Cinco livros sobre Tango

(0 Estrelas - 0 Votos)

11 de dezembro, Dia Nacional do Tango Poucas nações podem se orgulhar de ter um estilo musical tão profundamente integrado à sua identidade quanto a Argentina. Tão forte e próximo quanto o caso de amor entre o Brasil e o samba, o tango é a peça central da cultura portenha. Nascido nos subúrbios de Buenos Aires, no final do século XIX, o ritmo e a dança ganharam o mundo misturando elegância, sensualidade e paixão. E, como tudo que é sensual, causou comoção na sociedade conservadora da época. Houve quem clamasse ao Papa que proibisse a dança entre os fiéis católicos. Para surpresa dos moralistas, o sumo pontífice assistiu a uma apresentação e gostou do que viu. E ele não foi o único. O mundo todo aplaudiu a criação dos nossos hermanos. A data escolhida para homenagear esse legado cultural argentino não foi ao acaso. No dia 11 de dezembro de 1890 nascia Carlos Gardel, reconhecido como o mais famoso cantor de tango da história. Confira nossa lista de sugestões de leitura para mergulhar no universo do tango.   O tango da velha guarda, de Arturo Pérez-Reverte [caption id="attachment_20437" align="alignnone" width="208"]Veja o livro Veja o livro[/caption] Um estranho desafio entre dois músicos que leva um deles a Buenos Aires em 1928. Uma história de espionagem na Riviera francesa durante a Guerra Civil espanhola. Uma inquietante partida de xadrez na Sorrento, Itália, dos anos sessenta. O tango da velha guarda narra com pulso admirável uma complexa e apaixonante história de amor, traições e intrigas, que se prolonga durante quatro décadas de um século convulsionado e fascinante à luz crepuscular de uma época que se extingue.   O cantor de tango, de Tomás Eloy Martínez [caption id="attachment_20436" align="alignnone" width="208"]Veja o livro Veja o livro[/caption] Tomás Eloy Martínez ocupa um lugar de destaque entre os grandes escritores da América Latina. Nesta obra, o protagonista é um doutorando nova-iorquino, Bruno Cadogan, que pesquisa as origens do tango e toma conhecimento da existência de Julio Martel, um cantor argentino à moda antiga. Cadogan decide, então, viajar a Buenos Aires apenas para ouvi-lo. O livro é um registro da busca desse cantor, que se vai revelando muito mais difícil, perturbadora e apaixonante do que seu protagonista poderia num primeiro momento. As peripécias do narrador-protagonista na pista do cantor vão oferecendo uma visão estranhada da Buenos Aires de hoje e servindo de vetor para uma série de narrações, fragmentos da memória da cidade, desde suas duas conflituosas fundações até os horrores da ditadura, passando por um rosário de pequenas e grandes tragédias.   Céu de tango, de Elsa Osório [caption id="attachment_20435" align="alignnone" width="199"]livro-ceu-de-tango-elsa-osorio-17209-MLB20134398950_072014-O Veja o livro[/caption] Eles têm em comum a paixão pelo tango. Ela, francesa. Ele, argentino. Seus destinos se cruzam. Mas é a dança que fala por eles… A história de um país é contada pela trajetória de duas famílias. Os tempos se combinam. As vozes se provocam. O ritmo é forte e avassalador. Céu de tango é tão sensual e ousado quanto os passos da dança.   Carlos Gardel, Lunfardo e Tango, de José Lino Grunewald [caption id="attachment_20434" align="alignnone" width="204"]Veja o livro Veja o livro[/caption] Além da vida de um dos principais compositores e intérpretes do tango, o leitor conhecerá a história deste estilo musical. Encontrará ainda uma antologia das letras das músicas mais famosas, um vocabulário do lunfardo (a gíria portenha em que os mais característicos tangos foram escritos), a filmografia de Gardel e uma discografia completa e comentada.   Tango, a música de uma cidade, de Mauro Mendes Braga [caption id="attachment_20433" align="alignnone" width="212"]Veja o livro Veja o livro[/caption] Este livro traz uma visão panorâmica do nascimento e desenvolvimento do tango e de sua íntima relação com a cidade de Buenos Aires. Apresentam-se as diferentes etapas de evolução do tango, bem como breves histórias de seus personagens e canções mais destacados. O texto, direcionado ao público brasileiro, aborda também o impacto que o tango teve no Brasil e sugere temas e gravações para uma pequena discoteca do gênero.   Qual o seu estilo de dança favorito? Deixe seu comentário e participe da conversa. ]]>

Rodrigo Espírito Santo

Mestre em Comunicação Social, MBA em Comunicação Corporativa, Pós-graduado em roteiro de audio visual. Mais de 15 anos de experiência em comunicação empresarial, endomarketing, redação publicitária, jornalística e de conteúdo para redes sociais.

Maze Runner: Conheça os livros da saga Conheça os livros de Jô Soares Se você gostou dessas séries, vai gostar desses livros! Clássicos do Horror para conhecer Os melhores romances para ler nos próximos meses