Cinco livros sobre a bebida brasileira mais conhecida no mundo

(0 Estrelas - 0 Votos)

13 de setembro. Dia Nacional da Cachaça Tão importante quanto o hino ou o esporte nacional, a cachaça é a bebida símbolo de uma nação. Os japoneses têm o saquê. Os russos, a vodka. O Brasil, é claro, é internacionalmente conhecido pela sua tradicional cachaça. Enquanto outros países a importam e a apreciam como uma preciosa iguaria, poucos brasileiros entendem verdadeiramente da bebida. O Estante blog separou cinco livros para você que quer saber mais sobre este brasileiríssimo aperitivo e sua história. Vale lembrar: bebida só para maiores de idade, hein! Cachaça, um amor brasileiro, de Alessandra Garcia Trindade A história da cachaça tem início no mesmo momento da história do Brasil, com a vinda dos primeiros portugueses e as principais plantações de cana-de-açúcar. A cachaça não é apenas fruto e decorrência dessa longa caminhada. Ela foi e ainda é um agente dos acontecimentos. Por vezes, sua produção foi estimulada, em outras, proibida. No entanto, de alguma forma, ela sempre esteve presente na construção do nosso país, afirmando seu sabor e sua autenticidade. [caption id="attachment_24047" align="aligncenter" width="200"]cachaca-um-amor-brasileiro Clique na imagem e confira na Estante Virtual[/caption]


Cachaças: Bebendo e aprendendo, de Marcelo Camara Este é o primeiro livro do mundo sobre a arte e a técnica da degustação de cachaças. Em belo formato portátil, primorosa edição bilíngue e ricamente ilustrada com fotos coloridas, a obra contém informações, dicas e segredos pra quem quer conhecer as qualidades e virtudes sensoriais de uma cachaça. [caption id="attachment_24048" align="aligncenter" width="200"]cachacas-bebendo-e-aprendendo Clique na imagem e confira na Estante Virtual[/caption]
Cachaça: Prazer brasileiro, de Marcelo Camara Este é um guia prático sobre a nossa cachaça, para que o leitor se informe, conheça e deguste, além de escolher os tira-gostos que se comem com ela. O autor mostra por que a cachaça é a bebida do Brasil e uma das mais desejadas do mundo. [caption id="attachment_24046" align="aligncenter" width="200"]cachaca-prazer-brasileiro Clique na imagem e confira na Estante Virtual[/caption]
De Marvada a Bendita, de Renato Figueiredo Cachaça é uma bebida cada vez mais apreciada no exterior e que, aos poucos, também vem ganhando seu reconhecimento no Brasil. Por anos, suas características de sabor, de cor e de aroma foram motivo de preconceito. Porém, isso mudou. Cachaça é agora sinônimo de um produto para ser apreciado no mesmo nível das melhores bebidas do mundo. Nesta obra, você vai se surpreender e descobrir fatos importantes desta transformação. [caption id="attachment_24049" align="aligncenter" width="200"]de-marvada-a-bendita Clique na imagem e confira na Estante Virtual[/caption]
Todos os nomes da cachaça, de Messias S. Cavalcante Esta obra é o resultado de uma pesquisa exaustiva que listou em torno de 8.000 marcas de cachaças brasileiras, com seus respectivos produtores, cidades e estados de origem, bem como a imensa relação de sinônimos que a palavra “cachaça” vem registrando ao longo do tempo por seus consumidores e aficionados. Curiosidade é que não falta nesta obra. [caption id="attachment_24050" align="aligncenter" width="200"]todos-os-nomes-da-cachaca Clique na imagem e confira na Estante Virtual[/caption]
Qual o seu livro preferido sobre cachaça? Deixe seu comentário e participe da conversa.]]>

Leonardo Loio

SEM, SEO e tudo relacionado a buscadores, é o que eu gosto. Carioca, marketeiro, profissional de marketing digital, search marketing, tento aprender, discutir e ensinar.

One thought on “Cinco livros sobre a bebida brasileira mais conhecida no mundo

  • 14.09.2018 em 9:43 am
    Permalink

    Caramba, nem eu sabia que nossa cachaça tinha tanta literatura, parabéns!

Fechado para comentários.

Maze Runner: Conheça os livros da saga Conheça os livros de Jô Soares Se você gostou dessas séries, vai gostar desses livros! Clássicos do Horror para conhecer Os melhores romances para ler nos próximos meses