela enésima vez Isso significa que, para a criança, ainda há na história elementos que a instigam. “Sugerir outra leitura pode desmotivá-la”, alerta Valéria. – Ouça as histórias contadas pela criança Caso o pequeno prefira inverter os papéis e ler para o adulto, mesmo que não saiba fazê-lo, os pais devem ouvi-lo com atenção. – Deixe que a própria criança escolha o livro que deseja ler Ao presentear o baixinho com um livro, não espere sua leitura imediata. “É preciso conquistar os pequenos aos poucos e oferecer diversidade de exemplares e temas”, argumenta a pedagoga. Presentear, aliás, pode não ser a melhor opção. Segundo os pedagogos, muitas vezes, o exemplar que os pais gostariam de ver nas mãos dos filhos nem sempre é interessante aos olhos deles. Melhor seria levá-los a espaços com vairedade de livros infantis e deixá-lo escolher por conta própria. No Sebinho de Livros, em Brasília, a área reservada aos pequenos tem quase 50 metros quadrados e cerca de 1.500 títulos. A liberdade para fazer bagunça é total! “Aos sábados e nos dias em que não há aulas, fica bem cheio, assim como no início do ano letivo”, conta Euro César, um dos proprietários. No Rio de Janeiro, a cada dois meses, a praça Pio XI, no Jardim Botânico, é tomada por livros e crianças que se reúnem para um troca-troca literário. Trata-se do Projeto  Sebinho nas Canelas que acontece há cinco anos e funciona da seguinte maneira: a criança traz um livro de casa –  com todas as páginas e sem rasura – e o troca por outro exemplar. Além do programa divertido, o projeto estimula a paixão pelos livros desde a infância. – E se a criança deixar o livro de lado e só quiser saber de bonecos e bolas? Nesse caso, reproduzir a história do livro com os brinquedos pode ajudar, assim como reservar um momento para a leitura após a brincadeira. Fundamental mesmo é dar o exemplo. Portanto, boa leitura! Se você gostou deste tema e tem outras dicas para incentivar o hábito de ler nas crianças, não deixe de compartilhá-las com a gente, comentando este post.]]>

Leonardo Loio

SEM, SEO e tudo relacionado a buscadores, é o que eu gosto. Carioca, marketeiro, profissional de marketing digital, search marketing, tento aprender, discutir e ensinar.

2 thoughts on “Hábito de ler vem de berço

  • 22.08.2018 em 4:44 am
    Permalink

    Posso fazer uma compra na Itália?
    Custo de transporte?
    obrigado

  • 15.09.2010 em 6:04 pm
    Permalink

    Estou postando o ótimo artigo em meu Twitter!

Fechado para comentários.

Maze Runner: Conheça os livros da saga Conheça os livros de Jô Soares Se você gostou dessas séries, vai gostar desses livros! Clássicos do Horror para conhecer Os melhores romances para ler nos próximos meses