Autores irlandeses no St. Patrick’s Day

(0 Estrelas - 0 Votos)

Grandes livros para a tradição mais importante da Irlanda

Todos os anos, no dia 17 de março, a Irlanda se veste de verde para comemorar sua mais popular tradição: o St. Patrick’s Day. Esta data, feriado nacional, é homenagem ao dia em que o padroeiro do país, St. Patrick, faleceu, em 460 D.C. Ele foi o responsável pela catequização das populações célticas do país e por sua cristianização.

Hoje em dia é uma oportunidade para celebrar e afirmar os valores e cultura irlandeses. A data é mundialmente comemorada, inclusive no Brasil, quando milhões de pessoas saem às ruas vestidos de verde e portando os tradicionais shamrocks, trevos  que indicam boa sorte e explicam o conceito da Santíssima Trindade.

Em homenagem a este dia, selecionamos seis obras de grandes autores irlandeses. Confira!

Ulisses, de James Joyce

Um homem sai de casa pela manhã, cumpre com as tarefas do dia e, de noite, retorna ao lar. Foi em torno desse esqueleto, enganosamente simples, que James Joyce elaborou o que veio a ser o grande romance do século XX. Livremente inspirado na Odisséia, do grego Homero, Ulisses demorou anos até ser finalizado. É hoje considerado pela crítica um divisor de águas da literatura mundial, pois criou formas inusitadas de expressão, inaugurou uma nova linguagem e inventou voz e estilo. Ulisses foi banido de alguns países e só em 1933, por exemplo, foi lançado nos Estados Unidos.

Veja os livros


O retrato de Dorian Gray, de Oscar Wilde

Desde seu lançamento, o livro provocou reações simultâneas de ira e admiração entusiástica. Dorian Gray é o tema de um retrato de corpo inteiro em óleo de Basil Hallward, um artista que está impressionado e encantado com a beleza de Dorian. Ele acredita que a beleza de Dorian é responsável pela nova modalidade em sua arte como pintor. Através de Basil, Dorian conhece Lorde Henry Wotton, e ele logo se encanta com a visão de mundo hedonista do aristocrata: que a beleza e a satisfação sensual são as únicas coisas que valem a pena perseguir na vida. Entendendo que sua beleza irá desaparecer, Dorian expressa o desejo de vender sua alma, para garantir que o retrato, em vez dele, envelheça e desapareça. O desejo é concedido, e Dorian persegue uma vida libertina de experiências variadas e amorais. Enquanto isso seu retrato envelhece e registra todos os pecados que corrompem a alma.

o retrato


Drácula, de Bram Stoker

Este romance gótico narra a história do Conde Drácula, vilão morto-vivo da Transilvânia, que se tornou o típico representante do mito vampiro. Drácula é um clássico da literatura de horror e o mais importante livro sobre este personagem sinistro.

dracula


P.S. Eu te amo, de Cecelia Ahern

Gerry e Holly eram namorados e ficariam juntos para sempre. Contudo, o inimaginável acontece e Gerry morre, deixando-a devastada. Conforme seu aniversário de 30 anos se aproxima, Holly descobre um pacote de cartas nas quais o ex, gentilmente, a guia em sua nova vida sem ele. Com ajuda de seus amigos e de sua família a protagonista consegue rir, chorar, cantar, dançar e ser mais corajosa do que nunca. A adaptação para o cinema teve nos papeis principais Hilary Swank e Gerard Butler.

ps


Os infinitos, de John Banville

Num preguiçoso dia de verão, o velho Adam Godley, um renomado matemático, está no seu leito de morte cercado por sua família. Enquanto ele deixa para trás seus dias no plano terreno, seres sobrenaturais começam a causar confusão com consequencias por vezes inesperadas. Uma narrativa criativa e lúdica, rica e, ao mesmo tempo, sutil, que apresenta um olhar sarcástico sobre o ser humano.

infinitos


Os escritos secretos, de Sebastian Barry

Roseanne McNulty é uma idosa que há quase sessenta anos mora em um asilo. Doutor Grene, há décadas o psiquiatra responsável pela instituição, precisa finalizar alguns casos e analisar que pacientes podem ser liberados antes que o governo derrube o prédio em que ela funciona. Ao estudar o caso de Rose, o médico descobre que não conhece as origens dela nem por que foi parar lá. Como esclarecer isso? Perguntar à frágil paciente já com 100 anos e assumir seu descaso não parace uma boa ideia. Sebastian Barry mostra que a verdade única e irrevogável não existe, e, na maioria das vezes, as versões dependem de fatores externos que fogem ao controle de cada um.

os escritos secretos

Qual seu autor irlandês preferido? Alguma história inusitada no St. Patrick’s Day? Responda e participe da conversa!

Comentários

3 comentários em “Autores irlandeses no St. Patrick’s Day

  • 29.03.2017 a 11:49 am
    Permalink

    Muito bom artigo!!!

  • 19.03.2016 a 9:12 am
    Permalink

    Poderiam mencionar a Ann Enright e seu livro O encontro.

  • 18.03.2016 a 1:13 pm
    Permalink

    Amo a Marian Keyes! Acabei fazendo uma coleção de todos os livros dela que foram publicados no Brasil. Suas histórias são leves, bem emocionantes e também muito humoradas, é impossível não rir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *