Cinco frases atribuídas a autores errados

(0 Estrelas - 0 Votos)

Clarice Lispector seja uma das maiores vítimas de citações mal creditadas. Mas existem muitos outros exemplos de máximas que jamais foram ditas pelas personalidades a quem são atribuídas. Confira alguns exemplos clássicos.

Quem não entende um olhar jamais entenderá uma longa explicação.
Muita gente coloca esta frase para o poeta brasileiro Mário Quintana. Ledo engano. Na verdade, trata-se de um provérbio árabe.  
Políticos e fraldas devem ser trocados de tempos em tempos, pelo mesmo motivo.”
Em tempos de crise política, esta frase volta a bombar nas redes sociais. Com a elegância de um versinho de para-choque de caminhão, a máxima costuma ser atribuída a diversos autores, de Eça de Queiroz a Benjamin Franklin. Mas o real autor da pérola é desconhecido.  
Os fins justificam os meios.”
E por falar em política, quantos líderes não usam a máxima acima para justificar o injustificável. O pior é que Maquiavel jamais disse isso. Seu pensamento foi distorcido numa tentativa de resumir as ideias de sua obra O príncipe. Sem sucesso e com grande prejuízo para a mensagem do livro, claro.  
Não concordo com uma palavra do que dizes, mas defenderei até a morte o teu direito de dizê-las.”
Sempre que uma discussão gira em torno da liberdade de expressão, aparece alguém citando esta frase, normalmente atribuída a Voltaire. Mas adivinhe: na verdade, ela foi criada pela escritora Evelyn Beatrice Hall, uma biógrafa do filósofo no começo do século XX.  O caso é que Voltaire se relacionava com um filósofo francês chamado Helvétius, que teve um livro censurado, proibido e queimado. Voltaire não gostou da repressão, apesar de não concordar com as ideias de Helvétius. E a biógrafa sintetizou o posicionamento do filósofo nesta frase, que passou a ser atribuída ao biografado.  
O Brasil não é um país sério.”
Durante muito tempo atribuiu-se ao presidente francês Charles de Gaulle esta frase. Gafes diplomáticas à parte, o estadista jamais disse isso. Pelo contrário: foi o embaixador brasileiro na França, Carlos Alves de Souza que mandou a pérola. Não ficou claro como a frase acabou sendo atribuída ao presidente da França. Mas as relações entre os países sofreu de um certo desconforto nos anos 60 em função do imbróglio.   Qual foi a citação mais absurda que você já encontrou na internet? Deixe sua opinião e participe da conversa.]]>

Rodrigo Espírito Santo

Mestre em Comunicação Social, MBA em Comunicação Corporativa, Pós-graduado em roteiro de audio visual. Mais de 15 anos de experiência em comunicação empresarial, endomarketing, redação publicitária, jornalística e de conteúdo para redes sociais.

12 thoughts on “Cinco frases atribuídas a autores errados

  • 29.09.2020 em 10:32 pm
    Permalink

    Como Machado de Assis poderia fazer tal afirmação se é produto de uma época em que a Internet inexistia? Assim não dá! Vamos crivar o que se publica, por favor…

  • 25.01.2020 em 10:55 am
    Permalink

    No Brasil, o hábito de muitas emissoras é auferir-se da frase: “fazemos o que o povo manda”! coisas deste tipo. Acontece que educar é necessário também.
    Ouve-se emissoras anunciar: “a música de Paulo Ricardo, IMAGINE. A música de Simone: Então é Natal;, a música de Fagner, Borbulhas de amor; do Kiko, Hey Jude; etc. e vai por aí, em todos os estilos. Frases atribuídas a Caetano Veloso: “.. navegar é preciso, viver não é preciso”. Ao Chico Buarque:”não existe pecado ao sul do equador”…e são milhares.
    Erros grosseiros que não mereceram a pesquisa de emissoras ou de jornalistas para checa-lós e atribuí-las ao seu mérito.
    Emissoras condenam, sem atentar que o paciente é acusado e só transitado e julgado o faz culpado. Divulgam a pena de morte, sem atentar à nossa Carta Magna. Fazem apologia as contravenções irresponsavelmente….etc etc etc
    Sempre fomos assim. A imprensa fala e não pesquisamos nada ou checamos e ela não o faz, por sua vez.

  • 21.05.2019 em 5:27 pm
    Permalink

    Como Machado de Assis sempre disse “a internet é um poderoso, mas perigoso instrumento”

  • 24.10.2018 em 10:49 pm
    Permalink

    Ótimo! Assim podemos nos corrigir ao citar essas máximas.

  • 21.02.2018 em 10:51 pm
    Permalink

    No primeiro comentário, de Pedro Barros Moreira, ele já mudou a marca do cigarro. Em 1978, Gerson fazia propaganda do cigarro Vila Rica.
    “Por que pagar mais caro se o Vila me dá tudo aquilo que eu quero de um bom cigarro? Gosto de levar vantagem em tudo, certo? Leve vantagem você também, leve Vila Rica!”.

  • 29.10.2017 em 1:48 pm
    Permalink

    A pior frase que até hoje virou uma profecia para os brasileiros foi uma propaganda de cigarros: ” O brasileiro adora levar vantagens em tudo ” Cigarro continental feita pelo jogador Gérson do Botafogo.

  • 23.03.2017 em 3:03 pm
    Permalink

    Gostei muito do que li aqui no seu site.Estou estudando o assunto,Mas quero agradecer por que seu texto foi muito valido. Obrigado 🙂

  • 20.02.2017 em 12:48 pm
    Permalink

    Existe um engano no texto, existe uma discussão se o presidente De Gaulle realmente falou O Brasil não é um país, ou se ele falou O Brasil não é um país sério, algumas pessoas acham que o cônsul brasileiro tentou atenuar a frase colocando um “sério” na frase original, fato que ele negou até a sua morte!

Fechado para comentários.

Conheça os livros de Jô Soares Se você gostou dessas séries, vai gostar desses livros! Clássicos do Horror para conhecer Os melhores romances para ler nos próximos meses Os melhores livros espíritas