Livros para se apaixonar por tênis

(4 Estrelas - 1 Votos)
Seis obras para você gostar de tênis

O tenista é um tipo muito específico de atleta. Ele prima pela elegância no trajar, mas roda a baiana na hora de discutir com o juiz. Apesar de gostar de manter uma aparência de sofisticação nas quadras, treina como se cada jogo fosse o último de sua vida.

Para comemorar o Dia do Tenista, separamos seis livros que vão ajudá-lo a mergulhar de cabeça nesse universo de competitividade e superação.

Agassi: Autobiografia, de Andre Agassi

Nunca, até agora, os bastidores do tênis e os holofotes da fama foram retratados com tanta exatidão. Ao lado de vívidas descrições de rivais pertencentes a várias gerações – Jimmy Connors, Pete Sampras, Roger Federer –, Agassi faz o relato nu e cru do breve tempo que passou com Barbra Streisand, assim como de fracassado casamento com Brooke Shields. Revela sua esmagadora falta de confiança. E narra a espetacular ressurreição, o regresso às quadras, cujo clímax foi a épica campanha em Roland Garros em 1999, culminando com o recorde de ser o tenista mais velho a se tornar o número 1 do mundo.

agassi
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

O jogo interior de tênis, de W. Timothy Gallwey

Por que você não é um tenista profissional? Falta de autoconfiança? Nervosismo? Falta de concentração? Gallwey apresenta uma estratégia sistemática para reverter os hábitos mentais que estão prejudicando seu jogo. Atletas relatam que este livro fez mais do que mudar sua maneira de jogar tênis: é uma verdadeira lição de vida.

o jogo interior do tenis
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Graça Infinita, de David Foster Wallace

Esta obra não é sobre tênis, mas sim, uma comédia que examina nossa obsessão pelo entretenimento e seu efeito na felicidade. Embora esta leitura não vá aprimorar o seu saque, como David Foster Wallace foi tenista universitário, esta extensa obra – o décimo livro mais longo da literatura inglesa! – tem bastante informações sobre tênis. Vale a pena. E o peso.

graca infinita
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Aqui tem!, de Fernando Meligeni e André Kfouri

Ao contrário do que pode parecer, este não é uma biografia, mas um rol de boas histórias. Histórias da trajetória de vida do nascido argentino Fernando Meligeni até sua ascensão como ídolo brasileiro do esporte. Em companhia de André Kfouri, o tenista leva o leitor a uma fascinante viagem aos bastidores do tênis, trazendo à tona memórias inesquecíveis, por vezes divertidas e bem-humoradas, de uma das carreiras mais espetaculares da história do esporte do país.

aqui tem
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Dupla falta, de Lionel Shriver

Tênis sempre foi a maior paixão de Willy Novinsky desde que pegou em uma raquete, aos 5 anos de idade. Até que ela conhece Eric Oberdorf: matemático recém-formado pela Universidade de Princeton, capaz de chamar atenção não só pela beleza, mas pela habilidade em diversas atividades, como a atuação nas quadras e em torneios de menor destaque. Os dois se casam. Assim como a esposa, Eric batalha para alcançar o glamour do circuito internacional. Logo, a vida em comum, repleta de cumplicidade e desejo, dá lugar a uma competição cada vez mais acirrada por uma colocação entre a elite do esporte com a classificação entre os chamados top 100. E o casamento tende a se provar uma jogada com efeitos imprevisíveis no desempenho de Willy. À medida que o rendimento dela decai, as habilidades do marido o levam mais longe no ranking mundial.

dupla falta
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Rafa: Minha história, de Rafael Nadal e John Carlin

Você nunca verá uma partida de tênis sendo narrada com tanta emoção e tantos detalhes: a adrenalina, o controle da mente, a preparação física, os últimos minutos antes da final de Wimbledon em 2008, considerada por John McEnroe “a melhor de todos os tempos”. Escrito em parceria com o jornalista John Carlin, Rafa: Minha história oferece dois olhares distintos sobre o mesmo personagem: um introspectivo, emocional e autocrítico; o outro, objetivo, descontraído e analítico.

rafa minha historia
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

 

Qual seu esporte preferido? Compartilhe e participe da conversa.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares