Vida de Livreiro – Renato e a Academia do Saber

(0 Estrelas - 0 Votos)

Episódio 1.

Muita gente se refere a 1968 como o ano que não acabou. Mas, para o bancário Mário Leonardo Pereira, foi um momento de recomeço. Apaixonado por livros de longa data, Mário resolveu dar uma guinada profissional e investir no seu próprio negócio: um sebo.  Como se não bastasse mudar de emprego, foi também em 68 que nasceu Renato, o filho mais velho do novo livreiro.

“Meu pai sempre gostou de ler. Quando ele saiu do banco, resolveu trabalhar com isso”, conta Renato Correia Leonardo Pereira. Criado entre as estantes da Academia do Saber, na rua Regente Feijó na região central do Rio de Janeiro, Renato aprendeu desde cedo a brincar com livros. “Eu vim pequeno para a loja. Mas, naquela época, tudo era brincadeira. Aprendi a colar, refilar, limpar livros. Fui tomando gosto e decidi que ia seguir esse ramo”, relembra Renato.

A Livraria, inaugurada em 1968, conta com mais de 200 mil títulos.
A Livraria, inaugurada em 1968, conta com mais de 200 mil títulos.

Renato cresceu dentro e com a livraria do pai. Quando o sebo mudou para a Rua da Constituição, ele já estava administrava a loja na companhia do irmão mais novo Ricardo. “A sociedade com meu irmão dá muito certo porque o Ricardo é muito administrativo. Eu sou mais pé de boi. Sou de cair na rua pra comprar livro, carregar livro”, conta.

Pioneiro dentro da rede da Estante Virtual, Renato viu sua clientela expandir através das vendas on-line. Agora, a Academia do Saber atende leitores de todos os cantos do Brasil. “Uma vez eu mandei (um livro) para uma cidadezinha no interior do Amazonas que não tinha nem correio. O leitor teve que ir (buscar) na capital. Parece que (o livro)  chegou de canoa”, diverte-se.

Renato Correia, da Academia do Saber, exibe suas recomendações literárias.
Renato Correia, da Academia do Saber, exibe suas recomendações literárias.

O crescimento das vendas fez a loja ficar pequena. Após 15 anos de parceria, chegava o momento de Ricardo assumir a filial na Avenida Passos, loja mais especializada em títulos de Filosofia e Espiritualidade. Renato continuou na matriz, agora em voo solo, focando nos livros de alta rotatividade.

Nas horas vagas, ao lado da fiel escudeira Mel, uma gata siamesa estrábica que ronrona pelas prateleiras, Renato mergulha na leitura.  “Eu gosto muito de história do Brasil, do Império. Eu gostei muito de ler a série 1808, 1822, 1889, uma série que não é tão didática, maçante. Também adorei A Menina que Roubava Livros. E, é claro, Papillon. Um livro que eu até considero uma obra de autoajuda. O cara lê aquele livro e se transforma.”

Mel, a fiel escudeira de Renato na Academia do Saber
Mel, a fiel escudeira de Renato na Academia do Saber

Renato é um apaixonado pela profissão de livreiro. “Às vezes eu me perco organizando livros e estantes. Eu faço o que eu gosto”, afirma com um sorriso orgulhoso. Mas, quando perguntamos se ele gostaria que um dos seus dois filhos assumisse o negócio, ele exibe receio.  “Na verdade, eu não queria que eles seguissem esse ramo. Comércio é muito sacrificante. A vida é muito corrida, muito dura. Tem que gostar muito”.  A filha mais velha de Renato trabalha em uma livraria.

A série “Vida de Livreiro” vai continuar a contar as histórias dos personagens da nossa rede. Quer compartilhar suas experiências com os leitores do Estante Blog? Conte a sua jornada pelo universo dos livros através do e-mail: suahistoria@estantevirtual.com.br

Comentários

Rodrigo Espírito Santo

Colaborador em Estante Virtual
Mestre em Comunicação Social, MBA em Comunicação Corporativa, Pós-graduado em roteiro de audio visual. Mais de 15 anos de experiência em comunicação empresarial, endomarketing, redação publicitária, jornalística e de conteúdo para redes sociais.
Rodrigo Espírito Santo

Rodrigo Espírito Santo

Mestre em Comunicação Social, MBA em Comunicação Corporativa, Pós-graduado em roteiro de audio visual. Mais de 15 anos de experiência em comunicação empresarial, endomarketing, redação publicitária, jornalística e de conteúdo para redes sociais.

2 comentários em “Vida de Livreiro – Renato e a Academia do Saber

  • 14.03.2015 a 6:02 am
    Permalink

    Eu sempre caminhava por uma grande avenida de São Paulo, e via muitos livros na calçada com uma garrafinha escrito: ponha $ 2,00 aqui. Era um carroceiro, o Sr. João, que tinha dó de jogar tantos livros, pegava os livros e colocava sobre prateleiras na calçada para que os pedestres pudessem ler. O Sr. João mal sabe ler, mas ama os livros. Hoje ele é um de nossos colaboradores. Os livros não vão mais para o lixo. Hoje em dia ser livreiro é uma profissão muito especial, divulga cultura, auxilia na reciclagem, e pessoas que antes não tinham acesso hoje recebem os livros pelos correios. Parabéns a todos os livreiros, obrigada Estante Virtual!

  • 13.03.2015 a 4:39 pm
    Permalink

    Muito boa a vida de livreiro, ainda mais quando o melhor que sabemos fazer , sempre é o que as pessoas mais gostam.
    Parabëns para todos nós livreiros.
    Eu sou feliz em ser LIVREIRA.
    OBRIGADA ESTANTE VIRTUAL….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *