85 anos de Ferreira Gullar

(0 Estrelas - 0 Votos)

Ferreira Gullar é poeta, biógrafo, tradutor, memorialista e um dos fundadores do neoconcretismo

Membro da Academia Brasileira de Letras desde 2014, Ferreira Gullar comemora, no dia 10 de setembro, 85 anos de vida e poesia. Um dos fundadores da revista que lançou o pós-modernismo no Maranhão (A Ilha), Gullar é considerado pela crítica especializada o maior poeta vivo do Brasil. Para celebrar o aniversário do imortal, separamos alguns momentos (e obras) de pura inspiração deste mestre da literatura brasileira.

Uma parte de mim é só vertigem: outra parte, linguagem.

Mas essa é a natureza do amor, comparável à do vento: fluído e arrasador.

Cantiga para não morrer
Quando você for se embora,
moça branca como a neve,
me leve.

Gullar-em-B-Aires-1975-for-web1

Não quero saber do sofrimento, quero é felicidade. Não gosto de fazer lamúrias. Uma vez, discuti feio sobre determinada situação. Fiquei sozinho em casa, cheio de razão e triste pra cacete. Então, pra quê querer ter sempre razão? Não quero ter razão, quero é ser feliz!

 

Conheça algumas de suas principais obras

Veja livro
Veja livro

Toda poesia

 

Veja livro
Veja livro

Muitas vozes

 

Veja livro
Veja livro

Poema sujo

Clique e conheça a obra completa deste magnífico autor.

 

Qual a sua poesia favorita de Ferreira Gullar? Deixe o seu comentário e participe da conversa.

Comentários

Rodrigo Espírito Santo

Mestre em Comunicação Social, MBA em Comunicação Corporativa, Pós-graduado em roteiro de audio visual. Mais de 15 anos de experiência em comunicação empresarial, endomarketing, redação publicitária, jornalística e de conteúdo para redes sociais.

One thought on “85 anos de Ferreira Gullar

  • 21.04.2017 em 10:03 pm
    Permalink

    Interessante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *